Meu, somente Meu Vizinho, Sasuke Uchiha. escrita por heyouitsady


Capítulo 11
Nem morri.




Abri os olhos e uma luz branca me cegou, pisquei algumas vezes e consegui focalizar a visão. Hn, luz branca cegante acima de mim, quarto branco, uma cortina verde ao lado da minha cama... Tou no hospital, conheço bem esse lugar, é, frequento bastante.Tentei mexer a minha mão, mas alguma coisa estava a segurando, quando olhei pro lado percebi que Itachi estava sentado do meu lado, em uma cadeira, segurando a minha mão e tirando um cochilo. Atrás de Itachi, num sofá médio e preto estava Sasuke sentado, quando me viu acordada se levantou rápido.


- Sakura? Como você está?- Perguntou todo preocupado chegando até mim e tirando a mão de Itachi de cima da minha, o que fez com que Itachi acordasse.

- O que foi? O que aconteceu?- Itachi acordou em alerta, olhou pro Sasuke do seu lado e depois olhou pra mim.- Sakura! Que bom que você acordou! Como você está? Tá se sentindo bem? Ta doendo alguma coisa?

Ele me bombardeou de perguntas que eu não consegui colocar em ordem pra responder, minha cabeça doía um pouco.

- Hn?- Perguntei monossilábicamente.

Itachi se levantou, olhou pro Sasuke com cara séria - gentem, ele fica lindo assim, tá parei-.

- Cuide dela que eu vou chamar o médico, será que dessa vez você pode fazer isso?- Perguntou com a voz dura, medo.

- Cala a boca e vai logo idiota.- Sasuke respondeu e tomou o lugar onde Itachi estava sentado, encarou o irmão que depois de um tempo saiu do quarto.

O quarto ficou em silêncio profundo, como eu odeio isso usei todas as forças pra formar uma frase inteligível.

- Eu disse que a culpa ia ser sua se eu morresse né?- Falei olhando pro Sasuke que levantou a cabeça e me encarou.

- Mas não foi de tosse.- Ele deu um mini sorriso, mas depois ficou sério de novo.- Sakura, me desculpe, eu devia ter imaginado que aquelas loucas iam fazer isso com você, eu devia ter imaginado. Deveria ter acompanhado você até a escola, não devia ter deixado você ir sozinha, eu...

O Interrompi, parecia que ele não iria parar de falar nunca, apesar de ter sido fofo o que ele disse.

- Calma, eu tô bem, você não é culpado de nada e não vai ter que me pagar por danos, todos happy né?

Quando ele abriu a boca pra falar o médico entrou na sala acompanhado de Itachi, Konohamaru e uma das empregadas ficaram à porta do quarto, olhando pra mim.

- Bom, você não teve nada quebrado.- Nossa eu realmente não sei como! Eu senti que TODOS os meus ossos tinham quebrado, quase pude ouví-los quebrando (?).- Mas deve ficar com ematomas por um bom tempo, as pancadas foram fortes. Vou te passar uma pasta pra passar nesse ematomas pra ajudar na recuperação, passe pelo menos uma vez ao dia ok?

Enquanto o médico ia dizendo tudo eu ia tentando me sentar, Sasuke me ajudou e consegui sentar sem cair da cama, wee. Minha cabeça rodou quando sentei.

- Você teve vários cortes.- O médico apontou para os locais onde eu havia machucado.- Cortes superficiais que vão melhorar logo. Bom... É isso, e eu espero não ter que vê-la novamente tão cedo assim Sakura.- Sim, o médico já me conhecia muito bem, ele é quem me atende praticamente toda vez que eu venho ao hospital.


- Vou tentar.- Sorri amarelo e senti que alguma coisa estava presa  na minha boca, no lugar onde o médico disse que estava cortado, passei o dedo e senti que tinha uma fica ali.- Me dá um espelho.- Falei e Itachi pegou um espelho que estava pendurado em cima da pia do quarto.

Quando peguei o espelho quase tive um infarto, que criatura seria aquela? COM CERTEZA NÃO ERA EU! Que vergonha do Itachi estar me vendo assim, o Sasuke até que nem tanto, como diz minha mãe " ele me vê quando acordo de manhã ", mas mesmo assim.

