The Shield escrita por MariSpoladorMoreira, Sandy


Capítulo 44
Capítulo 43: Veneza.


Notas iniciais do capítulo

Oláá meninas. Beem? Esclarecendo aqui. Quando Bella disse para o Edward que algo como o liquido precioso dele antecipar o parto ela foi irônica. Pois se fosse assim mulheres grávidas não poderiam ter vida sexual normal, e a libido delas não seria tão aguçada. O Edward não se formou ainda, foi uma festa para comemorar o fim do segundo período da faculdade. Quando ele se formar Lisa estará lá na primeira fila, pois ela faz parte de toda transformação da vidinha dele. Ook? Esclarecidas?
Enfim quem já viiu BD??? Gente q foda esse foi o melhor de todos. Eu amei cada mínimo detalhe. Até do Jacob eu gostei e olha q seu pudesse estrangularia ele / nada contra as team Jacob, não me mateem/ mais é isso mais um cap pra vcs novinho vou deixar a maricaa falar agora kkk
Beijoos
Sandyy ;**
*-*-*-*
Olá!
Well, well! Quem viu BD ae?? O que acharam? Eu surtei, chorei, gritei, amei! Estou apaixonada! haha' O que vocês acharam? Contem-nos nos comentários!
Estou só love por uns tempos viu? Amanhecer mexeu demais comigo :')
Obrigada pelos reviews maravilhosos, vocês são demais!
Esperamos que gostem ^^
Máh.




Com o natal se aproximando Londres estava coberta de neve estava linda. Bella e eu optamos por fazer uma pequena viagem antes do natal. Duraria somente cinco dias, iríamos para Veneza. Estávamos com medo de sua barriga ficar grande de mais e ser desconfortável a viagem. Assim Lisa iria passar o ano novo na Disney com os tios e avós. Bella estava animada com a nossa viagem. Eu também. Estaríamos em um lugar lindo e romântico.

Veneza era linda. Vim uma vez quando pequeno com meus pais. Bella disse que era um lugar perfeito para nos amarmos até o dia amanhecer e nos curtimos. Prometemos a Lisa que antes do ano letivo recomeçar viajaríamos em família, e com sorte nossos meninos já estariam aqui para nossa primeira viagem em família. Quando dissemos que íamos viajar os olhinhos da minha pequena bebê se encheram de lágrimas, segundo ela não queria ficar longe do amorzinho, da mamãe e dos bebês. Mas quando fizemos a proposta de viajarmos com ela e os bebês a coisa mudou de figura, ainda mais depois de saber que ficariam com o Tio Emm e a All. Estava quase nos colocando para fora de casa.

- Promete que vai cuidar dela direito?- perguntou Bella fungando para Charlie, que passaria esses dias lá na Mansão Cullen com Lisa.

- Bells, vá se divirta com Edward ela estará muito bem cuidada.

- Ok. Eu te amo bebezinha.

- Mamãe, aqui não né? Olha o tanto de gente!

- Ok, mocinha respeite seus avós e tios. – ela revirou os olhinhos - Pode deixar.

- Ok mamãe. Tchau amorzinho.

- Tchau bebê! Papai te ama!

- Aii, vão embora. – ela riu.

Fizemos uma viagem extremamente tranquila, e estávamos num hotel totalmente delicioso. Bem caseiro, nada de luxos exagerados. Aconchegante, perfeito. Logo que chegamos, fomos tomar um banho para tirar o cansaço da viagem. Tomamos banho juntos, e terminamos com muitos carinhos. Sorte que o banheiro era de um tamanho bom, porque Bella estava com uma barriga enorme. Não estou reclamando.. Na verdade, eu amo Bella grávida! Ela está tão linda, tão viva! E logicamente, depois do banho, fizemos amor intensamente. Bella era insaciável!

Tomamos um lanche tranquilamente, e depois, fomos passear!

Fomos até a Catedral de San Marco, batemos muitas fotos, era um lugar belíssimo. A Praça de San Marco deixou Bella absolutamente encantada com a vista. Ela andava tão emotiva, era sensacional sair com ela... E obviamente, em nosso primeiro dia em Veneza, não poderíamos deixar de ir até os canais da cidade. Lugares lindos, e extremamente românticos. Voltamos somente de noite para o hotel, já que os pés de Bella estavam reclamando do excesso de peso e excesso de caminhada. Aproveitamos tudo, e aquele era só o primeiro dia...

Pov. Bella.

Estávamos em Veneza há três dias, estava tudo perfeito. Ligava para casa duas vezes por dia para Lisa. Conversávamos por um bom tempo, isso quando não escutava Emmett a chamando para joga bola, fazer boneco de neve ou ver Barbie novamente. Hoje eu estava ansiosa. Liguei para casa na hora do almoço, algo que não costumava fazer, ligava de manhã e a noite. Era a primeira vez que ficava longe de Lisa nos seus seis anos.

- Casa dos Cullen.

- Mary? Aqui é Bella, deixa eu falar com Lisa?

- Aah, oi Srta. Bella. A menina Lisa não está – ela disse como se quisesse que eu desligasse.

- Aiai vovô tá duendo!-escutei a voz chorosa do meu bebê.

- Lisa, já vai passar.- escutei meu pai e Carlisle a consolando.

- Mary, eu quero falar com ela agora

- Sr. Swan? Isabella no telefone.

- Oi filha, está se divertindo?

- Pai, o que aconteceu com a Lisa?

- Ah nada de mais é coisa de criança.

- Ou você me fala ou pego o primeiro vôo pára Londres agora mesmo!

- Ok, ela caiu mos três últimos degraus da escada, e levou quarto pontos no joelho.

- Santo Deus... Sabia que daria merda deixar Lisa com vocês!

- Bella, calma filha...

- Calma nada, eu estou voltando agora mesmo! – Edward tomou o telefone da minha mão.

- Olá Charlie, o que houve?

- Lisa caiu de alguns degraus da escada, e teve que levar quatro pontos no joelho...

- Certo, ela está com dor? – perguntou ele.

- Um pouco, mas está almoçando, Anthony está aqui.

- Deram algum remédio para dor para ela?

- Claro Edward, não somos idiotas. – ouvi Charlie rir. Edward colocou o telefone no alto falante.

- Quando Lisa terminar de comer, liguem para nós ok? Conversaremos com ela. – Edward falou calmamente.

- Certo, ela ligará.

- Obrigada Charlie, até.

- Até.

Fiquei encarando Edward alguns segundos, respirei fundo e falei calmamente.

- Quero ir embora, agora.

- Só porque ela caiu Bella?

- Ela se machucou, levou pontos!

- Toda criança se machuca, se corta, leva pontos... Sou cheio de cicatrizes. Ela está bem Bella, estão cuidando bem dela!

- Será amor? – perguntei abraçando-o pela cintura.

- Certamente meu anjo... – ele beijou meus cabelos – Vamos comer algo, e logo ela liga ok?

- Tá...

- Se acalme, tá tudo bem, tudo ótimo... – nos beijamos, e fomos comer alguma coisa.

Nosso relacionamento estava indo melhor, se ajeitando, se moldando. Não gritávamos mais um com o outro, conversávamos mais, resolvíamos tudo calmamente... Realmente, sem Edward eu não seria mais nada...