A Segunda Teoria escrita por Vocaloid XD


Capítulo 24
Pedido


Notas iniciais do capítulo

Oi pessoas bonitas, estou de voltaaaaa o/
Mais um capítulo lindo para vocês, espero que curtam!
Bjoooooooooooooooooooooooooos ;*

Boa Leitura ;*



Durante as aulas, Mônica percebeu que Magali estava bem estranha, ela não havia dito uma palavra durante o dia inteiro e nem tinha comido na hora do intervalo, tinha alguma coisa acontecendo com a sua amiga, ela parecia bem decepcionada.

No final das aulas, Mônica conversa com ela.

– Você vai ao jogo hoje, não é?

– Claro! Você já se esqueceu de que eu sou “animadora” – diz Magali

– É verdade! – diz Mônica se lembrando – Vou ficar sem companhia hoje na arquibancada, irei torcer por você!

– Obrigada... – diz Magali num tom desanimado

– Er... Aconteceu alguma coisa hoje? – pergunta Mônica preocupada – Você está tão estranha!

– Eu... Eu conheci um lado ruim do Quim – diz Magali num tom triste – Nunca imaginei que isso fosse acontecer...

– O que ele fez? – pergunta Mônica surpresa

Magali sente as lágrimas escorrendo pelo seu rosto e Mônica fica mais preocupada ainda.

– Magali! – diz ela surpresa – Meu Deus, calma!

– E-Ele... – diz Magali tentando se controlar – Ele ia me bater, Mônica...

– O que?! – diz Mônica de queixo caído

– Nós discutimos e ele... Perdeu o controle – diz Magali

– Eu nunca imaginei que ele fosse capaz de fazer isso... – diz Mônica pasma – Ah mas ele vai ser ver comigo, espera só até ele cair no meu plano!

– Mônica, sem confusão... – diz Magali – Essa história só vai ficar entre nós, ele não pode saber que eu te contei isso...

– Mas Magali! – diz Mônica – Ele te bate e fica por isso mesmo?!

– Ele não chegou a me bater – diz Magali – E para que não aconteçam coisas piores, eu prefiro que isso fique em segredo...

– Tudo bem... – diz Mônica – Eu só me preocupo com você!

– Eu vou ficar bem... – diz Magali com um leve sorriso – Agora você tem que ir para pegar um bom lugar, te vejo no jogo!

Assim, Mônica vai para o estádio do time adversário e Magali vai direto para a sala do Jornal se transformar em Clarisse, lá só estava Maria Mello, que ainda não sabia o que tinha acontecido entre Magali e Joaquim.

A garota arruma Magali, e quando está finalmente terminando a maquiagem, a garota começa a chorar do nada, Maria Mello fica preocupada.

– Magali! O que houve? – pergunta ela surpresa

– Me desculpa... – diz Magali tendo cuidado ao enxugar as lágrimas – Eu estraguei a sua maquiagem...

– Esquece a maquiagem, olha pra você... – diz Maria Mello – Eu percebi que estava quieta hoje, me diga o que aconteceu!

Magali explica a história toda para Maria Mello e ela fica de queixo caído ao saber que seu primo mais próximo poderia ter pensado em fazer essa maldade com a garota.

– Não sei com o que o Quim estava na cabeça... – diz Maria Mello – Mas vai ficar tudo bem Magali, aposto que ninguém vai deixar ele fazer isso com você, fica tranquila...

– Obrigada, Maria – diz Magali com um leve sorriso

– Agora vamos consertar isso... – diz Maria Mello olhando para a maquiagem – Você tem um jogo importante hoje!

A cada jogo que se passava, o estádio estava com mais pessoas, ainda mais sendo o estádio do time Bagnoli, ele era bem famoso naquela região por ser uma das escolas particulares onde apenas aceitam jovens de QI altíssimo, assim como no futebol, os jogadores eram espertos e o Limoeiro precisava ter cuidado com isso.

Clarisse chega no momento em que as garotas estão terminando de passar a coreografia, Cascuda assim que a vê logo lhe dá uma bronca pelo atraso.

