The Shield escrita por MariSpoladorMoreira, Sandy


Capítulo 41
Capítulo 40: Pai de Primeira Viagem.


Notas iniciais do capítulo

Olá meninas, chegamoos o/ Bem, eu amei- sempre amo, pq vcs são as melhores- os comentários. Sobre discutir com a professora de física é uma dádiva, pois ela tava me roubando 1,5pnt. É muitas coisa kkkkk eu ia responder isso ontem e nem deu- Bem mais uma vez, obrigada!
Beijoos ;**
Sandyy
*-*-*-*
Olá!
Obrigada pelos maravilhosos reviews, bem vindas leitoras novas!
Esperamos que gostem!
Máh.




Eu dirigia para casa, com certo medo, devo admitir. Bella como mãe era uma leoa e eu preferia estar longe de seu ponto de vista, cujo agora eu era o foco. Fudido. Era assim que eu me sentia. Minha mãe disse que esperaria meu pai chegar e iria visitar Lisa.

Escutei sonoras gargalhadas de Lisa, assim que desci do elevador.

- ...Então, a chapeuzinho vermelho decidiu ser rosa choque. – ela gargalhou.

- Não tio Emm, nós não podemos alterar clássicos.

- Ah, deixa ele contar a cor de rosa, a vermelho não tem mais graça! –implorou Anthony.

Quando entrei, Lisa estava apoiando sua perna quebrada na mesa de centro, Emmett e Anthony no chão. Bella e Rose chegavam com uma bandeja lotada de coisas de criança.

- Olá Edward- Rose me cumprimentou.

- Ei, eu fui até a mamãe, ela não me disse que vocês estariam aqui.

- Bem, nós fomos ao shopping, primeiro.

- Hum. – foi o que eu respondi - Bella, eu posso trocar uma palavrinha com você?

- Depois pode ser? Eu não confio muito em Emmett, Lisa e uma perna quebrada.

- Rose? Contenha meu irmão. – disse e a peguei pelas mãos.

- O que foi agora?

- Olha amor, desculpa eu realmente fui um tolo, trouxa tudo o que você pensou de mim. Mas estou realmente arrependido. Eu amo vocês, e Lisa sempre será minha princesinha, eu sou um pai de primeira viagem, não conheço nada disso tudo, é um mundo exótico, novo, diferente, mas eu irei aprender. Minha mãe me deu uns bons puxões de orelha. - ela deu um meio sorriso- É sério e me chamou de estúpido, e ainda descobri que ela carregava o Emmett grávida de mim. Dá pra imaginar o fardo que era?- ela gargalhou

- Ok, amor eu sei que você é novo, mas eu sou mãe, então independente se é você, o rei ou qualquer um, mexendo com qualquer um de meus filhos, eu sempre reagirei da mesma forma. Mas agora você deve desculpas a uma princesinha.

- Eu sei, e tenho um jeito especial. - desci correndo até o meu carro.

- Nossa ele ficou lindo mesmo- escutei Bella gargalhar.

- Tio Emmett. Ainda não é halloween. –Lisa gargalhou também. Quando entrei eu vi do que eles achavam graça e era impossível não achar. Lucky estava fantasiado de Batman. Isso só podia ser coisa de Emmett.

- Genteeeee! – gritei, e todos se calaram – Bem eu queria aproveitar todos vocês aqui, e fazer uma coisinha. Me redimir. Hoje mais cedo, eu fui um tolo, com um dos meus bens mais precisos, que é a minha bebê, Lisa Swan.

- Edward- ela me reprimiu por Anthony estar perto.

- Então, eu decidi pedir desculpas para essa linda mocinha. - eu disse me aproximando dela -Filha perdoa o papai por ser tão idiota?- perguntei de frente para ela.

- Claro, você só estava preocupado. - ela disse

- Então por isso, eu trouxe algo que você irá adorar, nada mais justo de receber flores, do homem que mais te ama neste mundo- lhe estendi um pequeninho arranjo com flores do campo para ela, que sorriu, e me puxou para um abraço- Eu te amo pequena.

- Eu sei amorzinho!

- Convencida... – beijei seu nariz.

- Awn! Abraço em família! – Emmett gritou totalmente animado.

Acabamos todos esmagados por um Emmett totalmente doido, que fez cócegas em todos depois, menos em Bella, porque tinha medo de lhe causar um parto prematuro. Só Emmett mesmo...

[...]

Mais uma ecografia de Bella, e eu totalmente nervoso, carregando Lisa em meus ombros. Apesar do pé engessado e inchado, ela insistiu em ir junto, e eu e Bella não tínhamos coragem de dizer não. A consulta foi normal como sempre, coisas clichê: verificar peso, exames, passar receitas, examinar e por mim, a ecografia!

A princípio, eu nunca entendia nada do que se passava naquela tela sinistra, só depois de muito tempo, quando a médica finalmente tinha piedade, e explicava, eu me sentia esfuziante por ver meus garotos ali, crescendo...

Ficava tão feliz, que chorava, como nesse momento. Lágrimas enormes e contínuas desciam por meu rosto enquanto Bella acariciava minha cabeça, chorando um pouquinho. Lisa nos encarava como se fossemos dois babacas, e realmente, acho que é o que parecíamos.

- Tudo certo papais! Grandes, saudáveis e perfeitos!

- Ótimo! – falei animado.

- Ótimo! – Bella repetiu e me beijou.

Estávamos sentados na grama do parque, comendo sorvete, e conversando um pouco, curtindo o sol.

- Porque vocês choram? – perguntou Lisa – Choram toda vez!

- Porque estamos felizes! – Bella riu.

- Isso eu sei, também estou – a pequena sorriu – Quero saber o motivo de cada um.

- Eu porque tem um papai vendo meus bebês comigo, e tem a melhor irmã mais velha do mundo junto. – Lisa sorriu, e Bella também – E porque eles estão saudáveis e crescendo bem.

- E você papai? – eu ficava feliz quando Lisa me chamava de papai.

- Porque são as primeiras ecografias que vejo... – contei.

- Não são! Você vê sempre, no hospital!

- É diferente amorzinho... São meus filhos, com a minha mulher, e minha princesa. É muito legal.

- Own! – nós nos abraçamos, e nos sujamos de sorvete.

Coloquei Lisa em minhas costas e corri muito, para diverti-la. Bella assistia tudo sentada, rindo...

Isso era tudo que eu sempre pedi a Deus...