Um Intercâmbio Muito Louco escrita por Mariced


Capítulo 1
Capítulo I


Notas iniciais do capítulo

~capítulo reescrito por conta da exclusão das categorias de histórias com pessoas reais~




Capítulo I

POV – Marina

Embora odiasse admitir, esse baile estava perfeito. Quando Mariana me obrigou a vir, estava esperando aquela festinha com ponche horrível e papel crepom. No lugar, havia uma mesa cheia de coisas para comer e beber (boas), várias mesinhas, a decoração estava linda e, é claro, um DJ com músicas muito legais. No momento, tocava Like A G6.


O único problema era que eu não tinha par. Isso ai. Então optei por ficar sentada, em uma das mesinhas. Aliás, na cadeira perto da mesinha. Por falar em par, cadê Mariana com o dela?


Olhei em volta. Afinal, onde esses dois estavam? Não se pode nem mais ficar perdida nos pensamentos que as pessoas somem. Era só o que me faltava. Levantei-me para procurar, mas meus olhos fixaram-se numa figura no canto.


Era lindo, não tinha como negar. Era alto e eu podia apostar que por baixo daquela roupa social tinha um corpo forte e definido. Seus olhos e cabelo eram da mesma cor: castanhos. O seu sorriso torto fez meu coração acelerar. Mas que droga era aquela? Desde quando me sentia assim?


Vi seus olhos vagarem pelo salão, até pararem em mim. Naquele momento senti como se meu coração saísse pela boca. Seu sorriso aumentou e ele começou a caminhar na minha direção. Das tantas expressões que eu conheço, acho que a melhor seria OMG!


- Com licença – disse parando na minha frente – Mas como uma garota tão bonita pode estar sozinha?

- Ah – ri nervosa, passando a mão pelo cabelo – Meu par não pode vim – menti.

- Então – ele murmurou – Gostaria de dançar?


O que responder?


- Um sim ou um não resolveria – disse quando não respondi de imediato.

- Sim – minha voz falhou – Claro, por que não? – completei.


Como se a sorte estivesse ao meu lado, começou uma música romântica. Ou talvez seria só o DJ que resolveu mudar, porque estava cansado da outra.


Dançamos até não podermos mais. Ele era engraçado. O esquisito era que ele não disse o nome, e eu também não perguntei. Tem coisas que não são prioridades. Estávamos sentados fazia alguns minutos e decidi pegar algo para beber.


Eu não sei o que diabos aconteceu, mas me vi caindo. Meu pé enroscou na perna da cadeira. Fechei os olhos para sentir o impacto, mas ele não veio. Senti dois braços me segurando, então os abri. Era aquele garoto. Sentia sua respiração batendo no meu rosto. Eu não conseguia desviar o olhar. Pude ver ele chegando mais perto. Fechei novamente os meus olhos e...


TRIMMMMMM – TRIMMMMMM


Com o susto, cai da cama. Sacudi a cabeça. Onde estava o garoto? Olhei em volta e percebi que estava no meu quarto. Aquilo foi um sonho? Parecia tão real... Suspirei, levantando-me. Agora precisava tomar um banho para a escola.


Após descer já arrumada, peguei uma maçã e assoprei um beijo para minha mãe, saindo de casa. Como ficava perto, eu ia a pé.


Chegando lá, encontrei Mariana, minha prima, com o seu namorado, Ian.


- Dormiu bem, priminha? – ela perguntou sorrindo.

- Nem faz ideia... – murmurei lembrando do sonho.

- Como?

- Eu disse que dormi maravilhosamente bem – abri o maior sorriso que minha mandíbula permitia. Ela me olhou desconfiada. – Então, e o namoro de vocês? Vai bem? – mudei de assunto.

- Muito bem – Ian disse feliz – Semana que vem vamos fazer dois anos de namoro.

- Não sei como conseguem – comentei, indo em direção a sala de aula.

- É que você nunca se apaixonou, Marina – Mari disse, dando de ombros.

- Espero que isso nunca aconteça.


Ian ia retrucar quando o professor entrou na sala. Olhei pela janela, suspirando. Odeio Física.


[...]


Finalmente. Intervalo. Era agora ou nunca. Precisava contar para Mariana sobre a minha decisão. Encontrei-a lendo uma revista, sentada no banco. Sentei-me ao seu lado.


- Sobre o que é a revista? – tentei puxar assunto.

- Jace Bellony.

- Eu o acho ridículo – comentei, olhando para uma foto dele. Estranho, jurava ter visto aqueles olhos.


Jonathan Duan Bellony, mais conhecido como Jace Bellony, era um dos cantores jovens mais ricos da atualidade. Depois que Forever Yours, uma de suas composições, virou hit, o cara não saiu mais das rádios e televisões. As garotas enlouqueciam quando seu nome era citado. Acho que eu era a única exceção.


- Ridículo nada, gostoso.

- Deixa só o Ian saber disso – ri – Mari, lembra daquele negócio do intercâmbio? – murmurei.

- Sim, lembro – ela continuou folheando a revista.

- Eu vou... – não conseguir terminar a frase.

- Você vai...? – ela me incentivou.

- EuvouparaoEstadosUnidosfazerintercâmbio – disse rapidamente.

- Não escutei nada.

- Eu vou para os Estados Unidos fazer intercâmbio – me encolhi, pronta para apanhar.


Ô, não. Um momento de silêncio não é um bom sinal. Engoli em seco.


- Sério? – gritou – Eu não acredito! Você precisa comprar vários presentes para mim, entendeu? – ela olhou para o pátio – Minha prima vai para o Estados Unidos e vocês não – gritou ainda mais alto.


Onde escondo a cara?


- Nem você, sua gorda – alguém gritou. Gorda? Podiam chamá-la de tudo, menos de gorda.

- Gorda? – seu rosto ficou vermelho de raiva – Gorda é a puta que te pariu, ser do inferno.

- Vamos, Mari – puxei sua mão – Acabou o intervalo.


Após algumas horas eu estava em casa novamente. Subi rapidamente para o meu quarto e me joguei na cama. Ficaria dormindo a tarde inteira. Bocejei. Amanhã eu ligava para Sra. Katy.


Continua...



Notas finais do capítulo

Heeey,
Como vocês estão, novos e antigos leitores? *-*
Como eu já disse, a UIML já havia sido postada há alguns meses, mas por alguns probleminhas teve de ser excluida. Agora está reescrita. Os nomes de alguns personagens estarão diferentes e alguns fatos também.
Ah, e não esqueçam do blooog:
http://mariihgoomes.blogspot.com/
Comenteem bastante, oks?
Beijoos,



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Um Intercâmbio Muito Louco" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.