– Você sabe que se comprometeu com o time, não é? – diz ela num tom sério – Esperava mais de você Clarisse, sua prima podia ser fraca, mas ela chegava no horário!

– Me desculpa, eu tive uns problemas para chegar aqui... – diz Clarisse

– Que isso não se repita! – diz Cascuda

A garota sai do caminho dela e Denise a puxa para um canto.

– Eu conversei com ele ontem, me desculpa, mas ele não ficou convencido – diz Denise num tom preocupado.

– Você vai desistir? – pergunta Magali

– Claro que não... – diz Denise – Vou te tirar dessa, logo encontrarei uma substituta para você!

– Assim espero... – diz Magali insegura – Estou com muitos problemas...

– Ele foi falar com você, não é? – pergunta Denise

– Foi, mas... – diz Magali – Ele quase me bateu ontem...

– Ele... O que? – diz Denise sem acreditar

– Meninas! – grita Cascuda – O jogo vai começar, para as suas posições!

As duas se separam e vão para as suas posições para dar início à abertura do jogo, mas Denise e Clarisse continuam se encarando com caras preocupadas. Mesmo assim, elas entram no campo e se apresentam, assim como as líderes de torcida do time adversário, com o final da performance os jogadores entram em campo.

– Vai Limoeiro! – grita Mônica da arquibancada

Naquele instante, Quim se aproxima da garota na arquibancada, ele estava com sua câmera tirando fotos do jogo como sempre.

– Oi Mônica! – diz ele com um sorriso

– Oi... – diz Mônica de cara feia

– Pena que está sozinha hoje, quando eu acabar... – diz Quim – Quer que eu venha para cá?

– Não! – diz Mônica curta e grossa – Eu prefiro ficar sozinha, muito obrigada!

Quim não entende nada e sai dali para outro lugar já que o clima com a garota não estava nada bom. Assim, o juiz apita e o jogo e inicia.

Limoeiro está na vantagem, as duas estrelas do time têm trabalhado juntas ultimamente, mesmo havendo conflitos entre eles. Mas infelizmente no primeiro tempo, quem consegue fazer o primeiro gol foi Bagnoli.

– Vamos mocinhas! – grita o treinador – Não deixem esses perdedores passarem a frente!

O primeiro tempo se estende e Cebola consegue fazer um gol para o Limoeiro nos últimos minutos, assim, empatando o jogo.

– Vai Cê! – grita Mônica da arquibancada

O primeiro tempo se encerra, enquanto os jogadores saem do campo para os bancos, Cascão dá uma olhada na arquibancada para ver se acha sua amiga, mas infelizmente descobre que ela não veio, já que Mônica estava no banco sozinha. O garoto decide ir até lá.

– Mônica! – diz ele se aproximando da garota

– Júnior? – pergunta ela surpresa – O que está fazendo aqui?

– Cascão... – diz o garoto de cara feia – Escuta, a Magali veio com você?

– Não, hoje ela não veio... – diz Mônica – Queria falar com ela?

– Não é isso, acho que ela pode estar triste – diz Cascão – Ela te contou o que aconteceu?

– É... – diz Mônica num tom triste – Falou sim...

– Bem... – diz Cascão coçando a nuca – Diga para ela que se ela quiser minha ajuda, ela pode falar comigo...

– Por que não diz isso a ela? – pergunta Mônica – Vocês são amigos, não são?

– Somos, mas... – diz Cascão sem saber o que dizer

– Ei... – diz Mônica com um sorriso – Não é vergonha se preocupar com ela, a Magali realmente precisa de ajuda agora...

Cascão concorda com a garota e em seguida se despede, já que tinha que voltar para o jogo, ele deixa Mônica pensando.

Uau... Parece que eles são amigos mesmo... – pensa a garota – Será que não está acontecendo mais nada?

Enquanto isso, Clarisse, ou melhor, Magali conversava com Denise sobre Joaquim, a garota mal podia acreditar no que os ouvidos dela estavam captando.

– Temos que ter mais cuidado... – diz Magali – Se o Quim descobre o que estamos pensando em fazer... Eu estou perdida!

