Valentines Poison escrita por sankdeepinside


Capítulo 10
Você deve me dilacerar até eles irem embora


Notas iniciais do capítulo

Geeeente desculpa a demora pra postar esse cap, tava meio enrolada com a outra fic, mas enfim taí, espero que gostem
P.S.: Todos os lugares e ruas citados nesse capitulo realmente existem, fiz uma pesquisa um pouco mais profunda dessa vez
Obrigada a todas que deixaram reviews, espero que gostem
Beijos ;D



Este capítulo também está disponível no +Fiction: plusfiction.com/book/146567/chapter/10

Quando ele chegou no saguão já havia uma pequena multidão do lado de fora do hotel aguardando para a tarde de autógrafos, alguns o avistaram e começaram a gritar loucamente. Ele esboçou um sorriso e acenou, ainda estava com uma puta ressaca, mas os fãs não precisavam saber disso.

Moose, Jay e Padge já o aguardavam.

- Hey

- Eita que a fossa tava boa demais, demorou até pra sair da cama

- Haha, muito engraçado Jay.

- Sempre Tuck, sempre.

Uma bela mulher loira que os observava de longe se aproximou deles e chegou passando suavemente as mãos em torno da cintura de Matt

- Bom dia rapazes

Candy falou sorrindo. Todos responderam enquanto Matt tentava se desvencilhar cuidadosamente dos braços dela.

- Ahm, bom dia Candace

- Que isso Matt, eu já disse que você pode me chamar de Candy.

Os rapazes tentavam segurar o riso, mas acabavam soltando pequenas risadinhas achando tudo aquilo cômico e um tanto ridículo, Moose revirou os olhos e teve a impressão de que Candy lhe deu uma rápida encarada “Aiai, mais uma na lista de tietes do vocalista, pena que sejam sempre as mais bonitas” ele pensava consigo.

- Então, onde vamos almoçar? Temos só duas horas antes de começarmos com os autógrafos

- Ah tem um restaurante bem bacana, o dinning Satay que fica lá na Rushcroft Road, não é tão longe daqui, a gente podia ir lá

- Pra mim ta ótimo, e vocês?

Matt e Jay concordaram com a sugestão de Padge e Moose e foram, Candy acabou se oferecendo pra ir e os rapazes ficaram com vergonha de recusar a companhia dela, logo não só o Bullet for my Valentine como a loirinha atirada estavam sentados em uma mesa pedindo o que comer no restaurante Satay.

*******

- Isso é tudo Oliver

- Hum entendo. Jess, você esteve o tempo todo com a faca e o queijo na mão, o Matt está caindo aos seus pés, você e ele quase fizeram sexo, e o Zacky sempre ostentou pra todo mundo que de todas as protegidas dele você era a melhor no que fazia. Mas agora eu te pergunto uma coisa, por que você não conseguiu terminar o serviço?

Jessica hesitou um pouco, ela sabia exatamente porque não tinha tido coragem o suficiente para matar Matt e no fundo Oliver também sabia, mas ele queria ouvir aquilo direto de sua boca e isso com certeza ela não iria admitir pra ele.

- Não me deixaram terminar o serviço, foi isso. Zacky já chegou colocando a Candy no meio, não tive chance de terminar.

Oliver soltou uma risada sonora.

- Digamos que eu estivesse acreditando nessa bobagem que você acabou de dizer, o que você faria se pudesse voltar ao serviço?

Ela ficou em silêncio e quando ia enfim responder ele a impediu.

- Não precisa inventar uma história pra mim Jess, acho que ficou claro o seu envolvimento com a Presa, é nisso que dá deixar subalternas de baixo nível como você e a Candace cuidando de assuntos tão delicados. Mas não importa, Candace está com eles em um restaurante nesse exato momento. Quando ela voltar nós teremos mais algumas informações e então vamos poder agir.

- Tudo bem

Jess respondeu cabisbaixa “Merda, ele vai matar o Matt”.

Oliver soltou uma risada sarcástica enquanto se dirigia para a porta, parecia imaginar no que Jess estava pensando, antes de sair ele se virou para Jessica e disse:

- É Jess, se eu fosse você pensava logo nas últimas palavras pra dizer pra ele, logo logo ele parte dessa pra melhor.

Dizendo isso ele soltou uma gargalhada e saiu, deixando Jess enlouquecer com os próprios pensamentos.

*******

Quase não conseguiram entrar com o carro no estacionamento do hotel, a multidão ali em frente estava muito maior do que há uma hora e meia atrás.

Os rapazes, logo que conseguiram entrar, correram para a grande mesa que tinham preparado exatamente para aquela tarde de autógrafos e se sentaram. Quando abriram as portas os fãs entraram feito um estouro de boiada, depois de um pouco de relutância os seguranças conseguiram organizá-los em fila e enfim puderam começar a autografar. Candace ficou observando-os de longe quando a porta do elevador se abriu e a mulher morena de olhos esverdeados saiu de lá, parecia um pouco abatida.

