Haruno Sakura, do Clã Haruno escrita por EstherBSS


Capítulo 10
Capítulo 10 - Faíscas


Notas iniciais do capítulo

Tô me sentindo boazinha e como recebi reviews que me deixaram feliz além do que, a Leanden Nila (ID #45270) recomendou essa fic e fez de mim uma autora feliz... estou postando o segundo capitulo da semana.

Tentei colocar uma imagem do Kurogane com cara de convencido para vocês terem idéia de como ele é.

Só avisando que aquele negócio do quimono no último capítulo é invenção. Eu que inventei para encaixar na história.



Capítulo 10 – Faíscas

Sakura instintivamente deu um passo para trás e se aproximou de Ino. Ela percebeu que Lee ia recomeçar a falar quando Sasuke falou numa voz que parecia... zangada?

            - Será que a gente pode parar com o papo e começar a comer de uma vez?

Chouji foi o primeiro mas não o ultimo a concordar.

            - Então, Sakura, por que você foi embora antes do torneio acabar? – Ino perguntou depois que eles começaram a comer.

            - Eu tive que sair na hora que Tsukoi ojiisama saiu. Todos os Harunos saíram na hora em que ele saiu. Aliás, quem ganhou a última luta? – Sakura perguntou curiosa.

            - Ninguém. – Shikamaru respondeu.

            - Como assim ninguém? Deu empate? – Sakura insistiu.

Um olhou para o outro como que procurando quem seria aquele que iria contar.

            - O que? – Sakura perguntou estranhando o embaraço dos outros.

            - Os dois desistiram. – Sai falou.

            - Desistiram? Fácil desse jeito? – a rosada perguntou confusa afinal nenhum Haruno sequer cogitava desistência.

            - Bem, eles falaram que... – Tenten começou hesitante.

            - Eles desistiram porque não queriam enfrentar ninguém do seu clã. – Sai falou indiferente à reação que provocara.

Sakura ficou sem graça e por alguns minutos, um clima estranho se abateu sobre a mesa. Até que Gai sensei falou:

            - Eles não tinham energia suficiente para combater o fogo da juventude dos Harunos.

Aquilo arrancou sorrisos de todos e logo eles retomaram a conversa. Sakura perguntava sobre a vila cotidiana na vila e os outros perguntavam sobre a vida dentro do clã. Eles se divertiam muito até que Sasuke perguntou:

            - Hoje na arena, eu estava reparando... – ele começou a falar e Sakura não pôde deixar de pensar que ele esteve reparando nela - ...por que os Harunos tem um circulo perfeito desenhado nas costas mas em alguns, o circulo é cortado por um traço vertical?


Sakura tentou esconder a decepção. Porém aquela pergunta trazia lembranças dolorosas e ela não conseguiu esconder tudo isso.

            - Sakura chan? – Naruto perguntou preocupado.

            - É que... – ela fechou os olhos por um instante e depois disse, abrindo os novamente – Só se recebe aquela marca quando se mata um kakuseisha. Porque eles são muito difíceis de matar.

            - Kakuseisha? – Kakashi perguntou.

            - Hai. Como eu já havia explicado antes para vocês, um ninja pode perder o equilíbrio entre o Nen e o chakra e então se torna um youma. Esse é um tipo especial de youma chamado Kakuseisha que significa “ser despertado”. Eles são muito poderosos.

Ficava claro o desconforto da Haruno em falar daquele assunto. Ino se desculpou por tocarem em um assunto desagradável. Sakura começou dizendo que eles não precisavam se preocupar quando ela sentiu duas mãos pesadas e quentes em seus ombros.

            - Acontece que ninguém gosta de falar sobre ter que matar um parente.

            - Kurogane san!!! Nyaahhhhh – Ino tentava se controlar na cadeira. Mas ela tinha os olhinhos brilhando e estava corada.

            - O que você está fazendo aqui, Kurorin? – Sakura perguntou desconfiando do real motivo.

