The Shield escrita por MahSpoladorMoreira, Sandy


Capítulo 52
Capítulo 51: Novidades!


Notas iniciais do capítulo

Finalmente meninas a primeira postagem do anooo. Saudade de vocês girls. Como vão? Bem mais uma vez feliz 2012 que todas sejamos muito feliz neste ano.De coração espero que gostem. Voltamos assim que der, pois férias né? Sabem como é ~ apesar de eu não ter esse privilégio.
Beijããão ;**
Sandy
*-*-*-*-*
Boa noite/Madrugada meninas!
Feliz 2012 novamente! Tudo de bom para cada uma de vocês!
Esperamos que gostem e volto a reforçar o que a Sandy disse. Nesse período de férias as postagens podem ficar 'fora da linha' mas logo tudo volta!
Esperamos que gostem!
Máh.
P.S: Fic nova, quem quiser dar uma chegadinha lá...: https://www.fanfiction.com.br/historia/188050/Just_Remember/




Edward Pov.

 Depois de Lisa me trocar pelos meus pais, Bella e eu dormimos abraçadinhos. Thom e Peter dormiram como a outra noite. Acordei por sentir falta de Bella na cama. Continuei de olhos fechados, até escutar passinhos vindo a mim.

 - Bom dia papai lindo!- escutei risinhos por cima do meu peito. - Ih o papai nem me ama! - a abracei junto a mim.

- Bom dia Lisa linda.

- Papai preciso contar um segredo para você!

- Diz.

- Sabe por que a mamãe não está na cama?

- Não

- Polquê veio uma mulher conversar com ela.

- Por qual motivo Lisa? Nós não conhecemos ninguém aqui.

- Mas ela não mora aqui. Mora no prédio do vovô. Eles estão namorando! – ela disse desanimada.

- Ei, isso é legal não é filha?

- Não sei não papai. Pode ser que sim pode ser que não... – ela me abraçou e deitou em meu peito. Dei uma fungada em seus longos e cheirosos cabelos. Ela e Bella tinham o mesmo perfume de cabelo, e eu amava.

- Lisa você vai começar com ciúmes?

- Amorzinho você não pode dizer nada. E outla eu nem curti meu vovô ainda para outla vim pegar meu lugar. Não gosto dela!

- Lisa não tem nada disso. Vem vamos lá conhecê-la ok?

- Mas...

- Lisa. – pedi.

- Ah tá bom. – ela fez um enorme bico.

- Mas antes, fique deitada aqui abraçada com o papai. Senti sua falta na nossa cama princesa...

- Seu bobo. Te amo...

                                                                                                                      (...)

- ... Obstetra?- escutei a voz de Bella enquanto uma Lisa com ciúmes segurava minha mão fortemente, descendo as escadas.

- Sou... Bom eu acho tudo muito fascinante, principalmente quando trago uma vida ao mundo... É uma sensação incrível!

- Deve ser mesmo...

- Bom dia amor. - disse abraçando Bella devagarzinho... Ela ficou toda arrepiada.

- Bom dia lindo... Bem... Esta é Sue namorada do papai. Sue este é Edward meu namorado.

- Quase marido. – corrigi e todos riram, menos Lisa. Ela estava brava e enciumada demais para rir.

- Olá Edward, Charlie fala muito de você.

- Coisas boas, eu espero.

-Sempre! – Sue sorriu - E quem é essa princesinha?- como assim? Lisa sabia quem era ela, e mal a olhou!

- Lisa, fale ‘oi’ para ela. – falei.

- Olá.- ela disse friamente- Onde está o vovô?

- Ele está na cozinha.

- Vou vê-lo. - ela disse e saiu como se Sue não existisse ali. Lisa com ciúme é pior do que qualquer coisa...

- Me desculpe Sue, Lisa está enciumada...

- Ciúmes? – ela riu – De mim?

- Poisé, doido não? – eu ri – Segundo ela, ela ficou pouco com Charlie... Ela queria mais tempo com ele.

- Logo isso passa – Bella garantiu – Ela vai se apegar a você logo, tenho certeza.

- Certamente. Eu esperarei. – Sue sorriu. Parecia realmente ser legal.

                                                                                                                      (...)

Lisa ficou colada em Charlie o tempo todo. Onde Charlie estava Lisa estava junto. Quer achar Lisa? Procurasse Charlie.

Tinham certas horas, que era até engraçado, por exemplo Lisa, Charlie e Sue sentados no sofá. Era Lisa no meio, Charlie e Sue um de cada lado. Se eles se tocassem, Lisa batia na área que entrava em contato. Minha menina era incrível.

Eu e Bella saímos um pouco com os gêmeos, para que pudesse tomar um pouco de sol. Segundo o pediatra seria saudável para eles um pouco de sol...

- Quais são seus planos para esse novo ano meu amor? – ela perguntou sorrindo, enquanto ninava Thom em seu colo. Peter estava comigo.

- Uma casa maior, uma família mais unida, menos brigas bobas e ahn... Me casar com você. – ela corou.

- Se casar? De verdade? – ela sorriu um pouco.

- Bella, estamos juntos há um bom tempo, temos filhos, moramos juntos... Gostaria de me unir a você de todas as formas possíveis!

- Isso é um pedido de casamento? – vi os olhos de Bella encherem d’água.

