Palacio escrita por liane


Capítulo 11
Capítulo 11




A família real estava em reunião o aparecimento de Orochima era uma surpresa, mas apesar de sua negligencia com suas raízes, a grande rainha estava defendendo-a devido a seu passado delicado.
Enquanto os mais velhos conversavam Sakura que já estava arrumada e de bom humor, afinal na noite anterior pela 1ª vez Sasuke se comportou como um príncipe de verdade.
Ela foi ate o quarto dele, ao avista-lo lendo um livro ela se aproximou e disse:
-Temos que ir oferecer os cumprimentos da manhã, você esta pronto? –Perguntou ela com um sorriso de orelha a orelha.
Ele continuava a ler o livro. E ela aproveita para falar sobre ontem.
-Sobre ontem, fiquei muito comovida! Me senti como a Cinderela quando perdeu o sapatinho e o você colocou em meu pé no meio de um monte de gente! Me senti uma idiota quando meu sapato caiu. E você foi tão...
“Como ela fala! E é tão irritante!”
-O conto de fadas acabou. Pare de sonhar agora. –Disse Sasuke interrompendo-a. Sakura parou com o sorriso na mesma hora e Sasuke continuou.
-Alem disso, quando for colocar um vestido de noite no futuro. É melhor parar de usar esses vestidos apertados. (será que eu percebi um ciúme?)
-Por que? –Quis saber Sakura.
-Nada demais, só que sua perna é tão grossa que você pode chutar uma vaca ate a morte. –Diz Sasuke fazendo Sakura ficar furiosa. Alguém bate a porta e entra era o oficial dizendo:
-Você esta pronto, príncipe? É hora dos cumprimentos.
Sasuke deixa o livro na mesa e sai deixando uma Sakura furiosa.
Após os cumprimentos da manhã foram à escola.

Ao chegar na sala Sakura se depara com Sai e como sempre o cumprimenta:
-Ohayo, Sai-kun! –Mas dessa vez Sai estava com o semblante triste e desapontado, nada respondeu a ela, alias parecia que ela nem tinha falado com ele. Mas ela insistiu perguntando:
-Chegou bem em casa ontem?
Mas ele passa direto por ela sem dar uma resposta. Sakura ia saber o por que dessa atitude, mas uma garota chega e diz:
-Sakura a professora esta te chamando.
No caminho a sala dos professores Sakura pensa no por que da chama da professora, mas só consegue pensar em numa explicação a nota baixa que deve ter tirado na matéria dela.
Quando Sakura chega e senta vai logo se explicando.
-Eu tinha esquecido completamente que tínhamos prova, por isso não pude me preparar.
-Do que esta falando? Assine aqui! –Disse a professora estendendo um papel. Vendo que Sakura não entendeu disse: -Minha sobrinha quer um autografo da princesa herdeira.
Sakura se sentiu aliviada “-então era só isso! Ufa”

