Mais Duas Surpresas ? escrita por Natalia


Capítulo 17
So... we're back ?


Notas iniciais do capítulo

Então, eu mudei o nome do capítulo, que ia ser Melinda porque não falo tanto sobre ela nesse. Espero que gostem.



Este capítulo também está disponível no +Fiction: plusfiction.com/book/130351/chapter/17

GS: Você vai pensar que minha vida pessoal gira em torno dos casos... Não passa da verdade. – Ele sorriu. – De novo: eu conheci a Mel em um assalto ao banco que ela trabalhava há quase dois anos. O caso era o seguinte: Uma gangue de ladrões profissionais entrou no cofre do banco à noite para roubar toda e qualquer coisa que estivesse lá dentro. Nós fomos chamados para investigar, mas um deles acabou voltando...

FLASHBACK

Greg e Nick dirigiam para o principal Banco de Las Vegas. Quase não conseguem entrar, devido ao rio de repórteres e operadores de câmera que os separava do banco, todos querendo uma boa matéria que garantisse uma promoção.

GS: Eu não sabia que esse caso era tão importante assim.

NS: Se tratando de dinheiro, tudo em Vegas é importante. – Eles foram passando entre os repórteres e mostraram suas credencias na porta do banco.

JB: Finalmente vocês dois chegaram ! Reuni todos os funcionários, mas ainda não consegui falar com todos.

GS: É, nós meio que ficamos atolados lá na frente... – Eles se dirigiram para o meio do salão, onde algumas pessoas esperavam sua vez de serem interrogadas. Greg foi em direção a uma das mulheres que lá estavam. – Boa tarde, sou... – Ele interrompe sua frase. Um tiro foi ouvido, mas ninguém sabe de onde veio. Outro. E mais outro, até que o som de correntes partindo chama a atenção de Greg. Ele olha para cima e percebe que o lustre principal do salão está prestes a cair. Quando finalmente se dá conta do que está acontecendo, empurra a mulher à sua frente e os dois caem no chão. Logo depois, escutam o barulho das lâmpadas do lustre se quebrando ao se chocarem contra o chão. Mas eles não fazem nada, estão concentrados demais nos olhos uns dos outros. Até que alguém chama a atenção deles. Ele se levanta e se desculpa. Ela sorri.

MT: Você dizia... – Ela colocou uma mexa que se desprendera do rabo de cavalo atrás da orelha.

GS: Sou Greg Sanders. Vou lhe fazer algumas perguntas... Seu nome ?

MT: Melinda Tripp.

FIM DO FLASHBACK

MT: Sabe, Brian... Eu não acredito em coincidências... Então não é possível que o seu pai e eu, a melhor amiga da mãe da sua namorada, tenhamos nos encontrado apenas por acaso.

BS: Mas, pelo que eu sei, a Maddy não quer mais nada.

MT: Você sabe que ela quer, Brian. Quer dizer, não, você não sabe. Você sabia... antes do acidente. – Ela fez uma careta, odiava se sentir confusa. Greg riu.

NA CASA DOS GRISSOM...

Maddy aproveitou que Carol estava com Nate para arrumar o quarto das duas. Era algo que gostava de fazer, principalmente se estava cansada de tudo e queria se afastar um pouco dos problemas.

Abriu a gaveta e viu algo que fez várias lembranças invadirem sua mente. Ela sabia que queria pensar nele, mas mesmo assim não queria. Queria para lembrar tudo, reviver aqueles momentos. Não queria porque ficou confusa depois do acidente. Mas ela não pôde evitar que o momento mais especial, na opinião dela, entre eles viesse à tona.

FLASHBACK

Brian chegou por trás dela e, antes que ela pudesse percebê-lo ali, puxou um dos fones de ouvido fazendo-a virar-se surpresa. Seus rostos estavam a apenas alguns centímetros e ele podia sentí-la arfar com a proximidade exagerada. Ele se aproximava, mas ela se afastava andando pra trás, até que ele a encostou na parede e ela não tinha mais escapatória. Ele levantou uma da mãos e acariciou o rosto de Maddy com ela, fazendo-a fechar os olhos com o toque. Ela abriu os olhos e não conseguia tirar os olhos azuis dos olhos castanhos dele.

BS: Não se pode combater fogo com fogo, Maddy. – Ele sussurrou.

Ele foi se aproximando cada vez mais. O beijo começou tímido, os dois ainda estavam se conhecendo. Porém, com algum tempo, ele o aprofundou, encostando o máximo possível seu corpo no dela. Ela passara os braços por seu pescoço e parecia estar aproveitando bem o momento, assim como ele. De repente ela parou. Se soltou dele e lhe deu um tapa bem forte no rosto.