- Bom.. Não oficialmente, afinal, preciso de uma aliança e de nossas famílias. Mas considere isso como um adiantamento!

- Ah meu Deus, eu te amo tanto! – ela me abraçou forte. Só não mais forte porque os pequenos estavam em nosso colo.

- Espero que me ame assim para sempre...

- Sempre, sempre, sempre...

Depois de nossa ‘pausa dramática’ para o meu mal feito anúncio de casamento, prosseguimos nossa caminhada, com uma Bella extremamente chorosa, e bebês dorminhocos!

                                                                                                                                             (...)

- Lar ó doce lar. Pelo menos agora não vou ter o vovô só para mim.

- Lisa...

- Ok mamãe. Já parei o Anthony chega amanhã. Isso é maravilhoso. – fiz uma careta. Anthony... Será que tudo sempre voltaria para ele? Mas que saco!

- Você tem o papai só para você também o que acha de amanhã agente sair e comer uma super pizza?

- Podemos ir comer pizza, mas só se o Thony for junto! – Lisa pediu com cara de gatinho do Shrek.

- Vou cortar umas coisas desse menino... – murmurei.

- Eddie, seja bonzinho. – Bella riu divertida.

- Serei... No velório desse moleque.

Bella riu, e Lisa fez cara de assustada. O que é? Só estou sendo pai!

Bella POV.

- Mamãe? – Lisa entrou no quarto onde estávamos. Eu amamentava os bebês... Na verdade eles já estavam quase terminando.

- Oi filha.

- Posso dormir aqui hoje? Tá muuuito frio.

- Claro princesa. Trouxe o travesseiro?

- Sempre. - Lisa subiu na cama e ligou a TV. Mas na verdade observava eu e Edward colocando os gêmeos para arrotar. Depois que eles terminaram colocamos os dois no berço ligando a babá eletrônica. Ed voltou para a cama na frente. Quando cheguei meu quarto estava todo farreado! Minhas duas crianças estavam fazendo da minha cama um pula-pula.

- Opa, vamos parando com essa bagunça- alguém tinha que por ordem no recinto.

- Mamãe? Você ainda tem leite?

-Tenho Lisa. Por quê?

- Me dá um pouquinho?

- Sério?

- É. – Edward me olhava com a cara de ‘você vai fazer isso’?

- Mas amor lindo da mamãe você não mama desde dois aninhos.

- Mas eu quero saber como é uai!

- Tudo bem – tirei meu seio esquerdo que geralmente Peter mamava, por ser menos guloso tinha leite ainda. -Pronto, com cuidado e não morde a mamãe ok?

- Eu nunquinha faria isso. –Lisa fechou a s duas mãos em concha no meu seio colocou a boca e deu uma sugada longa. O que fez leite sair em abundância. Ela levantou desesperada porta afora e eu fiquei sem entender.

- Amor me deixa experimentar também?- Edward disse com uma cara de menino curioso.

- Amor não... Estou me sentindo uma vaca agora- também, mas estava com medo de ficar excitada com a cena. Poxa havia oito dias que eu e Edward ficávamos só nos beijos, o motivo valia a pena, mas não deixo de ficar excitada vendo Edward ‘trançar’ pelado na minha frente o tempo todo...

- Deixa de bobagem. Posso?

- Ok, já começamos com isso agora mesmo. - ele fez como lisa, porém colocou uma única mão no meu seio. Depois de sugar teve a mesma reação.

- Minha nossa isso é horrível! – escutei vindo do corredor. No fim ele e Lisa foram correndo para p banheiro limpar a boca. Ninguém os mandou quererem o leite de Peter e Thomas...

Elisabeth POV.

OMG, aquele leitinho da mamãe é simplesmente horrível. Deus nos livre dele.

É hoje que o meu Toninho chega. E antes que pergunte não, só eu posso chamá-lo de Toninho.

Eddie e mamãe estavam desfazendo as malas, enquanto eu estava sentadinha no hall do prédio. Já estava desistindo quando...

- Lisaaaaaaa! –OMG meu lindo chegou! Estou tão feliz!

Saí correndo até onde meu namorado (futuro e próximo marido) soltou a mochila no chão pesadamente. Pulei em seus braços e rodopiamos como num filme e... OMG! Beijamos na boca como mamãe e papai fazem! Como vovô Charlie e Sue! Tio Emm e Tia Rose, Tia Alice e Tio Jasper! Vovó Esme e Vovô Carlisle! Enfim! Sem mais comparações... Nos beijamos como adultos!

Nada de língua, é nojento, mas eu beijei na boca! Papai me mata...

- Ahn... Err, oi Lisinha. – ele falou vermelhinho.

- Oi Toninho. E tchau!

Eu estava tão envergonhada e saí correndo! Depois falaria com ele... Cheguei em casa correndo e vermelha.

- O que foi princesa? – mamãe perguntou.

- Lisa? Está vermelha e ofegante... O que andou fazendo?! – era papai agora. Sorri, sentindo minhas bochechinhas ficarem quentinhas...

- Beijei o Toninho! Na boca! – papai ficou vermelho, azul (muito bonito por sinal), violeta, roxo, preto...

- Oh Puta que pariu! Mato aquele aspirante a pegador de meninas de família! – ele gritou tão alto!

Espere... O que é puta que pariu?