O dia passou logo e Sakura e Sasuke voltaram ao palacio chegando lá Sakura disse a Sasuke estava novamente lendo e com o fone de ouvido:
-Você sabia que fica mais bonito sorrindo? Quando te vi pela 1ª vez me perguntei por que não sorria, mas depois percebi que você gosta de sorrir então sorria mais você fica melhor sorrindo. Anda sorria... –Dizia Sakura tentando fazer gracinhas como caretas, coisas engraçadas para Sasuke ri, mas ele continuava serio e concentrado em sua leitura sem dar a mínima para ela que disse:
-Frio como o gelo... infeliz...  Espero que não tenha esquecido o que disse da outra vez.
-O que? –Pergunta Sasuke falando com ela.
-Como assim o que você disse que deixaria eu ir para casa.
-Você terminou os ensinamentos de piedade filial? –Indagou Sasuke
-Não.
-Então será meio difícil, apenas pense nisso se você fosse a rainha daria um dia a nora para passar com os pais sendo que ela nem consegue terminar seus ensinamentos?
-Sim. –Sasuke se espantou com a resposta dela e irritado disse:
-Se você tem tempo para fazer gracinhas, por que não aprende mais uma palavra? Não mencione sobre ir pra casa antes de terminar suas lições.
Sakura estava uma arara e olhando para o travesseiro imaginando ser Sasuke perguntou a ele:
-Como pode existir um príncipe tão malvado? Vou te mostrar!
Ela acertou um murro, depois outro e outro, em seguida chuto o travesseiro com força, fazendo cair no chão e em seguida sapateando nele.
Sasuke escutando os barulhos estranhos espiou o quarto dela, olhando-a distraída resolveu tirar algumas fotos. Após terminar sua maravilhosa e relaxante sessão de espancamento do travesseiro Sakura foi banhar e trocar de roupa.
Ao sair do quarto suas criadas já estavam a espera e disseram:
-Alteza esta atrasada, o príncipe já foi oferecer seus cumprimentos.
Quando foi a sala da grande rainha doi anunciada formalmente e entrou.
Estavam todos reunidos (rainha, rei, grande rainha e sasuke)
-O vestido de hoje é muito bonito, princesa -Disse a grande mãe. Realmente era lindo ela usava um vestido rosa claro combinando com seus cabelos e um chale preto para quebrar com a cor uniforme.
-O principe já é um homem crescido. -Disse o rei. Despertando a curiosidade da grande mãe para esta dizendo tal coisa. -Ele veio hoje cedo pela manhã pedir permissão para passar uns dias na casa de Sakura. Eu penso que é uma boa idéia o príncipe passar alguns dias em um ambiente diferente.
Sakura ao ouvir isso ficou radiante, então o Sasuke não era tão malvado assim.
Quando sairam da sala dos maiores e ficaram a sós Sakura disse a Sasuke:
-Vamos sair juntos!
Sai olhou essa cena, mas Sakura não o viu, aquilo incomodava Sai por alguma razão.
Sakura continuava falando com Sasuke:
-Obrigada. Fiquei zangada por sair sem mim...
-Quantos quartos você tem em casa? Preciso de um quarto só para mim,será que devo simplismente dizer que não posso?
-Isso não é certo! Você não pode fazer isso!