MS: O que você pensa que está fazendo, Sanders ? –  Ele a olhou assustado. – Fora do meu quarto. Agora !

FIM DO FLASHBACK

Maddy se pegou sorrindo feito boba, enquanto observava as coisas que a faziam se lembrar de Brian. Ela lembrou das palavras de Carol, que ela sabia o que tinha que fazer, mas não queria porque isso demonstraria fraqueza. Ela não podia estar mais certa.

NO DIA SEGUINTE...

CS: Quando vai contar para ela ? – Brian a encarou.

BS: O que ? Que nada realmente me aconteceu, mas que a enfermeira é romântica o suficiente para me deixar encenar algo e voltar com a Maddy e que você é a única que saber porque é ridiculamente mais esperta do que eu pensava ?

CS: E porque a Maddy estava cega de preocupação, sim.

BS: Ainda hoje... Não posso ficar mais aqui. Ninguém pode saber. E você vai me ajudar.

NO LABORATÓRIO...

Sara andava em direção à garagem do Laboratório, o carro da vítima do novo caso acabara de chegar, quando recebeu uma mensagem.

De Carol, 16/05 às 19:00:

Brian voltou !

Sara paralisou. “Brian voltou !” ? Isso só pode querer dizer que ele recuperou a memória. Ela sabia o que acontecia: se você fala muito com alguém que perdeu a memória sobre a vida que levava antes, ela acaba lembrando. Ela deu meia volta e conseguiu alcançar Greg quando ele saía do Laboratório de Toxicologia.

SS: Greg ! Greg... – Ela mostrou o celular para o melhor amigo e ele encarou.

GS: Isso é sério ?

SS: Você acha que eu ia brincar com algo assim, Greg ?!

DUAS HORAS DEPOIS NA CASA DOS SANDERS...

BS: Eu acho que eu ainda sei abrir a porta. – Greg fazia questão de fazer tudo para que o filho não se cansasse demais.

MT: Greg, eu acho que ele está certo... – Melinda tinha saído do trabalho para ver se Greg precisava de alguma ajuda com Brian.

GS: Pode ficar bem sozinho ?

BS: Pai... – Ele pensou em várias coisas para dizer, mas só o que saiu foi: – Pode ir.

GS: Me ligue se precisar. – Ele olhou para trás e saiu. Melinda e Brian olharam para a porta aberta, se entreolharam a caíram na gargalhada. Ver o Greg sério sempre foi muito estranho para eles.

MT: Brian... – Ela ficou séria, de repente. Ele estreitou os olhos para ela. – Eu queria contar pra você antes de contar para o seu pai... Em alguns meses – ela não olhava para ele – essa casa vai ganhar pelo menos mais um morador.

BS: Está grávida ? Mel, você está grávida ? – Melinda soltou uma risada e Brian a puxou para um abraço.

MT: Que bom que ficou feliz. Mas agora eu tenho que ir... larguei uma garota nova no meu lugar. – Ela piscou para ele e saiu. – Ah, oi, Maddy ! – Brian olhou para a porta.

MS: Está de volta ? – Ela fechou a porta. Ele sentou no sofá e ela fez o mesmo.

BS: Alguma vez eu já fui ?

Se aquilo fosse um desenho animado, uma lâmpada se acenderia sobre a cabeça de Maddy.

MS: Você... Você nunca teve... Brian ! Você sabe o que eu passei ? O que eu sofri por causa...

BS: É... – Ele a beijou. Ela tentou lutar no começo, mas desistiu. Ele se aproximou mais e a deitou sobre o braço do sofá. Ela entrelaçara os dedos no cabelo dele e se entregou ao momento.

MT: Meninos... – Maddy empurrou Brian e olhou ao redor, constrangida. – Sorte que eu não sou o seu pai – ela apontou para Maddy.

MS: É... Você já não tinha ido ? – Melinda riu.

MT: Voltei para pegar meu crachá do banco. Sem ele eu não entro. – Ela procurou em cima da mesa da sala e achou. – Comportem-se.

BS: Então... Estamos de volta ? – Maddy sorriu.

MS: Estamos de volta. – Brian a beijou de novo, sabia que tudo ficaria certo no final.


Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no Nyah e em seu sucessor, o +Fiction, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!


Notas finais do capítulo

Espero que tenham gostado ! Beiijinhos s2s2