Castlecalibur: Especial de Natal escrita por TriceSorel


Capítulo 6
Parte 6: as alucinações de Mathias





            Mathias levantou e viu que estava cercado de neve por todos os lados. Lá distante ele avistou um singelo e rústico sobrado, com fumaça saindo pela chaminé. Atrás dele, uma enorme e poluente fábrica de presentes de Natal. Mathias levantou-se e correu até a casa. Olhou pela janela a imagem de um senhor idoso e pançudo vestido de vermelho checando sua lista de presentes.

            - Papai Noel, então o senhor existe! – exclamou Mathias, entrando na casa.

            - Ora, se não é Mathias Cronqvist!! Você foi um menino muito mau esse ano, Mathias! – disse o Papai Noel, levantando-se de sua poltrona, fuzilando Mathias com seu olhar.

            - E-eu? M-mas... eu me matei estudando e trabalhando pra sustentar minha família! Eu fui paciencioso com os desastres causados por eles, não fui violento, não faltei com minhas obrigações, eu sequer falei algum palavrão!

            - É, mas você não conseguiu comprar os singelos presentes que aquela boa gente pediu! – ralhou o zangado velhinho. – Você não lhes dá a atenção devida porque vive enfiado naquele seu laboratório, você gasta todo seu dinheiro em coisas fúteis como as provisões do castelo, você nem acompanhou seu filho crescer!

            - Mas... ele voltou do futuro!

            - Isso não é desculpa! É por isso que todos o odeiam! É por isso que você não vai ganhar nada nesse Natal!!!!

            - Nããããããoooo!!! – gritou ele.

            - Calma, calma!

            - Alguém segura o braço dele.

            - NÃÃÃOO!! AHHH!! – gritou Mathias, arqueando-se na cama ao recobrar a consciência.

            Percebeu que estava em seu quarto cercado de todo mundo, sendo segurado por Leon e Rafael na tentativa de fazê-lo parar de se debater e Jean-Eugène ao seu lado passava um paninho umedecido em seu rosto.

            - O que aconteceu? – perguntou ele confuso e ofegante.

            - Você desmaiou e estava delirando. – explicou Trevor.

            - Quase tivemos que adiar a ceia de Natal... – comentou Rafa.

            - Vocês... vocês adiariam a ceia de Natal por causa minha? – estranhou Mathias, que acordara acreditando ser um péssimo provedor.

            - Mas é claro! O Natal não seria divertido se você não pudesse participar! – lembrou Leon, abraçando o amigo de infância.

            - Papai! – alegrou-se Alucard, também abraçando seu papai.

            Esse singelo gesto levou todos a se unirem em um grande abraço coletivo em cima de Mathias.

            - Pessoal... vocês são tão legais! – comoveu-se o jovem alquimista. – Isso que vocês fizeram é muito bonito, mas... eu não consigo respirar...

            - Ahn, o que você disse? – perguntou Hilde, que estava em cima da montanha de gente que sufocava Mathias.

            - Vocês... podem me soltar agora... argh... cof...

            - Acho que ele falou que quer ver mais emoção! – concluiu Hilde.

            - Ao Mathias!! – gritou Siegfried, pulando mais pra cima da cama.

            - Mmfmfmfm!! – gemeu Mathias, antes de sufocar e perder a consciência de novo.

            - O Mathias é tudo ou nada?! – perguntou George Lucas, pulando na cama.

            - Tudo!! – gritaram os outros em uníssono, também pulando na cama.

            - Mat, você vai ficar com essa cara de defunto? Por que não pula também?

            - Ahh, eu acho que ele parou de respirar!!

            - Ele morreu!!

            - Ele é imortal, seu anormal!

            - Vocês mataram ele!

            - “Vocês”, nada, você também pulou na cama, Jean-Eugène!

            - Saiam todos dessa cama, vamos!

            - Agora sim vamos ter que adiar a ceia de Natal...





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Castlecalibur: Especial de Natal" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.