E se Fosse Real? escrita por Ina sama


Capítulo 3
Capítulo 3: No covil dos Uchiha


Notas iniciais do capítulo

gente!!! recebi minha 1 recomendaçao!!! to tao feliz!! agradeço ao HIBARI-SAN, meu amigao e companhero de guerra (e coautor na saiko no yakuza, kuando puderem dem uma lidinha nessa e nas minhas outras fics, blz?) rsrs, q é um mangaka tao talentoso kuanto eu. eu tb confio no seu talento meu amigo, espero q leia esse cap amigao, pois dedico ele a vc.



O sol já estava a pino quando eles pararam o treinamento na clareira. Naruto treinava seu rasengan, Sasuke o chidori e Sakura ninjutus medicinais. Sakura para e fala:

-Não devíamos ter encontrado o Kakashi-sensei pra falara da nova missão, Sasuke-kun?

-Relaxa. Kakashi pediu que nós o encontrássemos as 13 horas na sala do kage.

Naruto deitou na grama. Jounin, cara não acredito! Um ninja de elite finalmente! “O Sasuke está diferente, não está frio, e fala com a Sakura como se estivesse falando com uma...”

Ele para. Sasuke puxou a rosada para perto de seu corpo, roçou seus lábios e começou a beijá-la com vontade. Naruto não conseguia acreditar.

-“Eles estão se beijando. Eles estão....”

-Ahhhhhh!!!!!- Grita Naruto. Sasuke e Sakura se separam, num pulo.

-O que foi?? –Diz Sasuke assustado.

-Comoassimoquefoi???? Vocês tavam se beijando??

-E daí Naruto? Estamos namorando a seis meses. –Diz Sakura, irritada.

-Oh, é mesmo? –Fala Naruto. –E então, vocês já...-Junta os dedos e faz uma cara maldosa. Sakura fica vermelha de raiva e vergonha. A única coisa que ele vê é um punho voando em direção a sua cara, uma dor lancinante e uma árvore quebrando as suas costas.

-Aaaaai!!!!

-Bakaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!! Se fizemos ou não, NÃO É DA SUA CONTA!!!! –Diz Sakura enquanto o soca.

-Pra que tudo isso? Credo! Droga Sakura-chan, vai deixar marca. –Diz Naruto mau-humorado, massageando a cabeça.

-Bem feito!! Naruto! Você é um BAKA!!!

-Vai repetir isso até que horas? –Retruca ele. Ela cora de raiva de novo. Naruto se encolhe enquanto a kunoichi arma outro soco. Sasuke vê um falcão no céu e interrompe o massacre.

-Ei, Sakura-chan, Naruto. Já é meio-dia. Querem almoçar lá na vila Uchiha? –Pergunta o moreno, animado. A rosada e o loiro respondem em uníssono.

-Hai! –Sasuke sorri. “Estraanho. Vila Uchiha? Sasuke nunca nos convidou pra almoçar na casa dele.”, pensa o Uzumaki.

Na sala do kage...

-Não. Nem pensar!! –Grita Minato.

Os conselheiros da vila e um jounin estavam parados olhando para ele.

-Hokage-sama, tente entender que esses pergaminhos têm um poder incrível!! Seria tolice não pegá-los! Mas, precisamos deles.

-Eu não vou mandar Kushina e Naruto para as ruínas do País do redemoinho para pegar uns pergaminhos que a Mito escondeu com aqueles caçadores de jinchuuriki à solta. PODEM ESQUECER!!

-Mas, Hokage-sama, são TODOS os selos do clã Uzumaki, mais armas e outros artefatos do clã. Tem um poder e valor inimagináveis! –Fala o jounin.

–Já pensou que se conseguirmos colocar as mãos neles... –Começa o conselheiro. –Poderemos ter todas as técnicas secretas de um dos clãs mais poderosos da história!!

-Sim, já pensei nisso. –Diz o loiro, apoiando os cotovelos na mesa e a cabeça nas mãos. –Essas coisas pertencem ao clã Uzumaki. Uzumaki Mito-sama deve ter deixado isso muito claro, ao trancá-los numa sala onde a chave é o chakra de dois Uzumaki, sendo que um seja o jinchuuriki da Kyuubi. Foi exatamente para que os segredos do clã dela não caíssem em nossas mãos. Eles pertencem à Kushina. São a herança dela. –conclui.

-Por isso, Hokage-sama, deixe que ela vá pegar os pergaminhos. Deixe uma equipe de escolta para ela. E quanto a Naruto-kun, deixe que ele vá também, afinal, não é pedido o chakra de UM Uzumaki, a porta pede o de DOIS. Sem falar que ele é jounin e tomará conta da mãe. –Diz a conselheira.

Minato dá um suspiro. –Está bem. Chame o Kakashi e o resto do time 7. Eles e o líder dos ANBU serão a escolta de Naruto e Kushina.

