O Jogo da Mentira escrita por LuanRicardo2012


Capítulo 2
Capítulo 1 - Tom


Notas iniciais do capítulo

O Começo de tudo.




A vista da janela do ônibus era como se Tom visse toda sua vida passando rapidamente através do vidro. Ele estava sentado no último banco do ônibus, pensando em como seria a sua nova escola, os amigos, as garotas e se lá ele poderia continuar no campeonato de futebol. Ele tinha os cabelos negros e curtos, com a pele muito branca, uns dezessete anos, indo para dezoito, não muito alto, nem muito baixo.

     No ônibus não havia muitas pessoas, apenas umas seis, dois garotos de dez anos sentados em sua frente, conversando o tempo todo sobre vídeo – game. Uma senhora de idade, que de dois em dois minutos espirrava em seu lenço vermelho. O resto das pessoas Tom não conseguia ver, mas pode perceber que o motorista era um homem gordo e com um bigode muito grande.

     Enquanto Tom via os pinheiros gigantes correndo através do vidro da janela, o rádio velho pendurado por um fio no teto sujo do ônibus começou a tocar música, aquelas bem antigas que quando você escuta não consegue acreditar que alguém gosta daquilo. Logo depois a música acabou, e uma voz computada começou a contar uma reportagem na rádio:

    “No noticiário de hoje, vamos falar sobre a jovem Annie Louise que desapareceu a mais de vinte e quatro horas, desde ontem que saiu de sua faculdade na grande cidade. Não há vestígios dela em parte alguma, ninguém viu, a família dela está muito preocupada com ela, o celular está fora de área e se alguém ver parecido ou com muita semelhança a uma jovem de dezesseis anos, loira, magra e alta favor ligar para o número (55)4789.5554. Obrigado, agora são sete horas e onze minutos da manhã, bom dia para todos ‘’ Então voltou a tocar músicas de tédio. Tom quando ouviu a reportagem prestou bem atenção como se guardasse cada fala que o homem computadorizado falou. Ficou preocupado, pôde se ver em seu rosto a preocupação. Passaram – se uns quinze minutos a estrada fazia um ziguezague, como uma cobra, até que o motorista parou o ônibus, virou-se para trás e disse :

-          Próxima parada, escola preparatória Light Night. 



Notas finais do capítulo

Comentem, mesmo se não gostarem, obrigado.