Logo Sakura e Sasuke estavam rumo a casa de Sakura.
Parecia para ela que fazia sec que não voltava para casa, quando chegou perto ela disse:
-Você vê aquela faxineira? Vecê tem que dobrar ali. -Disse ela como uma criança que volta de viagem.
-Sim, eu sei, açteza.
Ela olhava todos os lados e quando olhou para Sasuke ele estava rindo.
Quando chegaram a casa de Sakura os pais delas vieram atender a porta muito felizes, estavam eletricos e logo Sasuke percebeu a quem ela puxou desse jeito.
Quando chegaram dentro da casa Sasuke pode ver o quando era simples e humilde. (na visão dele)
Os pais de Sakura estavam apreensivos com Sasuke afinal ele era o principe e eles não sabiam como trata-lo.
Na hora da refeição Sasuke só comia arroz então Sakura tirou o arroz de perto dele e botou os outros pratos, sua mãe disse a Sasuke:
-Você não deve comer só arroz, mas também os outros pratos.
-Sim.
-Cozinhei o melhor que pude. Mas parece que os outros pratos não são do seu agrado. Dizem que 12 pratos é só metade do jantar no palacio, por isso fiz 13.
SAsuke riu e disse:
-Os pratos no palacio são bem simples atualmente. -Disse Sasuke tentando acalmar mais os sogros.
-Como são simples se há tanta variedade! Tem muitos pratos. -Disse Sakura. -Sasuke-kun tem que examinar a comida, uma por uma, todas as manhãs. E tambem não pode comer bolinho de arroz vermelho.
-Por quê? -Perguntaram os pais delas, sabiam que bolinho de arroz com pimenta era o preferido de Sakura.
-A familia real não tem permissão, nem permissão para correr e nem permissão para andar descalços. Caramba tem tantas coisas que não podemos fazer. -Diz Sakura pensando sobre isso.
-Mas qual o sentido de não poderem comer bolinho de arroz apimentado? -Quis saber a mãe de Sakura.
-Num sei acho que não dá uma boa impressão.
-Isso não faz sentido. -Gritou o pai e mãe de Sakura ao mesmo tempo. Despertando a atenção de Sasuke que comia tranqüilamente.
Apos o jantar estava na hora de dormir então o pai de Sakura conversou com o príncipe dizendo:
-Durante sua estadia aqui você deverá usar o quarto principal, sei que não é grande coisa, mas é o melhor que podemos oferecer.
Mas não era isso que Sasuke tinha em mente. Ele queria conhecer mais Sakura e disse:
-Por que estão tão nervosos? Seria melhor se fossem mais casuais comigo. Não vim para receber tratamento especial. Só quero ver como uma familia comum vive a vida.Por isso não deixei que os guarda-costas e nem o encarregado da comida me seguirem. Por isso me tratem confortavelmente.
-Sim. -Disse o pai e a mãe de Sakura.
Sasuke olhou para Sakura e disse:
-Mas o que vamos fazer se só temos dois quartos? -Sasuke pega a mãe de Sakura forte e diz:
-Então vamos dividir o mesmo quarto. -Sakura ao ouvir isso tentava soltar a mão de Sasuke, mas ele não permitia. Os pais de Sakura estavam muito surpresos com essa proposta e demoraram a responder, Sasuke vendo isso perguntou:
-Por que? Vocês tem medo que algo possa acontecer?
-Não é isso. -Dizem os dois ao mesmo tempo.
O pai de Sakura sai de fininho e a Mãe o segue. Chegando no quarto ela pergunta:
-Como pode sair de fininho?
-Ele é realmente alguém difícil de se dar.
-Mas essa é sua 1ª noite aqui, não podemos deixa-lo ir assim.
Como seus pais demoravam conversando Sakura foi mostrar seu quarto a Sasuke que olhava tudo curioso. O quarto de Sakura era 1/6 do atual quarto dela.
-Então você dormia, comia e estudava aqui?
-Por isso disse para dormir no quarto dos meus pais. Você ainda pode ir, vai logo.
Sasuke passa por ela e vai em direção da cama que não fica nem a 5 passos e diz:
-Mas temos um grande problema.
-O que?
Ele olha para as paredes, quando Sakura repete esse ato ele a abraça e diz em seu ouvido:
-Você e eu somos 2pessoas, mas sua cama é de solteiro.
Não preciso nem dizer o quanto o ato de Sasuke foi suspeito.
-Você esta maluco? Durmo nessa cama a 19 anos. Você dorme no chão.
Ele ri e tira a camisa quente ficando só com uma leve e colada que ficava por baixo. Sakura o olha e desvia o olhar.
"Mas o que ele pensa que ta fazendo?"
-Há 19 anos durmo numa cama do tamanho do seu quarto.
-Por que vocÊ esta tirando suas roupas?
Sasuke a olha e ela com medo da resposta deita na cama dizendo:
-Não ligo mais! Você pode pegar os travesseiros e dormir no chão ou o que quiser.
-Mesmo? então podemos dormir juntos. -Diz Sasuke deitando, Sakura na mesma hora levanta e diz:
-Serio?! -Sasuke de deita de costas. -Então você veio pra minha casa tornar minha vida miserável?
-Sim. -Ele diz. Sakura respira fundo e pergunta:
-É legal brincar comigo?
-Sim. Você é como um brinquedo incrivel que apimenta minha vida monótona.
Sasuke de ageita para dormir.
"Você disse um brinquedo?"
Sakura estava uma fera e disse:
-Ok, faça o que quiser! -Sakura deita na cama. -Mas te aviso logo, não sou do tipo que dorme quieta.
Então ela começa a se mexer tentando em vão derruba-lo.

Em outro lugar da cidade estava Karin e Shino escutando que o principe passaria a noite na casa da princesa.
-Você está bem? -Pergunta Shino.
-Sim, estou bem. -Diz Karin pouco convincente. -Não eu não estou nada bem.
Ela precisava desabafar
-No inicio pensei que ficaria bem. Mas com o passar do tempo meu coração parece um inferno.
Shino sabia exatamente como era.
-Vou no centro Yoga.
O centro Yoga era Orochima que dava as aulas.


Enquanto isso Sakura estava tendo problemas para dormir.
"Não consigo dormir. E muito ruim dormir olhando para a parede. É tão desconfortavel dormir reprimida e apertada." Ela se vira. "E desse lado tem as costas do Sasuke. Ah, mas é estranho" PEnsava ela colhando para as costas de Sasuke, na verdade ela não estava odiando a isso ao contrário ele a atraia. "Como eu posso não odiar a isso? Essa cama esta pequena e um cara grande e alto esta aqui tambem.E eu olhando as costas dele nessa situação." Sakura se aproxima e se encosta nas costas dele quando se da conta do que esta fazendo se senta na cama e pensa:
"O que deu em mim? Então eu sou esse tipo de pessoa. Debaixo da luz do luar suas costas. Será que eu devo simplismente agarra-lo como um ursinho? Será que devo dormir no chão? Não se não eu serei a perdedora."
Ela então se decidi, agarra ele e consegue finalmente dormir.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Palacio" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.