Meu, somente Meu Vizinho, Sasuke Uchiha. escrita por heyouitsady


Capítulo 21
Discussões: Ela é minha!





Esse cap. será narrado pelo Sasuke.

Agora eu vou tirar satisfação com o Itachi, que idiota, o que ele estava pensando? Desci as escadas pisando forte involutariamente.

- Vagabundo.- Falei e ele se levantou do sofá.

- Que que foi ôo boiola?- Deu alguns passos até mim.

- Por que fez aquilo com a Sakura?- Parei em frente a ele.

- Ah, agora ficou nervoso é?- Deu um sorriso debochado.

- Eu devia arrebentar sua cara.

- Nem se você quizesse. Além do mais, a Sakura não ia gostar.

Fiquei sem reação, ele tinha razão, Sakura não concordaria com isso nunca.

- Você é um imbecil Itachi! Por que faz isso com ela? Por que quer tanto ficar com ela?- Tentei me controlar apesar de já estar aumentando o tom de voz.

- E por que você quer tanto saber? Sakura é linda, tem um corpo maravilhoso e é muito inter...- Não o deixei terminar, voei pra cima dele e dei um soco na sua boca. Ele deu passos pra trás, tropeçou no sofá e caiu no chão, passando a mão em sua boca, onde estava sangrando.

- Nunca - mais - fale - dela - desse -modo. - Falei cada palavra separada e devagar pra que ele entendesse.

- Ficou doido?- Ele falava irado enquanto se levantava do chão.

- Não, mas estou quase. Como você pode ser assim? Como você pode ser assim com a Sakura?!

- Que que foi? Agora vai ficar a protegendo?

- E se eu ficar? Se não percebeu eu sempre fiz isso.

- Sempre?- Ele deu uma risada irônica e começou a andar alguns passos pra longe de mim.- Eu acho que não foi você que a salvou quando ela quase morreu por apanhar das SUAS garotinhas.

Fechei a cara.

- Eu nunca quis que aquilo acontecesse.- Falei entre dentes.

- Há muitas coisas que nós não queremos que aconteça, mesmo assim não podemos impedir.- Ele vinha caminhando até mim.- Entretanto, fui eu quem estava lá, quando ela realmente precisou de ajuda.

- SAKURA SEMPRE PRECISOU DE AJUDA! E EU SEMPRE ESTAVA LÁ.- Perdi o controle.

- Não, não estava. Você é um idiota. Se estivesse sempre, ela não teria parado num hospital.

- Não é só de dor física que eu falo.

- Ah não?- Cruzou os braços me olhando debochadamente.

- Sakura sempre precisou de mim. Pra estudar, pra rir, até pra chorar quando alguma coisa não deu certo... ou quando não deu certo com alguém.- A última frase saiu baixa.

- Claro, ela precisou muito de você pra chorar.- Soltou uma risada.

- Do que você está falando?

- Que você não serve pra ela Sasuke. Você nunca serviu!

- E quem serve? Você? Ela mal consegue confiar em você!

Itachi partiu pra cima de mim, me jogando no chão e me dando um soco no rosto, parou em cima de mim.

- Eu posso fazê-la confiar em mim.- Ele disse nervoso.

O puxei pela gola da camisa e o derrubei, agora ficando por cima dele.

- Aé? E a quanto tempo está tentando fazer com que isso aconteça ein?- Lhe desferi outro soco, agora saía sangue pelo seu nariz.- Você estragou qualquer chance quando se aproveitou dela no café seu inútil!

Itachi ficou muito nervoso e me empurrou, logo depois me pegando pela gola da camisa e me levantando.

- QUEM TE DISSE ISSO? FOI ELA?

- Não, Sakura é muito boazinha pra dizer uma coisa dessas. Eu ouvi enquanto ela conversava com uma amiga.

- Você a espiona e eu é que estou errado?

- Eu não a espionei seu idiota! Foi por acaso, me larga.- Me soltei.

- Claro.- Ele riu e olhou pra mim.


Ficamos em silêncio por um tempo nos encarando, como eu queria o arrebentar.

- Fique longe dela.- Falei o ameaçando.

- Por que?

- Não gosto de você encostando nela.

- Aé? Surpresa pra você! Eu também não gosto quando você está com ela. Acha que eu gostei quando você entrou por aquela porta,todo idiota e quando perguntei o que era você me respondeu " ela me beijou " ?


Flashback on.


Entrei pela porta completamente... besta? Acho que posso dizer assim. " Ela me beijou, ela me beijou ", era tudo o que passava pela minha cabeça.

- HEY SASUKE!- Alguma coisa me gritou e girei minha cabeça automáticamente.- Estou te gritando a um tempão, o que aconteceu?- Era Itachi.

