Castlecalibur: Especial de Natal escrita por TriceSorel


Capítulo 1
Parte 1: bons meninos





                Leon estava jogado no divã com uma caneta pena e um bloco de pergaminho, pensativo. Estava fazendo sua lista de presentes de Natal. Contudo, havia parado no item dezesseis e não conseguia pensar em mais nada. Foi até a sala tecnológica, onde encontrou Rafael digitando compenetrado catando milho com os indicadores, enquanto olhava para a tela do computador.

            - Rafa, me ajuda com a minha lista de Natal?

            - Não vai dar, Leon, tô no meio de um bate-papo com o George Lucas e o Steven Spielberg. Eles querem fazer um filme baseado na história do Príncipe Rafael! – respondeu Rafa.

            - O quê?! George Lucas e Steven Spielberg?!

            - Sim, mas eles querem colocar um extra terrestre na história... e eu tô negociando com eles! Podiam trocar o dragão por um extra terrestre, e a espada do príncipe podia ser um sabre de luz! E também acho que ele podia usar o chicote do Indiana Jones...

            - Oba! Adoro chicotes! Pergunta se eles não querem usar o meu chicote mágico da alquimia no filme!

            - Você tá fazendo a lista dos presentes que quer dar ou que quer receber? – perguntou Hilde, se aproximando de Leon.

            - Dos que quero receber. Mas agora que você falou, preciso fazer a lista do que vou comprar de Natal... – lembrou o rapaz.

            - Esse ano eu fui um bom menino! Por isso o Papai Noel vai me dar muitas coisas de Natal! – comentou Sieg, entrando na conversa.

            - Sieg, Papai Noel não existe. – revelou Rafa, sem tirar os olhos da tela do computador.

            Pausa dramática.

            Leon, Sieg e Hilde olharam de forma desiludida e lacrimosa para o literário francês.

            - Enganei vocês! Hahaha! – disse Rafa, para descontrair. Todos ficaram aliviados.

            - Ainda bem... a Amy já tinha me falado uma vez que ele não existia, mas eu achei que era despeito dela porque ela nunca foi uma boa menina! – desabafou Sieg. – Ao contrário de mim, que sempre fui um bom menino...

            - Papai Noel pode até existir, mas você ser um bom menino, Siegfried? Não sei em que encarnação! – lembrou Hilde. – Se Papai Noel só presenteia quem se comporta, você vai ficar devendo presentes pra ele!
            - Ora, sua abusada, pelo menos não fico mandando em todo mundo por aí! – descontou Siegfried.

            - Mas pelo menos ela mantém a casa em ordem... – acrescentou Leon.

            - Obrigada, Leon. – agradeceu a moça.

            - Não que isso signifique muita coisa, porque ela é violenta e também não foi boa menina. – completou Leon.

            - Ora, seu insolente! Eu não sou violenta!! – e ela deu uns bons tapas no romeno rapaz.

            - Parem com as brigas, George Lucas tá vendo vocês pela webcam! – disse Rafael.

            Os três briguentos pararam para acenar para o fabuloso diretor e saíram de fininho da frente da câmera.

            - Bom, eu tenho mais o que fazer... tenho um castelo pra por ordem! – disse a alemoa, saindo de cena.

            - E eu, tenho um elfo pra alimentar... – lembrou Siegfried.

            - E eu, tenho que terminar minha lista de pedidos pro Papai Noel. – e Leon pôs-se a escrever.

            - E eu, tenho um contrato pra assinar. Será que eles conseguem uma pontinha pra Amy fazer no filme? – e Rafa seguiu sua conferência com Steven Spielberg e George Lucas.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Castlecalibur: Especial de Natal" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.