            - Tsukoi sama disse que seria bom se os Harunos começassem a confraternizar com o resto da vila. – Ele disse enquanto se sentava entre a Sakura e a Ino. A Yamanaka quase teve um ataque do coração – Imaginei que poderia vir aqui para comer com vocês. Espero que não tenha problema.

            - É claro que não tem. – Ino respondeu assim que Kurogane terminou de falar – Você aceita um pãozinho de aperitivo?

A loira praticamente enfiou um pratinho de pães na cara do Haruno que pegou um com um olhar estranho para a Yamanaka. “Aposto que ele está achando ela meio maluca.” Sakura pensou e deu um leve sorriso.

            - Mas que maravilha! – Gai exclamou – Agora teremos oportunidade de jantar com dois Harunos!

            - É uma honra para mim também estar aqui. – Kurogane inclinou a cabeça em sinal de respeito.

            - Não precisa ser tão formal aqui, Kurorin. – Sakura falou antes de comer um pedaço de carne.

            - Isso mesmo. Nós estamos entre amigos, dattebayo. – Naruto falou sorridente – Posso te chamar de Kurorin?

            - Não.

Sakura deu uma cotovelada nele que olhou para ela como se perguntando “O que foi que eu fiz?”. Sakura disse ao Naruto:

            - Kurorin não gosta que a gente o chameele por esse apelido. Eu chamo assim porque gosto de irritá-lo. Mas você pode chamá-lo de Kurogane kun se quiser.

Kurogane deu uma olhada zangada para a rosada que preferiu ignorar.

@}---- @}---- @}---- @}---- @}---- @}---- @}---- @}---- @}---- @}---- @}---- @}---- @}----

Tsukoi estava em sua biblioteca resolvendo os problemas do clã quando alguém pediu para vê-lo. Era Akina. Ele também gostava da neta, é claro, mas Akina tinha um temperamento muito difícil. E ele podia ver a ambição desmedida e todos os outros defeitos de caráter que a ninja possuía. Aliás, ele já imaginava o que ela queria conversar.

            - Você queria me ver, menina?

            - Hai. Tsukoi sama. – Ela falava enquanto fazia uma reverencia e permaneceu inclinada perante ele sem o olhar nos olhos como era devido – Tenho um assunto muito sério para tratar.

            - Assunto... sério... – Tsukoi falou calmamente como se avaliasse cada palavra individualmente.

            - Hai. Eu gostaria de saber qual é a minha atual posição no ranking.

            - Então é isso. – Tsukoi suspirou – Você sabe por que foi estabelecido o sistema de rank dentro do clã?

            - Para selecionar quais os melhores ninjas para a missão de modo a aumentar as probabilidades de sucesso. Também para honrar as famílias e incentivar uma competição amistosa entre os ninjas do clã. – Ela respondeu em uma voz monótona como se estivesse recitando algo no colégio.

            - Hum. – Tsukoi se levantou e caminhou pela biblioteca. Akina continuava na mesma posição de reverencia – Muito bem, você sabe as razões. Mas você entende as razões?

            - É claro que entendo, Tsukoi sama. – ela respondeu aborrecida.

            - Então me explique por que você se incomoda tanto em ser a primeira ou a segunda. Porque as três primeiras kunoichis recebem o mesmo tipo de missão. Por que você se importa tanto se é a primeira ou a segunda?

            - Eu sou a primeira desde que me entendo por gente, Tsukoi ojiisama. – Ela hesitou um pouco antes de dizer – Só a primeira pode casar com ele.

            - Então esse é o problema. – Tsukoi suspirou exasperado – Ah, essas mulheres... Você sabe muito bem que se Kurogane quiser casar com você eu lhes casarei mesmo se você não for a primeira.

            - Mas eu gosto de ser reconhecida como a primeira do clã! Ela não pode passar na minha frente depois de anos de trabalho duro só porque ela foi bem em uma missão comum! – Akina já não conseguia mais se controlar e a última frase foi dita em gritos.