- Que coisa horrível...- Falei olhando pro espelho onde eu me via com uma fita perto da boca, um olho meio arroxeado, uma fita na minha testa e outra na minha sombrancelha.

- Vai melhorar pequena.- Itachi disse.

Sasuke olhou com uma cara não muito boa pro Itachi que só deu um sorriso de lado, o médico percebendo aquele momento tenso, foi logo cortando.

- Então.- Pigarreou.- Você já pode ir pra casa Sakura, melhoras.- Disse e saiu pedindo que Konohamaru e a empregada saísse também pois só podiam ficar no máximo duas pessoas no quarto.

- Como eu vim pra cá mesmo?- Estava com essa dúvida desde que eu estava inconsciente. -n

- Eu te trouxe pra cá.- Itachi empurrou Sasuke da cadeira e se sentou, que amor.

Sasuke murmurou algumas coisas , mas depois ficou em pé ao lado da minha cama.

- Como você sabia onde eu estava?- Nem eu sabia onde eu estava, tinha corrido tanto que provavelmente tinha me perdido... E será que as fãs girls também se perderam?

- Bom, eu estava imaginando que você estava correndo risco de vida, como eu te disse, você iria apanhar.- Ele deu uma risada curta, nem achei graça.- Então eu decidi que iria atrás de você, pra saber se estava tudo bem, então quando cheguei ao seu colégio, Sasuke já tinha chegado e você não, perguntei ao porteiro e ele me disse que você tinha  corrido com um monte de garotas atrás de você.

Quer dizer que o porteiro viu e ele não fez nada? Que imprestável, puta falta de sacanagem.

- Puta falta de sacanagem.- Falei.

- Por que?- Itachi perguntou.

- O porteiro não fez nada, inútil.

Itachi riu e passou a mão na minha cabeça, o que fez Sasuke fechar ainda mais a cara, fofo. ~

- Bom, então eu fui atrás de você, quando te encontrei achei que você estava morta.- Valeu (y).- Quando saí do carro todas as garotas pararam e ficaram olhando pra mim.- Será que ele estava me contando o que tinha acontecido ou estava só dizendo como ele tinha efeito em garotinhas? Hn.- Eu disse que elas eram monstros por fazer aquilo com você.

- Eu ouvi isso.- Sorri.

- Sério? Ah que bom, eu queria que você ouvisse.- Rimos e Sasuke se direcionou até a porta.

- Sasuke?- Chamei-o.

- O que?- Disse abrindo a porta.

- Onde vai?

- Esperar vocês aqui fora, não demorem.- Saiu.

A nem, será que ele ainda tá com aquela zica toda de não sobrar tempo pra ele quando eu estiver com o Itachi? Já disse que eu não vou ficar com ele pô! Não posso nem ser amiga? Apesar de que eu sei bem que Itachi não tem só isso em mente.

- Arrgh.- Cruzei os braços.- Que chato.

- Ele é mesmo. Mas então, eu coloquei você no carro e viemos pra cá.- Como ele muda de assunto rápido.

- Que horas são?- Perguntei.

Itachi  levantou a manga da camisa social - lindo também, mas acho que o Sasuke conseguiria ficar mais gato, ué QISSO? Já tô misturando as paradas.- e olhou o relógio.

- 14:42.

- NUU! Dormi isso tudo?

- Sim, você apanhou bastante.- Não ajudou.

- Vamos pra casa?- Disse já descendo os pés da cama.

- Vamos.- Me ajudou a levantar.

Caminhamos pra fora do quarto e encontramos Sasuke, Konohamaru e a empregada no corredor.

- SAKURA! COMO VOCÊ TÁ?- Konohamaru veio e se jogou em mim, me abraçando, minhas pernas doeram.

- Eu tô bem Maru. Você nem devia ter vindo aqui.- Falei.

- Ah, mas eu queria saber como você estava.- Fomos andando juntos até a saída onde ele correu pra onde o carro do Itachi estava.

