Meu, somente Meu Vizinho, Sasuke Uchiha. escrita por heyouitsady


Capítulo 25
Ranny, finalmente uma boa alma.





- Cadê o Itachi?- Ouvi Sasuke perguntando enquanto eu corria pra atender o telefone.

- Sei lá, acho que saiu.- Peguei o telefone e vi Sasuke passando por mim enquanto ia na cozinha fazendo um " tsc ".- Aaaalô?

- Sakura?

- MANHÊ! Que bom que você ligou!

- É mesmo? O que aconteceu?

- Nada, eu só gosto de falar com você.- Falei toda fofa.

- Ai que linda, mas sério o que você quer me contar?- FAIL.

- Ah, só quando você chegar em casa, não dá pra falar por telefone.

- Hun, parece ser coisa boa.- Ela disse e riu.

- E é.- Falei e olhei em direção a cozinha onde Sasuke estava colocando suco no copo.- Mas então, por que você ligou?

- Só pra saber como estão as coisas por aí, parece que bem.

- Ótimas.

- Que bom. Seu pai está te mandando beijos e pra você se cuidar.

- Tá bom, manda beijo pra ele também.

- Escuta... Nós vamos voltar no domingo tudo bem?- Domingo?... Já se passou um mês?

- Ah tá, hoje é que dia?

- Terça. 

- Ah tá.

- Mal posso esperar pra voltar e saber o que voc... SEGURA MIKOTO!- Minha mãe começou a berrar.

- Mãe?

- CORRE, CORRE! ESPERA EU JÁ TO INDO!- Que aconteceu? alguém roubou a toalha de banho deles?- Sakura eu tenho que ir, deu um vento forte e saiu levando nosso guarda-sol. Te amo filha, diz pro Sasuke que os pais deles mandaram beijos e nós também.

- Pode deixar... boa sorte.- Ri e logo ela desligou o telefone.


Fui saltitando pra cozinha.

- Sua mãe te mandou beijos e meus pais também.- Abri a geladeira pra pegar alguma coisa pra beber e senti sendo abraçada por trás.

- Já contou?- Disse me dando um beijo no rosto.

- Ainda não.- Sorri toda boba.- Prefiro esperar eles chegarem.

- Muito bom. Eu também.- Sorriu e me largou. 

Peguei a jarra e fui até o armário pegar um copo.

- E aí? Por que queria saber onde o Itachi estava?- Falei enquanto colocava o suco no copo.

- Ah, eu não sei como ele está, vai que ele faz um burrada por aí. Se ele saiu assim, ele devia estar transtornado.

De repente senti uma pontada na barriga, acho que estou me sentindo meio culpada. Quero dizer, ele está lá fora por minha causa, pra piorar ainda mais, eu tinha metido a mão na cara dele. Aliás o punho.

- Sakura?- Sasuke me chamou.

- O que?- Falei me virando e pegando o copo.

- Não foi culpa sua.- Ele disse chegando mais perto.

- Não diz isso só pra me deixar bem, eu sei que foi. Eu não devia ter batido nele.- Respirei fundo passando o dedo na borda do copo.

- Acho que foi um jeito bem eficaz de fazer ele parar de falar.- Abriu um sorriso.

- Deixa de ser idiota.- Falei rindo.

Ele passou a mão por minha cintura, chegou perto e me deu um beijo, o abracei. Ai, como eu amo ficar com ele desse jeito. Ele é tão... perfeito.

- Sakura?- Konohamaru apareceu.- Que que você tá fazendo?

Soltei do Sasuke e olhei pra ele na porta da cozinha. Não falei nada.

- A mamãe já sabe disso?- Ele disse com um sorrizinho.

- Já.- Falei e sorri.

Ele perdeu o sorriso e fez cara de emburrado.

- To com fome.

- Cadê a moça que ta cuidando de você?

Mal acabei de falar e ela apareceu.

- Desculpe a demora Konohamaru, eu estava tirando a poeira do seu quarto.- MASOQ? Esse moleque vai ficar mal-acostumado.

- Tá bom. Faz um sanduiche pra mim?- Ele disse e sentou na cadeira.

A empregada olhou pra mim e pro Sasuke, deu um sorriso e logo foi até a geladeira pegar as coisas pro sanduiche. Eu ri baixinho e saí da cozinha puxando Sasuke comigo.Nós fomos para o meu quarto e deitamos na minha cama, ele ficou fazendo carinho no meu cabelo enquanto eu olhava pro teto.

