O Pedido escrita por Laarc


Capítulo 2
A história dele




Verde. Como ele odiava essa cor. E o pior, sempre que se olhava no espelho, lá estava ela, debochando dele. A única prova que o rapaz tinha de que não havia nascido assim era uma antiga fotografia, quase amarelando, de um bonito casal e um garotinho, que não aparentava ter mais de cinco anos de idade. Pele cor de pêssego, rebeldes cabelos loiros e um par de lindos olhos azuis. O que ele não daria para ser assim novamente. Mas se fosse assim, este não seria Garfield Logan, porque a vida de Garfield Logan nunca foi do jeito que ele quis.

Sua infância foi assombrada por uma doença mortal, Sakutia, contraída nos confins do continente africano. Graças a seus pais, ambos geneticistas, foi desenvolvido um soro capaz de impedir que a terrível doença lhe tirasse a vida. Mas tudo tem o seu preço, e o pequeno Garfield pagou o seu. Caro. O soro salvou a sua vida, mas como consequência, a mudou para sempre. Sua pele adquiriu um tom esverdeado, assim como seus cabelos e seus olhos. Suas orelhas se tornaram pontiagudas e seus caninos, mais proeminentes. Seus pais sabiam que ele não era mais humano, mas isso não importava. Garfield estava vivo, e eles não poderiam pedir por mais nada.

Como se sua mutação não fosse o bastante, o jovenzinho descobriu, mais tarde, que havia se tornado um metamorfo, podendo adquirir forma de vários animais. E assim viveu sua vida na África, até que uma forte correnteza tirasse a vida de seus pais, trazendo-lhe a tristeza da perda de seus entes queridos.

A vida para o órfão foi um grande borrão depois disso. Pessoas de má índole se aproveitaram da lamentável situação em que encontrava o garotinho e o usaram para cometer pequenos crimes.

Mais tarde, Garfield foi descoberto pela Patrulha do Destino, um grupo de super-heróis. Tornou-se Mutano, o mais novo e o mais jovem membro da equipe. Entretanto, devido a diversos desentendimentos com o líder, Mento, Mutano se viu forçado a largar o grupo.

Vagando sem rumo, o mutante encontrou o seu verdadeiro propósito na cidade de Jump. Ele mais quatro nada normais cidadãos fundaram os Jovens Titãs, sob a liderança de Robin, ex-parceiro do famoso príncipe de Gothan, o Batman. E o que começou como uma simples equipe de super-heróis se tornou uma verdadeira família.

Mutano era o caçula do grupo. Apesar de sua triste história de vida, o rapazinho tinha sempre um arsenal de piadas a oferecer, um sorriso que não deixava o seu rosto jamais e um otimismo invejável. E foi graças a essa máscara de felicidade que Garfield vivia seus dias, nunca relembrando o seu passado.

Mutano estava realmente feliz. Ele tinha uma casa, fama, amigos, videogames e tofu, muito tofu. E quando ele achava que nada poderia ficar melhor, ela chegou. E deixou o titã completamente sem fôlego.

Terra. Seu primeiro amor.

Sua primeira decepção. Seu primeiro coração partido. Partido não, estraçalhado.

A dor da traição e da perda de Terra foi diminuindo aos poucos, mas nunca foi embora. Assim como o amor que o jovem sentia pela linda donzela de olhos azuis e cabelos dourados. Isso mesmo, ele ainda a amava. Apesar dela ter quase lhe tirado a vida, ele estava mais do que disposto a oferecer seu perdão e o seu carinho à perdida garota. Mas ela foi transformada em pedra. E como pedra permaneceu. Por bastante tempo, mas não eternamente.

Seus amigos não acreditaram quando o metamorfo lhes disse, mas ele realmente a viu um dia. Mas ela o negou. Disse que não sabia quem ele era.

"As coisas mudam, Mutano!"

E o seu coração remendado quebrou. Mais uma vez.

Quando completou dezesseis anos, o time viajou ao Japão. E depois dessa viagem, sua vida nunca mais foi a mesma.

Cansado de ser diariamente ofendido e maltratado por sua colega de equipe, Ravena, o jovem verde encontrou consolo nas carinhosas japonesas. E assim, ele pode finalmente comprovar o fato de que as garotas realmente curtem orelhas pontudas!

Logo que voltou aos EUA, Mutano começou a passar por mudanças radicais. Mas dessa vez não era uma grotesca mutação como ocorreu em sua infância. Essas mudanças tinham um nome: puberdade.

Chegou um pouco tarde para o verdinho, mas a espera valeu a pena. Ele já não era o mais baixinho do grupo, uma vez que sua altura se equiparava à do seu líder. Seu corpo se tornou mais musculoso e definido, e suas feições, muito atraentes.

Junto com suas mudanças veio o sucesso com o sexo oposto, e Garfield Logan mudou drasticamente sua opinião sobre a cor de sua pele. Afinal, um rapaz exótico como ele se tornou objeto de desejo de metade da população da cidade de Jump, sendo que a outra metade desejava ser ele.

Foi precisamente com uma garota de cabelos loiros e compridos, chamada Valkyria, que o herói teve sua primeira vez. Ela podia sentir a distância o nervosismos do rapaz, mas isso não a incomodou. Afinal, ele era o famoso titã Mutano, só isso já era suficiente para excitar a fã desgovernada. Graças a ela, o rapaz descobriu o sexo, e mais importante, descobriu que era muito, mas muito bom naquilo. Palavras da própria loira.

"Você tem certeza... mas certeza mesmo que essa foi sua primeira vez?" Perguntava a menina, que mal conseguia se mover na cama, dominada pelo cansaço.

"Tenho, Val, já não te falei. Nem sei se o que eu fiz estava certo..." O verdinho juntou toda a coragem que existia dentro dele para poder encarar a loira, temendo a sua resposta. Mas certamente, ele não estava preparado para o que iria escutar.

"O quê? Certo? Meu Deus, acho que vou ficar uns três dias sem conseguir sair dessa cama. E quando eu sair, Garfield, vai ser só pra te buscar lá naquela torre titã."

E a vida de Garfield Logan finalmente estava do jeito como ele sempre quis. Não era mais Mutano, e sim Rapaz-fera. Era famoso e idolatrado, até mesmo entre o grupo dos Titãs, que agora já possuía mais de 30 heróis e heroínas espalhados pelo mundo. Tamanho era o seu sucesso que recebeu (e aceitou) uma proposta para ser garoto-propaganda de uma rede de fast-food vegetariana. E ele estava finalmente feliz, com dinheiro, amigos leais, fama e muitas, muitas mulheres a sua disposição. E ele tinha só dezenove anos. Que maravilha!

Mas, a vida de Garfield Logan nunca foi e nunca seria do jeito que ele quis.

Porque para ele certamente a tempestade viria DEPOIS da calmaria.

Ele não percebeu que uma certa colega de equipe, uma tímida e reservada empata estava a traçar um plano incomum no qual ele teria um importantíssimo papel a desempenhar.

Ele não sabia que a resposta que iria oferecer a jovem maga mudaria ambas as vidas para sempre.

Ele não sabia (e muito menos sabia ela) que a vida da garota dependeria do "sim" ou "não" que ele iria dar.

E ele não sabia que tudo isso iria acontecer em alguns instantes, na cozinha da torre Titã.

Foi quando, distraído, bebendo um "saboroso" leite de soja, ouviu uma conhecida voz.

"Olá Garfield! Podemos conversar?"