O Jogo da Mentira escrita por LuanRicardo2012


Capítulo 1
Prólogo - A Morte de Annie


Notas iniciais do capítulo

Prólogo da história.Sou novo aqui,a minha primeira Fanfics é esta,espero que gostem e comentem.Estou feliz de está aqui.




     Eram quatro e meia da manhã. Os primeiros raios de sol atingiram a floresta tropical. A floresta era enorme, ocupando todo o redor da faculdade Light Night, nesse momento todos do colégio estavam dormindo em seus quartos apertados. Menos um (a).

     Annie Louise era uma adolescente, loira e de cabelos longos. Estudava em outro colégio, público da cidade de Washington. Na verdade ela nem conhecia essa faculdade no campus.

      Annie corria pela floresta pisando nos galhos velhos caídos, e às vezes tropeçando em pedras. Um pouco atrás dela, um homem, encapuzado, correndo também, estava bufando de raiva, pois se sentia sua respiração fortemente em pouco tempo, ele estava com uma lanterna á óleo na mão para enxergar o caminho, correndo bem menos que Annie.

-         Por favor, pare quem é você, o que quer? – Annie disse virando para trás. O assassino estava um pouco distanciado, mas Annie pode o ver retirando uma faca do bolso de trás.

-         Ai, meu Deus, me ajude. – Annie recomeçou a correr, mas caiu em um barranco logo á frente, que machucou todo o seu braço esquerdo. Começou a chorar baixinho e se enfiou entre meios as folhas sujas e o barranco. Ela estava suando frio. Mas ficou quieta, bem quieta e sem falar nada quando pode escutar os passos do assassino se aproximando. Então, o som dos passos estava cada vez mais perto, até que ele parou de andar. Annie se apavorou e tampou a boca com sua mão suja de terra seca.

-         Idiota - Disse o assassino consigo mesmo. Jogou a lanterna no chão e pegou o celular no bolso da camisa. Começou a olhar a lista de contatos com sua luva de couro vermelha. Não demorou muito e ele apertou o '' verde '' do celular para chamar, estava ligando para Annie Louise.

O celular dela começou a tocar, e ela se enfiou mais para dentro do barranco tentando pegar ao mesmo tempo o celular no bolso de trás de sua calça, estava extremamente difícil. Mesmo ela tentando o assassino desceu no barranco e olhou bem para Annie atrás de sua máscara de pano vermelha.

      - Não, por favor – Ela dizia enquanto o assassino levantava a faca.

     - Mentiu, morreu. Annie. – O assassino parou e retirou a máscara antes. – Isso já está me sufocando.

     - O que? É você? – Ela disse indignada.

     Segundos depois um deles já não respirava mais.



Notas finais do capítulo

Capítulo 1, posto recentemente.