- Então aquela música era pra mim?- Falei, lembrando de quando ele tinha tocado no teclado depois de milhares de anos.

- Foi sim.- Ele riu.

- Foi linda!- Me virei de barriga pra baixo o encarando.- Toca outra?- Folga mode on.

- Eu nem lembro mais das notas das outras música Sakura.

- Aprenda.- Falei olhando pra ele séria. Folga hard mode on.

Ele franziu as sombrancelhas e eu ri, dei um selinho nele e deitei com a cara no travesseiro.

- Onde será que está o Itachi?- Perguntei com a voz abafada no travesseiro.

Ouvi Sasuke respirar fundo.

- Não sei. Gostaria mesmo de saber. Não gosto da idéia de um Itachi nervoso andando no meio da rua.

- A gente tinha que fazer alguma coisa.- Falei levantando a cabeça.

- O que? A gente não tem a mínima idéia de onde ele possa estar.

Fiz uma careta, ele estava certo, agora a gente só podia esperar.Ficamos deitado por um bom tempo, conversando idiotices e Sasuke me respondendo algumas coisas que eu perguntei desde que ele tinha começado a gostar de mim. Ficou tarde e nós resolvemos ir dormir. Sasuke foi pro seu quarto e eu fiquei um tempo olhando pro teto pensando, agora posso contar pra Ino o que tinha acontecido desde o nosso namoro falso até aqui. Pensei também na Karin, ela vai surtar, ri internamente. Será que agora eu deveria contar sobre a ameaça de Karin para o Sasuke? Hun... não.

---------------------------------------
Por que eu sempre me assusto com o despertador? Por mais que eu tenha escutado ele a maior parte da minha vida? Meti a mão nele e ele caiu, sentei na cama esfregando os olhos e bosejei.Levantei e fui me arrumar, ainda de pijamas ouvi alguns barulhos vindo da sala, desci até metade das escadas com medo que fosse um ladrão, fantasma, sei lá. Sasuke estava no banho.


- Calma, sente aqui.- A voz de uma mulher estava falando no andar debaixo, vi alguns vultos.

- Hmmm... pronto! A...agora sim! TO EM CASA!- A voz estava completamente alterada, mas eu sabia que era Itachi.- De volta...né? Pra essa JOOÇA!- Ouvi um barulho alto, Itachi deve ter batido a mão em algum móvel.

- Por favor. Se acalme. Tem certeza que essa é sua casa?

- Claro que sim!- Ele estava bêbado.- OÔO BOIOLA, DESCE AQUI VAGABUNDO!- Ele começou a gritar, acredito que seja o Sasuke.

Desci mais alguns degraus e os dois olharam pra mim.

- S-sakura?- Itachi semi-cerrou os olhos na tentativa FAIL de me ver melhor.- É você né?... SSSS-Sasuke não tem... esse cabelo não. AGORA VIROU GAY NÉ? JÁ PINTOU O CABELO!

Respirei fundo e fui até eles. Olhei para a menina, era bonita. Tinha o cabelo preto, longo e olhos castanhos.

- Itachi, sou eu, Sakura.- Ele olhou pra mim.- O que houve?- Perguntei a garota.

Antes que ela me respondesse, Itachi segurou meu braço com força e me puxou me abraçando logo depois.

- Fica.. fica comigo!- O bafo de álcool estava terrível.

- Itachi... você não tá bem. Me larga.- Tentei sair de seu abraço.

- Eu posso te fazer feliz menina!- Me apertou ainda mais.

Lancei um olhar de socorro pra garota a nossa frente e ela logo entendeu.

- Itachi... Solta a garota.- Ela disse enquanto tirava os braços de Itachi de mim.- Você precisa tomar um banho.- Ela disse.

Assim que me vi livre, olhei pra garota. Estranhei primeiro ela dizendo isso, afinal, o Itachi não estava em condições nenhuma de entrar no banheiro sozinho, talvez ele caísse e batesse a cabeça no box, dava traumatismo craniano e aí sim eu iria ser culpada pelo resto da vida. Percebi que eu estava de braços cruzados e acenando positivamente com a cabeça, concordando comigo mesma. Voltei ao normal e olhei pra eles. Ela não parecia mostrar nenhuma malícia, realmente queria ajudar.

- Onde está a mãe dele?- Ela me perguntou.