            - O rank interno não foi estabelecido para satisfazer interesses pessoais de fama e popularidade! – Tsukoi também elevou a voz – Sakura vem realizando missões a muito tempo apenas comigo e seu primo Aidan. Eu e ele somos os únicos que podemos dizer se ela merece ou não ser considerada a primeira do clã! Fui claro?

            - Sim senhor. – Akina respondeu a contra gosto antes de se levantar e sair da presença do ancião.

@}---- @}---- @}---- @}---- @}---- @}---- @}---- @}---- @}---- @}---- @}---- @}---- @}----

            - Você tinha que ter dito aquilo? – Sakura zangava com Kurogane.

            - É claro que tinha! Aquele tal de Uchiha é muito convencido. – Kurogane falou sem parecer nem um pouco culpado ou arrependido.

            - Olha quem está falando. Você acha que não tem ninguém no mundo melhor do que você!

            - Também não é assim. E não me olhe assim. Você viu o que aquele idiota falou.

            - Ele não é idiota!

            - Depende do ponto de vista. E ele me chamou de inexperiente.

            - Ele não disse isso.

            - Mas quis dizer.

            - Só porque você falou que ninjas com Kekkei genkai se tornavam inúteis por dependerem delas.

            - É a minha opinião, ué.

            - Só que ele tem o Sharingan e você sabe. Você falou de propósito para ofender.

            - Se ele se ofendeu com isso é porque é muito sensível.

            - Ele não se ofendeu com isso. Ele se ofendeu quando você – Sakura apontou um dedo na direção de Kurogane – falou que alguns ninjas eram mais aparência do que poder. Que as mulheres caiam por eles só que na hora de lutar eles não conseguiam. Como ocorria com um tal de Tenshi.

            - E isso é mentira?

            - Tenshi era primo do Sasuke!!! Até o Neji estava perdendo a paciência com você por causa das suas indiretas aos portadores de Kekkei genkai.

            - Mas aquele Sasuke acha que todas as mulheres morrem por ele. Ele falava e olhava para você esperando que você suspirasse que nem a tal Ino fazia. Até aquela que parece a Pucca ficava embabascada perto dele.

Todo o resto da discussão pareceu perder o sentido para a kunoichi.

            - Ele olhava para mim? – ela perguntou interessada.

            - Por que é que você quer saber? – Kurogane parou de andar e fez a pergunta com o cenho franzido.

            - Por nada. Nada... – Sakura responde e volta a caminhar. Porém Kurogane a segura pelo braço e a faz virar para ele

            - Você está gostando dele? – Ele perguntou olhando com raiva nos olhos dela.

            - Kurogane, você está me machucando. – Sakura reclamou tentando livrar o braço. A resposta dela, ou melhor, a falta de resposta foi tudo o que Kurogane precisava ouvir.

            - Não se esqueça que ele é um Uchiha e você uma Haruno. E como uma Haruno você deve se casar com outro Haruno que seu pai e o Tsukoi sama escolham para você. Se mantenha longe dele para o seu bem... e para o dele.



Notas finais do capítulo

Tenho uma pergunta muita importante para fazer. Vocês se lembram do Kiro? O irmão do Rayne que chamou a Ino de princesa durante o chuunin Shiken (nesta fic). Se lembram dele? Pois é... tô querendo matá-lo. O que vocês acham?

Aliás estou preparando uma maldade para a Sakura. Tõ com medo de ser apedrejada por vocês.

Engraçado... sinto que tinha outra coisa para falar mas eu esqueci...

PROPAGANDA:

Ah, vou atualizar a minha outra fic ativa também: Jutsu do Medalhão do Tempo.

Para quem gosta de SasuSaku: Sasuke é enviado para um futuro na qual ele volta para a vila. E ele tem que encarar como seria a vida dele caso ele abandonasse a idéia de vingança e voltasse para os amigos e para uma kunoichi de cabelo rosa.

link: http://www.fanfiction.com.br/historia/114038/Jutsu_Do_Medalhao_Do_Tempo

bjs
Ja ne