- Hey Candace

- Hey Jess, ainda tá despeitadinha por que quem vai ter uma noite insana com o Matt antes de matá-lo vai ser eu?

- Insana só se for pra você né? Porque eu tenho certeza que ele ia preferir muito mais que a “noite insana” fosse com a despeitadinha aqui

- Ah, você só diz isso por que está morrendo de inveja

- Vai pro inferno Candy!

- Típica resposta de gente sem argumento.

Jessica revirou os olhos, decidiu não dar mais atenção para Candace, e direcionou a sua atenção para o belo rapaz de cabelos negros e olhos azuis que tirava fotos com um grupo de jovens cheios de tatuagens e piercings.

Demorou um pouco pra que ele notasse que ela o observava, e ele não conseguiu disfarçar o sorriso de satisfação que brotou em seu rosto ao vê-la ali.

Depois de uma hora de autógrafos a multidão se dissipou e os rapazes puderam respirar aliviados. Eles se entreolhavam radiantes, estavam conquistando um sonho, eram muitos fãs ali, mais do que eles imaginavam.

Jess também esboçou um sorriso e pensou em se aproximar deles, mas Candace foi mais rápida, já estava grudada no pescoço de Matt outra vez. Apenas revirou os olhos e foi cumprimentar o restante dos rapazes.

- Hey Padge, ainda restou algum fio de cabelo nessa sua barbicha ai? Achei que aqueles tatuados malucos iam levar pra fazer ritual satânico

- Por pouco não levam, mas esse carinho dos fãs é revigorante, é bom ver que eles estão curtindo nosso trabalho.

Jay passou e deu um tapinha na bunda de Jess

- Hey Jay, olha a safadeza ai rapaz

Ela falou sorrindo

- Desculpa, tava querendo testar a elasticidade do jeans

- Ah ta, e ta bem elástico pro senhor?

- Na verdade eu ia pedir pra analisar mais de perto senhorita

- Aaah, mas não precisa, desse jeito ta ótimo pra mim.

Os rapazes começaram a rir. Ela se aproximou de Moose, pegou a touca cinza da cabeça dele e colocou na sua.

- Olha só como essa coisa é gostosa na cabeça da gente

- Epa, pode parar, me devolve isso senhorita, minha cabeça precisa ficar quentinha aqui nesse frio de Brixton

Jess o empurrava com uma das mãos enquanto brincava com o gorro de Moose, até que ele a abraçou e pegou o gorro da cabeça dela sorrindo. De longe um Matt Tuck possesso de ciúmes tentava se desvencilhar da loira grudenta mais uma vez.

- Olha Candy, não quero ser grosso com você, mas eu não estou afim, desculpa.

- É por causa dela?

Candy fez um movimento com a cabeça apostando para Jessica

- Jess? Hum... mais ou menos

- Olha Matt, se for por causa dela, não se preocupe, ta na cara que ela não quer nada com você, olha lá, ta se atirando toda pra cima do Thomas

“Não, ela largou o Moose pra ficar comigo, ela não gosta dele. Mas se bem que...”

- Você ta sabendo de alguma coisa Candace?

- COOISAA concreta na verdade não, mas eu soube que ontem a tarde ela passou o maior tempão com ele no café ali da frente.

- O QUÊ?

- É, talvez ela não seja isso tudo que você esteja pensando.

Jessica notou que Matt estava olhando e notou que agora ele estava mais zangado, ela sabia que Candy estava enchendo a cabeça de caraminholas, mas ela não podia fazer nada, era o plano de Oliver, a principio tinham que fazer ela sair da cabeça dele.

- Hey, que tal irmos pra um Pub hoje? Bateu uma saudade dos bares daqui da Europa

Jay, sempre ligado numa boa cachaça.

- Eu acho ótimo

Matt aproximou-se e ouviu o convite do amigo.

- Ué Tuck, pensei que ainda estivesse de ressaca

- Ah, não, nada como uma onda de fãs pra revigorar qualquer um.

Ele olhou pra Jess por um instante, mas logo desviou o olhar.

- Então, vamos todos pra um Pub hoje a noite? Sei de um ótimo, The Prince, também não é muito longe daqui.

Todos concordaram, a última noite do Bullet for my Valentine no distrito de Brixton seria comemorada em um Pub regada a muita cerveja.

******

Oliver estava vendo um jogo de basquete na TV quando seu celular tocou.

- Hey, então, o que temos pra hoje?

- Estão combinando de ir pra um Pub e o Tuck já está desconfiando da Jess, tudo está dando certo.

- Ótimo, então hoje a noite nós matamos dois coelhos com uma única cajadada você cuida do Tuck, Jess e eu do Moose

- Isso se ela não der pra trás

- Por que está dizendo isso?

- Não sei, estou achando que ela ficou “amiguinha” demais deles

- Não perca ela de vista, hoje a noite tudo tem que sair perfeito.

- Certo

Ele desligou o telefone, não podia deixar que Jess atrapalhasse, tinha muita coisa em jogo ali, muito mais do que só uma presa.


Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no Nyah e em seu sucessor, o +Fiction, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!




Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Valentines Poison" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.