- Viajando... Hun, você pode levá-lo lá pra cima...- Fiz pausa pra que ela dissesse seu nome.

- Ranniery. 

- Ok Ranny.- Sentiu a intimidade em três segundos?- Eu te ajudo a levar ele lá pra cima.

 Ela apoiou Itachi de um lado e eu do outro, como ele pesa.

- Que lindo... DUAS MENINAS ME CARREGANDO! Sou...rei.

- Tadinho, delirando.- Falei e Ranny riu.

Quando chegamos lá Sasuke tinha acabado de sair e estava com a toalha enrolada na sua cintura, acho que fiquei vermelha.

- O que aconteceu? Quem é você?- Ele disse olhando pra Ranny.- Itachi?- Lançou um olhar pro ser zumbi entre a gente.

- O nome dela é Ranny e acho que ela ajudou o Itachi a chegar em casa.

- Exato.- Ela disse.- Ele precisa tomar um banho, tá completamente bêbado.- Itachi murmurava algumas palavras desconectas.

- Eu ajudei ela a subir, mas eu não tenho nada a ver com isso. Vou me arrumar pra ir pro colégio e... sei lá. Ajuda ela a dar banho no Itachi Sasuke.- Falei enquanto eu e Ranny entrávamos no quarto de Itachi.

- Eu? Nem morto. Também tenho que ir pro colégio.- Disse entrando no quarto.

- Ok.- Ranny e eu largamos Itachi na cama.- Primeiro, vai vestir uma roupa.- Ele olhou pro lado. - Segundo, você SEMPRE chega na hora, um dia chegando atrasado não vai te matar. - Ele abriu a boca pra falar, mas eu o interrompi.- Depois ele é seu irmão né?

 Sasuke olhou pro Itachi desmaiado na cama.

- ... Tá legal! Eu ajudo. Droga.- Disse e foi até seu quarto.

Sorri pra Ranny que fez o mesmo.

- Sakura né?- Ela disse.

- Como sabe?

- Ele veio falando esse nome o caminho todo e quando chegamos aqui...

- Awn...- Ri sem graça e passei a mão no braço.

- Ele é bonito.- Ela disse olhando pro Itachi babando na cama.

- Ugh... Acredite, ele é bem mais bonito quando está consciente.- Eu ri e Ranny também. A risada dela é tão fofa ~.

Olhei bem pra ela. Se Itachi percebesse que uma menina daquelas estava o ajudando, com certeza iria dar em cima. Quem sabe ele goste dela...hn.

- Por que você não fica aqui até ele voltar a consciencia.- Ela olhou pra mim.- Quero dizer... pra ter certeza que ele está bem.- Abri um sorriso largo.

- É... quem sabe.- Disse sorrindo.

- Eu tenho que ir, se não eu chego atrasada. Boa sorte.- Saí do quarto e fui direto pro quarto de Sasuke que estava só com a calça da escola e de costas pra mim.- Obrigada.

Falei e ele se virou rapidamente.

- Por quê?

- Por ficar pra ajudar a Ranny.

- Ah entendi. Um favor pra você. O que eu ganho?- Ele disse vindo até mim.

- Uma Sakura muito feliz e satisfeita.- Fiz joinha.

- É, isso é bom.- Ele me abraçou e girou comigo andando pelo quarto.- Mas só isso? Eu vou ter que dar banho no Itachi. Você entendeu a gravidade do assunto?- Ele dizia sorrindo. Ai, como ele é lindo.

- É, tem razão, emergência total.- Disse e não percebi quando tropeçamos na cama e caímos na mesma. Ficamos rindo igual idiotas.

- Você é tão linda.- Ele dizia passando a mão no meu cabelo e olhando cada pedaço do meu rosto. Me sinto exposta assim pô.

- Houston, nós temos um problema.- Sasuke franziu as sombrancelhas.- Sasuke Uchiha precisa urgente de óculos.

Ele riu e se aproximou, nos beijamos carinhosamente, depois começou a ficar mais rápido. Perdi a noção do tempo, parei por falta de ar, olhei pro relógio do lado da cama de Sasuke.

- Putz, tô atrasada.- Empurrei ele pro lado e me levantei.

- Tchau amor.- Ele disse.

- Tchau, te amo.- Eu disse antes de sair desesperada pela porta do quarto de Sasuke e deixar o mesmo deitado na cama todo folgado.



Notas finais do capítulo

enjoy it sz'