Castlecalibur: Especial de Natal escrita por TriceSorel


Capítulo 3
Parte 3: pedidos para o Papai Noel





            Como combinado, depois do almoço todos se reuniram na sala e retiraram um papelzinho. Siegfried se tirou três vezes seguidas, mas na quarta rodada todos ficaram com seus respectivos amigos para presentearem no dia de Natal.

            - Aproveitando que estamos todos reunidos, só pra confirmar... – chamou Hilde. – Todo mundo já colocou sua lista de pedidos para o Papai Noel na meia do hall?

            - Eu ainda não... – lembrou Mathias.

            - Então preencha essa ficha e coloque lá! – e ela entregou um pergaminho com linhas para ele.

            - Certo... – e ele olhou para a ficha.

            O que escreveria? Nem tivera tempo para pensar se queria alguma coisa de Natal. Também... depois de tantos anos sem comemorar o Natal, morando sozinho naquele castelo imenso e triste... Pensou em pedir ajuda para Leon, mas ele conversava de forma muito empolgada com Trevor. Provavelmente algum assunto do clã Belmont... não quis interromper.

            Virou para o lado e viu que Rafael falava com George sobre a participação de Amy no filme, e a menina dizia as cenas que gostaria de atuar, fazendo uma imitação de Padmé Amidala. Mais para trás, Siegfried falava o que tinha dado para Link comer e Hilde o ouvia, enquanto levantava o elfo. E, do lado norte, Rinaldo e Jean-Eugène lembravam dos idos anos do guaraná com rolha e pinturas rupestres.

            Sentiu-se sozinho. Foi até o hall onde encontrou uma grande meia vermelha com tufos brancos na borda pendurada na parede ao lado da entrada de correspondências. Tirou os pergaminhos enrolados lá de dentro para ver o que cada um havia pedido de Natal. Na primeira ficha leu:

SIEGFRIED SCHTAUFFEN

Querido Papai Noel, esse ano fui um bom menino e por isso fiz uma listinha do que eu quero de Natal. São poucas coisas. Só um boneco figura de ação do Mitsurugi, uma fantasia de Power Ranger vermelho, a edição em quadrinhos da história do Príncipe Rafael, o DVD da sexta temporada das Meninas Superpoderosas, uma armadura de ouro em tamanho real réplica do cavaleiro Camus de Aquário dos Cavaleiros do Zodíaco (meu signo!), um chiclete que mancha a língua de azul, um sabre de luz de lâmina dupla, a Soul Edge do Algol, o Anel do Poder do Frodo, a Pedra Filosofal do Fullmetal Alchemist, as Relíquias da Morte do Harry Potter, as Esferas do Dragão do Goku, o martelo do Thor, as esmeraldas do Sonic, o Death Note do Light, o coelhinho Sansão da Mônica, a Excalibur do rei Arthur, as Silmarils do Melkor, a Palheta do Destino do Tenacious D, e a paz mundial. E para o pequeno Link eu quero um boneco do Legolas, um DVD da Caverna do Dragão, uma Ocarina do Tempo, o último Zelda e um picolé de limão. É isso. Obrigado, Papai Noel!

            - “Só isso”? Ele pediu o mundo inteiro! Deixa eu ver esse outro aqui...

HILDEGARD VON KRONE

É o seguinte, seu Noel. Vou dizer só uma vez e não vou repetir! Eu quero um exemplar do Mein Kampf, e um manual ilustrado do Ditador Feliz. Também quero o seguinte armamento de guerra que anexei em uma lista atrás dessa ficha. Também gostaria de algumas unidades de soro da verdade e um cacetete elétrico. Também quero os seguintes manuais: Como dominar seu subalterno em dez lições; Como decifrar a linguagem corporal; Como saber quando estão mentindo para você; Como intimidar suas vítimas; Como dominar mentes fracas; Como ser um ditador tirano amado por todos e Morse em código para épocas não-bélicas. Também quero um DVD do musical A Noviça Rebelde. Mas esse último item quero que deixe diretamente no meu quarto debaixo da cama, e não sob a árvore como os demais – até porque não desejo que ninguém saiba desse meu pedido. Se não for assim, um certo bom velhinho terá que ser neutralizado e não haverá Natal ano que vem.

            - Jesus! Essa moça é um perigo! Vamos ver esse aqui... “Amy Sorel”: o DVD do Lacrimosa, o álbum Century Child do Nightwish, um pôster da Amy Lee... ah, eu odeio essa quenga! Um Wii com controles coloridos, um Xbox 360 elite e um arcade, um Playstation 3, um PSP, um Nintendo DS, um Atari e mais uma porção de jogos, roupas góticas, maquiagem pesada... o Rafa pediu perfumes franceses, champagnes franceses, peças de grifes francesas, livros de autores franceses, artigos e itens para colecionador... O Leon pediu todo tipo de novidade tecnológica do mercado, o Trevor todos os filmes de western italianos e americanos, George Lucas pediu a coleção de filmes do Spielberg, Jean-Eugène pediu a coleção completa do 007, o Rinaldo Gandolfi pediu os LPs do Elvis e dos Beatles autografados e o Celebration da Madonna... Mas como pedem coisa! Acham que o Papai Noel não só tem uma fábrica de brinquedo como é dono das maiores industrias captalistas do mundo? Ah, o que eu tô dizendo, Papai Noel nem existe...

            - Se ele não existe, então você quem vai ter que comprar esses presentes todos... – comentou Rinaldo, que ouvira a conversa de Mathias com a meia.

            - Nem me fale... Só essa semana eu tive que dar duas palestras em uma universidade nos Estados Unidos, dei depoimentos a um documentário científico suéco, participei de um fórum sobre alquimia na Itália, fui em um debate sobre astronomia no oriente, fui fazer campanha para ajudar os africanos pobres, inclusive encontrei a Angelina Jolie adotando um filho por lá, fui convidado para a inauguração de um planetário, fui homenageado em um museu de história natural e  tive que refazer a lista do supermercado porque a Hilde esqueceu de atualizar as compras!

            - Eu já disse, por que você não descansa? – perguntou Jean-Eugène, juntando-se aos dois.

            - Não! Alguém tem que sustentar esse povo! E eu deixarei para descansar quando estiver velho! E depois... tenho que descobrir por que a torrada sempre cai com a cobertura pra baixo. – disse o jovem e subiu para seu laboratório.

            - Quando estiver velho? Achei que ele não envelhecesse mais... – comentou Rinaldo.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Castlecalibur: Especial de Natal" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.