-Certo. Vou chamá-los. –Diz o jounin e desaparece numa cortina de fumaça.

-E quanto à jinchuuriki? Você contará para ela? –Indaga o velho.

-Sim. Agora saiam daqui. Preciso falar com ela.

Eles obedecem e saem da sala. Jiraya entra.

-Ei, garoto! Eu ouvi a conversa. Você está bem, Minato?

-Ah, eu só queria ir também. Para protegê-los. Mas nããão, eu tenho que ficar aqui, “Konoha precisa do Hokage.” -Diz o ninja com tom de deboche.

-Entendo. Burro foi você de virar Hokage. Ficar trancado nessa sala o dia inteiro e agüentar aqueles palhaços do conselho, não sei se eu ia suportar. –Diz Jiraya, divertido, jogando-se na cadeira a sua frente, colocando os pés na mesa e as mãos atrás da cabeça. –O que vai fazer agora garoto? –Pergunta.

Minato olha para o sábio tarado, sorrindo como uma criança prestes a fazer uma travessura.

O trio chega à vila Uchiha, Naruto se surpreende em como estava cheia. Vários Uchiha pra lá e pra cá, cumprimentando o moreno. Sasuke dirige-se a casa no fim da ruazinha, chegando à porta, eles começam a tirar os sapatos. Ouvem uma voz vinda de lá de dentro. Era de uma mulher.

-E não demore com o açaí, senão não vou terminar a sobremesa.

-Tá, mãe. –Responde um homem. Eles sobem as escadas e vem o dono da voz vindo em direção a eles. Naruto reconhece de imediato Uchiha Itachi, irmão mais velho de Sasuke.

-Olá, irmão. –Cumprimenta Sasuke.

-Olá. Trouxe seus amigos pra almoçar? –Pergunta o ANBU.

-É. –Responde o moreno de 17 anos.

–Olá, Itachi-ni-chan. –Cumprimenta Sakura.

-O-olá. –Naruto cumprimenta também.

-Olá Sakura-san, Naruto-kun. Bom, vou indo. Mamãe quer que eu vá comprar umas coisinhas pra ela. –Dizendo isso, Itachi segue seu caminho. “Nossa, ele está totalmente diferente” pensa o Uzumaki.

O time 7 sobe para a casa, passam pela sala e pela cozinha, onde Mikoto estava cozinhando.

-Oi filho. –Diz a morena. “Nossa, ela é linda!”, pensa Naruto. –O almoço está quase pronto. Olá crianças. –Fala Uchiha Mikoto.

-Olá. –respondem o loiro e a rosada em uníssono. Eles sobem pro quarto de Sasuke e esperam o almoço. Mikoto chama eles e então descem para comer. A família está reunida. Fugaku ao lado de Mikoto, Itachi, Sasuke e Sakura logo depois, Naruto perto do pai de Sasuke. Todos estão comendo, quando, de repente, surge uma nuvem de fumaça em cima da mesa que faz todos saltarem de susto. Kakashi aparece meio agachado, com sua expressão cínica e despreocupada de sempre.

-Oi. –Diz o homem de máscara.

-Kakashi-sensei!!! Ora seu... –Começou Naruto, mas o professor o interrompe.

-Desculpe interromper seu almoço em família, Uchiha-san... –Reeria-se a Fugaku, que faz um sinal com a cabeça, indicando que continuasse. –Bem, estou aqui porque o Hokage me pediu pra chamar Naruto, Sasuke, Sakura e Itachi. Ele tem uma missão para nós.

-Uma missão?? Sério, serinho?? –Pergunta o loiro, com os olhos brilhando.

-Eu também? –Pergunta Itachi.

-Sim, é uma missão que pode ser desde C até S, por isso, devemos tomar cuidado. Vamos.

-Hai Kakashi-sensei!!!! –Respondem os garotos.

No apartamento da família Uzumaki, Kushina está arrumando a cama, quando Minato surge atrás dela. A ruiva pula de susto.

-Aaaahhhhhh!!!! Minato?? Mas o que...

O loiro se aproxima dela.

-Você vai sair em uma missão amanhã. –Diz ele emburrado.

-Ah sim, o Jiraya contou.

-O que?? Mas ele acabou de saber!!!

-Você sabe como ele é. Enfim, tudo bem pra você??

-Tudo.

-Você mente muito mal. Acho isso fofo.

Antes que ele possa falar alguma coisa, ela o puxa pela camisa e o beija. Eles se separam, sem fôlego.

-É lindo que queira me proteger, Minato-kun, mas eu sei me virar. –Sorrindo –Pode ficar tranqüilo que eu cuido do Naruto.

-Não tenho duvidas disso. –E a beija de novo.



Notas finais do capítulo

ja tenhu bolado o proximo cap, está otimo! boa noite gente!