The Shield escrita por MariSpoladorMoreira, Sandy


Capítulo 30
Capítulo 29: Ciúmes


Notas iniciais do capítulo

Uau. Bem vindas as nossas novas leitoras o/
E as fantasminhas podem aparecer, pois a nossa fic é igual a coração de mãe sempre cabe mais uma kkkkkkk. Obrigada mesmo pelos lindos comentários. Todas crianças tem medo de ser esquecida, é super normal, eu mesmo quando meu irmão nasceu fique super mal. Além disso eu teimava de carregar o coitadinho que sempre caia no meio do caminho. ¬¬ e sempre tem briga, e olha que a diferença é de quatro aninhos só . Beijão gatinhas.
;***
Sandy
*-*-*-*

Olá meninas, tudo bem?
Muito obrigada pelos reviews do capítulo anterior, li todos, amei todos!
Sinceramente, estou me vendo na Lisa! Eu queria muito um irmão, e quando minha mãe engravidou (eu tinha 10 anos) eu pirei de ciúmes! São coisas da vida... rs.
Esperamos que gostem desse capítulo!
Até logo!
Máh.




N/AS: Gente infelizmente o Anthony não apareceu, então aqui está o Tony

http://www.fotos.ntr.br/wp-content/gallery/cache/4594__x_belas-criancas-11.jpg

Bella Pov.

Confesso que Edward me surpreendia demais, na maioria das vezes. Eu vi como meu ‘amorzinho’ ficou preocupado com as ações de Lisa. Ela estava morrendo de ciúmes, isso era evidente. Minha princesa... Pediu tanto um irmão, e não está sabendo lidar com a realidade do bebê! Mas eu entendo perfeitamente, porque sei que a maioria das crianças é assim, e tenho certeza, que ela, como boa garota vai aceitar logo, e nos ajudar muito com a chegada do pequeno ou pequena na família.

Dormi extraordinariamente bem, ao lado dos meus amores. Minha gravidez de Lisa foi um tanto conturbada, e eu gostaria muito de aproveitar essa de todo o jeito que eu pudesse! Edward me acordava com beijos no pescoço.

- Hum? – perguntei coçando os olhos.

- Bom dia amor... – ele sorriu assim que abri os olhos.

- Bom dia amorzinho... – sorri – Lisa? Onde está?

- Saiu da cama cedo. Eu fingi que dormia, mas vi-a me beijando, beijando você e saindo de fininho... – ele baixou a cabeça.

- O que conversamos ontem? Logo isso passa meu amor!

- Eu sei, mas não gosto de ver minha princesa arisca conosco assim... Comigo especialmente.

- Imagino que deve ser difícil, mas, força ok? Ela vai amar a novidade em breve!

- Então minha gostosa, vamos sair dessa cama e tomar café! – falou risonho.

- Gostosa é? – rolei para cima dele – Você é que é gostoso... Lindo... Cheiroso... Te amo.

- Eu também amor... – ainda trocamos alguns beijos enrolados na cama, e depois de fazer nossa higiene matinal, descemos para preparar o café da manhã.

- Hey Edward! – segurei seu braço na escada – Que horas é o jogo?

- As 15... Por quê?

- Andei pensando... Porque você não vai com Lisa?

- Ela vai à excursão amor... – Edward conseguia me enlouquecer quando me pegava pela cintura, mas agora eu estava focada.

- Faça uma surpresa, vá do mesmo jeito! – falei – O que acha?

- Será que ela vai gostar?

- Certamente... – beijei a ponta de seu nariz.

- Mas e você? Ficará sozinha aqui? – meu príncipe, sempre cheio de cuidados...

- Vou para a casa dos seus pais! Contarei a novidade e ficarei com eles...

- Será?

- Claro que sim!

- Nesse caso, irei ao jogo!

- Perfeito...

Edward Pov.

A ideia de Bella é fantástica! Como não pensei antes?

Ficamos quietos até a hora do jogo... Lisa se despediu friamente, e eu desci atrás, um pouco depois. Já havia conversado com o técnico, e ele tinha dito ‘sem problemas’ quanto a minha ida na excursão. Entrei no ônibus todo sorridente.

- Edward? – Lisa ficou vermelha – O que tá fazendo aqui?

- Vou junto ver o jogo com a minha princesa!

- Vai mesmo? – seus olhinhos brilharam.

- Claro que sim! – me sentei ao seu lado, que estava vazio.

- E a mamãe? Já está vindo para vir junto? – ela perguntou seca – Ela e seu filho precisam de você...

- Certamente, mas a minha princesa também precisa! – falei – Sua mãe vai sair hoje, enquanto vamos juntos ver o jogo!

- De verdade Ed?

- De verdade. – sorri. - Posso ficar ao lado da senhorita?

-Mais e o Anthony?

-Quem é Anthony?- meu desespero aumentou! Como assim?

Elisabeth Pov.

Meu Deusinho! O Edzinho está entrando no ônibus sorrindo, vindo até mim? Ele vai no jogo comigo? Ele deixou a mamãe sozinha para ficar comigo? Ele é tão lindinho o Edzinho... Meu papai é demais, mas aposto que só está fazendo isso para que eu deixe de ser chata com ele. Não gosto disso. Aposto que ele vai ficar falando do bebê, e eu não vou ficar feliz...

-Quem é Anthony?-ele perguntou depois de pedir para sentar ao meu ladinho, e eu me preocupei com o Tony, já havíamos combinado.

