Rua da Lembrança escrita por NRamiro


Capítulo 6
Exagero




Este capítulo também está disponível no +Fiction: plusfiction.com/book/156841/chapter/6

Eu ainda te pego olhando para mim às vezes. Tento decifrar seu olhar, mas não consigo ver o que se passa nos seus belos e misteriosos olhos claros.

Depois de crises de saudades eu tento me obrigar a acreditar que tudo que eu venho pensando é apenas um exagero meu.

Talvez eu possa estar até exagerando um pouco, talvez você saiba que eu exagero às vezes, e isso é ruim, pois: eu te gosto em exagero, eu sofro por ti em exagero.

Custei a perceber que não era exagero. De fato você vinha me evitando, afastou-se aos poucos. Tudo isso ficou claro quando uma pessoa de fora me perguntou sobre mim, sobre você, sobre nós.

Em um ponto nós somos miseravelmente iguais, o ciúme. Não gosto de Dougie, por você me trocar por ele. Você não gosta de Harry. Tento achar em Harry alguma base amiga, assim fica mais fácil de suportar sua perda.

Meu ciúme me diz para fazer um monopólio de ti, te ter só para mim. Não quero te ver tão afastado assim, andando com aquele loirinho nanico, que você diz ser tão confiável. Se Dougie é tão confiável e prestativo assim, por que não conta para ele sobre sua homossexualidade?

Conte para ele. Ele merece, certo?

Quero fazer um monopólio de você. Não quero te ver me trocar por ele, porque se “ele” é tão confiável e te ajuda sempre, então vá lá e conte para ele o que você só contou para mim, se ele fosse o “melhor”, ele deveria saber, não eu.

Eu queria estar apenas exagerando. Mais uma vez.

Mas lembre-se, talvez eu esteja só exagerando


Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no Nyah e em seu sucessor, o +Fiction, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!