Diminuí os passos e puxei o braço de Sasuke, ele parou e me olhou.

- Por favor, não fica assim, eu odeio ver você chateado porque to falando com seu irmão.- Falei.

- Eu? Não estou chateado nada!- Aham, senta lá cláudia. Olhei pra ele com cara de " você quer que eu acredite que dois mais dois dá peixe? "- Argh, tá legal... É só que vocês estão se dando cada vez melhor, até melhor do que você se dá comigo.- Desde quando a gente se dá bem mesmo?

- Para com isso Sasuke, não te nada a ver.- Ele olhou pra mim e sorriu de lado.- A gente nunca se deu bem oras, não tem nada a ver mesmo.- Ele me deu um soco de leve na cabeça.- Ai, não me bate não, já apanhei demais.

Ele deu uma risada, passou o braço por minha cintura e fomos andando até o carro de Itachi.

--- '' ----

Quando chegamos em casa o telefone tocou e Sasuke atendeu.

- Alô?

- ...

- Ah! Oi dona Suzumi.- MANHÊ!

- ...

-Ela tá aqui sim.

-...

Comecei a fazer vários movimentos que não tinham nada a ver uns com os outros, na tentativa de dizer pro Sasuke dizer à minha mãe que eu estava bem.

- Se a Sakura tá bem? - Ele disse e olhou pra mim. Mostrei o sinal de joinha frenéticamente.- Sim ela está.- Ele fez uma careta.

-...

- Tá, eu vou passar pra ela.

Sasuke me passou o telefone.

- Oi mãe.

-...

- Tô, to bem.

-...

- Tô bem mãe! Por quê?

-...

- Como assim sentiu que eu não tava bem?- Olhei pro Sasuke, medo da minha mãe, ela sente as coisas, tenso tenso.

-...

- Também estou prestando atenção nas aulas mãe.- Revirei os olhos.

-...

- Tá mãe, tá bom, aproveita aí tá? Alguma previsão de volta?

-...

- Mas isso tudo?

-...

- Tá, ta bom, beijos.

-...

Desligou.

- O que foi?- Sasuke perguntou.

- Parece que ela sente quando eu me machuco, medo.

- Não é isso. Quando eles voltam.

- Ah! Em três semanas, poxa, eles vão ficar um mês lá.

- Hun, não vai demorar muito.- Sorriu pra mim.

Sorri de volta e subi, ele veio atrás de mim, Konohamaru já estava lá, jogando play. Itachi sei lá onde foi parar.

- Sabe o que eu pensei?- Falei quando entrei no meu quarto e Sasuke também.

- O que?

- Que você podia fazer um campeonato sabe, fazer aquelas fãn girls quase se matarem, quem ganhar, fica com você.

- Você é louca.- Sentou na cama onde eu tinha me jogado.

- Não, é sério, imagina, eu apanharia menos de uma só né?

- Uma só que ganharia de todas as minhas outras fãn girls.

- É... Tem razão, nem é legal. Então apanharei de qualquer jeito.

- Não vai não, porque eu não vou deixar mais.

- Ah que lindo Sasuke! - Abracei o indivíduo.

Ele riu e me abraçou também.

- O Itachi disse pra elas desse jeito: " Se o Sasuke ficar com uma de vocês, o que vocês fariam? Se matariam pra conseguí-lo? " Na hora eu só não ri porque não podia, sério.- Demos uma risada juntos.- Mas significa que você não pode ficar com nenhuma delas viu?

- Por quê?

- Seriam homicídio em massa manolo, não tem vergonha na cara não?

Ele riu e se levantou.

- Não se preocupe, eu já estou gostando de alguém.

- JÁ? Não me contou por que? Quem é?

Ele sorriu e saiu do quarto.Sabe, não era pra eu me sentir assim, mas quando Sasuke disse que estava gostando de alguém, senti alguma coisa revirar meu estômago e eu gelei por um instante, ele estava gostando de alguém? Como pode? Estou brava, nervosa, com medo, não consigo saber o que fazer, acho que estou... com ciúmes.



Notas finais do capítulo

Enjoy it sz'