– Ele perdeu a cabeça... – diz Denise num tom triste – Temos que tirar você daqui com mais urgência do que pensei!

Naquele instante, Carmem se mete entre as duas.

– O que estavam falando? – pergunta Carmem com um sorriso

As duas se encaram assustadas, até que Denise diz:

– Sobre Isa! – diz Denise – Ela está melhorando a cada dia!

– Sério Clarisse?! – pergunta Carmem animada – Que bom!

– É... – diz Clarisse

– Escutem meninas... – diz Carmem mudando de assunto – Cascuda está pedindo que se preparem, o segundo tempo vai começar daqui a alguns segundos...

As duas obedecem, assim, elas entram novamente no campo com sua coreografia de saltos e elevações, assim como o time Bagnoli.

Após a apresentação, os jogadores entram em campo novamente para o segundo tempo do jogo. O juiz apita e o jogo se inicia.

– Vai! Vai! Vai! – gritam as líderes de torcida – Vai Limoeiro!

Cascão dessa vez está mais determinado no jogo, mesmo estando preocupado com sua amiga, não podia perder a chance de desempatar o jogo, quando surge a chance de fazer gol, o garoto percebe que está muito longe, então, passa para Do Certo, e o garoto faz o gol da vitória de seu time. A torcida comemora.

– Uhuuul! – grita Mônica na arquibancada – Do Certo!

Durante todo o tempo, o time adversário tenta virar o jogo, mas não consegue mesmo com os acréscimos, assim, o Limoeiro vence o jogo de 2 x 1. Os jogadores vão para o vestiário e as líderes de torcida para os delas.

Os jogadores tomam uma ducha e trocam de roupa, naquele momento, Cascão tem uma ideia e decide ligar para a sua amiga ausente.

Enquanto isso, Clarisse ficava imóvel dentro do vestiário, se ela fosse tomar banho, sua maquiagem provavelmente iria sair, então, ela foi arrumando suas coisas para ir tomar banho em casa. Naquele instante, seu celular toca, era Cascão.

E agora...? – pensa a garota

Ela vai para um canto escondido e atende o telefone.

– Alô?

– Magali? – pergunta ele

– Oi! – diz ela tentando parecer normal

– Você está em casa? – pergunta Cascão ao ouvir barulho

– Estou! – diz Magali tentando fugir do falatório – Aí que está barulhento...

– Ah... – diz o garoto – Só queria saber por que não veio ao jogo...

– Eu... – diz Magali pensando numa desculpa – Eu ainda estou muito chateada com o que aconteceu hoje, achei melhor ir para casa...

– Isso não é desculpa... – diz Cascão com um sorriso

– O que? – diz Magali – Como assim não é desculpa?

– Fiquei muito puto por você não estar aqui, não sei se vou te perdoar... – diz Cascão ainda sorrindo

– Garoto, você quer que eu faça o que?! – diz Magali de cara feia

– O que acha de sair comigo e esquecer essa história?

Ao ouvir a palavra “sair”, Magali congela por alguns segundos.

– S-Sair...? – diz Magali avermelhada – Você não tem vergonha de mim?

– Eu já sou o seu amigo, quer mais alguma coisa? – pergunta Cascão com maldade

– N-Não! – diz Magali parecendo um tomate – Olha, eu não sei se devo ir...

– Vamos, você está me devendo uma! – diz Cascão – Eu quero que você vá!

A garota fica pensativa por alguns segundos e dá a sua resposta:

– Tudo bem... – diz Magali ainda avermelhada – Eu aceito sair com você...

Continua...



Notas finais do capítulo

Magali, não me engane, você quer alguma coisa sim! UHASHUAHSUAHS '
Não percam divas e divos o próximo capítulo, o encontro exclusivo dos dois e...

— C-Como assim encontro? - diz Magali nervosa - Não é um encontro, eu só vou sair com o meu amigo!

— Amigo... Ok... - digo num tom irônico - Garota, sai daqui que ninguém te chamou!

*autora chuta personagem pra dentro da história*

Resolvido gente! Deixem comentários pra tia! Até a próxima! Não percam *o*
Bjooooooooooooooooos & Queijooooooooooooooos