- Ela me beijou.

- O que? Quem foi a louca?- Ele riu.

- Sakura.- Falei ainda olhando pra ele, mas como se estivesse olhando pro além.

- O que?- Ele descruzou os braços, descrente.

- Sakura me beijou.- Dei um sorriso.

- Tá brincando né?

- Não.- Falei e fui em direção as escadas enquanto deixava um Itachi com cara de pensativo pra trás.


Flashback off.


-...

- Pois é.- Itachi disse ainda me encarando.

- Ai meu Deus.- Falei e coloquei a mão na cabeça.

- O que foi?

- Você gosta mesmo da Sakura.- Falei por fim olhando pra ele.

- Hunf.- Se jogou no sofá e ficou olhando pra tv.

- Mas... mas como?

- Simples. Do mesmo jeito que você gosta dela.

- Itachi, eu não sabia que você gostava dela. Pra mim era só mais um jogo pra você.

- No início era, mas depois... Eu não sei.- Ele piscou os olhos demoradamente como quem está cansado.

Me sentei ao seu lado.

- Cara.- Eu ri.- Eu nem acredito nisso. Pela primeira vez te vejo assim e o pior, pela sakura.

- E por que você está rindo?- Olhou pra mim.

- É que não achei que Sakura fosse do seu tipo, achei que só fazia aquilo pra me chatear.

- É, eu também achava isso, realmente eu fazia isso pra te irritar, mas quanto mais tempo eu passava com ela, mais eu percebia o quanto ela era interessante.

- Ela é incrível não é?

- Muito. E você tem sorte.

- Por quê?

- Porque tá na cara dela que ela gosta de você.

- Eu duvido muito. Mesmo se ela gostasse, ela é muito lerda pra perceber isso. Tá escrito na minha testa que eu gosto dela. E com todas as indiretas que eu dei nela já daria pra fazer uma canção de amor.

Itachi riu e depois passou o braço por meus ombros.

- É, então eu ainda tenho chance.

- Como é que é?- Olhei pra ele.

- Claro, se ela não percebeu isso ainda, posso fazer ela perceber que gosta de mim, antes que perceba que gosta de você.

- Você é mesmo maluco. Eu nunca ia pensar que um dia eu estaria conversando desse jeito com alguém apaixonado pela Sakura, muito menos meu irmão.

- É nem eu.- Estendeu sua mão para mim.- Então que vença o melhor.

Segurei em sua mão firmemente.

- Que vença o melhor.- Falei.- Sakura não vai gostar disso, ela vai dizer que estamos tratando ela feito um objeto.

- É, bem a cara dela. Depois ela ia gritar com a gente e ia mandar a gente sair de perto.

- E provavelmente ela estaria na NOSSA cozinha, mesmo sabendo disso ela iria dizer que era a área dela.

- E nós sairíamos.- Rimos juntos.- Como ela é previsível.- Itachi disse suspirando.

- Mesmo assim não me canso de ficar perto dela.

- Nenhum de nós.

Ficamos mais um tempo assistindo tv, depois fizemos guerra dos dedões, Itachi ganhou, damn it. Fomos jogar playstation, jogamos uns três jogos e Itachi ganhou em todos eles, só ganhei uma partida. Damn it².

- Já vai dormir? Cansou de perder?- Me provocou.

- Vou, estou cansado. Mas lembre-se, sorte no amor, azar no jogo.- Falei e ele me mostrou língua. Quando eu estava saindo do quarto olhei pra ele que estava recomeçando uma partida sozinho.- Eu estou na sua frente.- Ele pausou o jogo.

- O que?

- Isso mesmo, eu sou o " namorado de aluguel " da Sakura.- Fiz aspas com as mãos.

- Idiota.- Se virou para o playstation.

- E como ela mesmo disse uma vez " você não é o Sasuke ".- Fiz voz fina, na tentativa falha de imitar a voz da Sakura, parecia uma gazela parindo. E fiz a mesma cara que ela fez de pena no dia que ela disse isso. [cap. 14 "Plano pronto pra ser executado."]

Antes que eu pudesse perceber uma almofada voou na minha cara. Fiquei nervoso, mas Itachi estava mais. E foi com isso que eu fui dormir sorrindo. Tá, na verdade eu deitei rindo por isso, mas dormi sorrindo pelo beijo que ganhei hoje.Antes de dormir fui até o banheiro pra escovar os dentes e percebi que no meu nariz e sombrancelha havia um filete de sangue. Lavei o que saía do nariz, limpei e coloquei um band-aid na sombrancelha.



Notas finais do capítulo

Enjoy it. sz'