-Senhor eu posso me sentar?-Tony pediu.

-Bem Anthony é meu amigo... Edward.

-Amigo? Eu não acredito Elisabeth, sou eu te deixar cinco minutos só e isso acontece?- bem ou ele tá fingindo ou ainda me ama. Pois tá dando clise!

-Edward? Prazer sou Anthony. – oou o Tony é tão educadinho né?-Amigo de Elisabeth.

-Amigo?- Edward ergueu suas sobrancelhas.- sou pai dela.

-Desculpe senhor, minhas intenções não é conflontalo eu só quero ser amigo dela.- eu olhei para meu pai com aquela cara ‘ ele é só meu amiginho’ lindo eu deixo de fora claro.

-Posso me sentar com vocês?

-Claro. – num acledito eu me ploduzi todinha e meu pai vem sentar no meio. O céus.

(...)

Tá eu reclamei e tudo mais foi bom o Edizinho sentar com agente, assim ele conheceu o Tony e viu que nós éramos só amiguinhos mesmo. Ai meu deusinho tenho que arrumar um namoradinho logo, estou ficando encalhada.

Bem hoje o jogo deu em... Derrota, lógico o treinador só trocou o fajuta do goleiro no fim do jogo.  E bem perdemos de 5x2 pra o Manchester. Todos nós torcedores do Arsenal saíram antes do apito final. Edward me sentou em seu pescoço para vermos o jogo. Anthony e eu queríamos conversar, mais quem disse que o meu papai me desceu? Segundo ele meu short era ‘curto de mais lisa’.

Bella Pov.

À tarde na casa dos meus ‘sogros’ foi maravilhosa. Esme chorou com a novidade do bebê, Carlisle parecia emocionado, Alice praticamente teve outro ataque de gritos, Jasper permaneceu quieto (como sempre), apenas me parabenizou. Emmett parecia que ia me desmembrar, tamanha era sua força no abraço que me deu! Rosalie estava radiante!

Eu estava feliz, mas confesso estar alheia a conversa de todos. Só pensava em Edward e Lisa no jogo...

- Boa noite! – Edward abriu a porta com dificuldade, já que Lisa dormia pesadamente em seu colo.

- Awn! Foto! – Alice gritou e já pegou a máquina, batendo milhares de fotos.

- Deixe-me colocá-la no sofá! – Edward falou sorrindo, e se sentou ao meu lado. – Tudo bem com vocês?

- Parabéns pelo bebê filho... – Esme e Carlisle foram cumprimentá-lo, como todos em seguida.

***

- E esse ciúme da Lisa? Será que é normal? – Edward perguntou na mesa de jantar.

- claro que é. – Esme sorriu – Quando eu engravidei de Alice, Emmett ficou animado, já você... Nunca vi carranca maior! Você queria acabar com a minha barriga querido...

- Eu sou muito foda... – Emmett falou – O melhor e mais bonzinho, sempre!

- Obrigada mãe, agora ele vai se achar para sempre! – Edward fechou a cara.

- Se acalme amor... – pedi sorrindo.

- Pois é... Você ficou possesso com a ideia de bebê. Só depois de muito tempo, quando estava prestes a Alice nascer, você começou a ficar bem comigo e com seu pai.

- Logo isso passa. – Carlisle reforçou.

-Mais amor, porque você está assim? Eu já te falei isso. E você é bem possessivo a ela.

-Em falar nisso, acho que deixei Lisa mais um pouco brava.

-Por quê?- perguntei.

-Ela ia sentada ao lado do Anthony. E eu me sentei no meio, pelo amor de deus, o short dela estava curto de mais. – todas, exatamente todas as mulheres na mesa o fuzilou com os olhos. -O que foi gente?

-Edward, você tem que começar com o exemplo não acha?-perguntei

-Lisa só anda na moda, foi criada assim- disse Alice.

-Nunca diga que as roupas dela são curtas! – disse minha sogrona.

-Ela é só uma criança- repreendeu Rose.

-Gente já passou.

-Mais ainda assim, me matou de vergonha, Edward.  

-E aí Lisinha do titio, arrasando corações hein!

-Emmett!- Edward gritou.

-A culpa na é minha se você não sabe contornar a situação ao seu favor- essa discussão ainda iria demorar.

(...)

-Filha, a mamãe marcou um exame para segunda-feira quer ir comigo?- perguntei estávamos no seu quarto preparando-a para dormir.

-Não sei se devo ir... O Edward vai me deixar ir? Porque o filhinho é dele né?

-Princesa, olha o bebê que está vindo é amado por todos. Eu entendo você é uma novidade agora, mais ninguém vai deixar de amá-la ou trocar você pelo bebê. O seu amorzinho tá um pouco chateado sabia?

-Por quê?

-Porque ele te ama um tantão assim ó- abri meus braços- e ele acha que você não ama mais ele.

-Mais eu amo mamãe. Você sabe que eu amo ele- seus olhinhos formaram poçinhas com as lágrimas que caíram a seguir.  

-Eu sei mais ele não.

-Tenho que pedir desculpas?

-Não, você só tem que superar esse ciúmes bobinho, e sem fundamento e voltar a ser nossa princesinha de novo. Eu te amo muito. E o Edward também. – ela me olhou, pegou o travesseiro e saiu do seu quarto.

-Edzinho, posso dormir no meio?