Goodbye escrita por Mrs House


Capítulo 1
Capítulo 1




Este capítulo também está disponível no +Fiction: plusfiction.com/book/166079/chapter/1

 Esperei o carro de Charlie dobrar a esquina antes de subir as escadas para o banheiro. Fazia duas semanas desde que eles deixaram, duas semanas que venho sendo perseguida por uma vampira sádica e sedenta de sangue. Os Quileutes estavam tentando me proteger, mas eles não venceriam essa luta, e eu sabia o que me esperava caso Victória chegasse até mim. Isso só reforçou minha decisão, me deu uma desculpa.

 Abri a torneira da banheira e fui até meu quarto pegar as duas cartas que escrevi ontem à noite e aproveitei para relê-las.

 “Papai, mamãe e Phill.” Dizia a primeira.

 “Sei que estão tristes, mas, se tenho direito a um pedido, não fiquem.

 Tive uma vida boa, feliz, mas agora essa velha felicidade só serve para me atormentar, pois sei que esses momentos não mais voltarão. Entendam, estou morda por dentro.

 Papai, por favor, resista ao impulso de ir atrás deles com uma arma, ainda os amo, pelos menos de certa maneira. E prometa que não comerá todos os dias na lanchonete, sabe que isso não lhe faz bem. Você foi o melhor pai do mundo, aproveitei cada momento que passei com você, mesmo que muitas vezes não tenha demonstrado.

 Mamãe, você foi minha companheira, minha melhor amiga, por favor, cuide-se. E Phill, não a deixe fazer nenhuma loucura, tudo bem? Não importa o quanto ela queira pular de Para Quedas.

 Quando a saudade bater, saibam que eu os amo, mais do que podem imaginar, sempre estarei com vocês, em seus corações.

                                                                                                                     Bella.”

 Uma única lágrima escorreu por meu rosto, mas tratei de enxugá-la rapidamente. Coloquei a carta na bancada e peguei a outra.

 “Cullens.” O nome causou um nó no meu estômago.

 “Não tenho como saber se esta carta chegará até vocês, mas tenho que tentar. Sei que Alice verá minha decisão, mas não sei se vale uma viagem até Forks.

  Jasper, preste muita atenção no que tenho para lhe dizer: Não é sua culpa! Sei que se sente péssimo sobre o que aconteceu no meu aniversário, mas tenho uma teoria. Sua habilidade de sentir emoções se voltou contra você àquela noite. Sentiu não somente a sua sede, mas a sede de outros seis vampiros (se não contarmos com Carlisle) e quando somadas ao elemento surpresa e a visão de meu sangue, você perdeu o controle. Não percebe? Você é forte, Jasper, é obrigado a suportar a sede de seus irmãos somada a sua todos os dias na escola, seu controle pode ser comparado ao de Carlisle!

 Emmett, suas brincadeiras e sorrisos contagiam todos ao seu redor e iluminam o ambiente, por favor, nunca perca isso.

 Talvez vocês questionem os motivos que me levaram a escrever essa despedida, eu era uma cega que foi permitida ver o por do Sol em uma praia somente uma noite, antes de tudo voltar à escuridão, e quando percebeu o que perdeu, não pode mais ver um sentido na vida. Vocês me apresentaram a um mundo maravilhoso, cheio de magia, e depois o tomaram de volta, me deixando com nada além de recordações dolorosas. Alem disso, Victória está atrás de mim, os Quileutes já mataram Laurent, mas ela é imparavel e vai me encontrar, sinceramente, prefiro estar morta quando isso acontecer.

 Eu amo vocês, talvez mais do que seja saudável, mas não sei se posso chamá-los de família, a família não vai embora.

  “Estas alegrias violentas, têm fins violentos. Falecendo no triunfo, como fogo e pólvora. Que num beijo se consomem.” William Shakespeare

                                                                                                              Bella.”

 As lágrimas agora corriam livremente e entrei na banheira, espalhando água pelo piso, antes de perder a coragem. Fechei a torneira e dei uma última olhada nas cartas antes de mergulhar.

 Se afogar propositalmente é muito mais difícil do que se imagina. Meus pulmões gritavam por ar e me forcei a ficar parada. Você está lutando, percebi que ao prender a respiração, estava me agarrando à vida. Acalmei meu coração antes de respirar profundamente pelo nariz, senti a água invadindo meus pulmões como uma enxurrada.

 “Bella?!” Uma voz feminina gritando meu nome foi a última coisa que percebi antes que a escuridão me engolisse.


Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no Nyah e em seu sucessor, o +Fiction, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!


Notas finais do capítulo

O que acharam?!