(Nem) Todo Mundo Odeia a Emily escrita por May_Mello


Capítulo 14
Todo mundo odeia líderes de torcida.


Notas iniciais do capítulo

Oi, bexiga de boi. :3
Estou aqui! /ahvá
Achou que eu não vinha, né? HAUSDHAJHD'
Tá tendo aniversário da peste da minha irmã aqui, e se tem uma coisa que eu odeie mais do que a minha irmã é festa de anivrsário. ¬¬
Mas enfim... Eu não podia deixar vocês sem post! Viu? No fundo eu sou uma boa pessoa *-* ... ou não. '-'
Bem, hoje tem vingança de uma certa líder de torcida dumaw. RIARIARIA ~ Espero que gostem desse capítulo, mesmo ele sendo escroto.



“Foi quando ele sorriu com os olhos marejados que eu percebi... Eu percebi que estava na merda!”








Abri meus olhos lentamente. Tudo estava branco feito talco em bunda de neném. Ok. Eu nem ao menos sei o que estou falando.

Alguém voou sobre mim me encarando curiosamente. Não consigo enxergar ainda, só vejo borrões e...

–E AE, EMILY?! JÁ ACORDOU DO SONO, BELA ADORMECIDA? – Mais um rosto ficou ao alcance das minhas vistas. Reconheci a voz, era o Gregory, sem sombras de dúvidas.

–Shiiiih! Fale mais baixo, garoto. – Uma voz feminina se pronunciou em algum canto.

–FOI MAL, TIA! – Gregory falou novamente no mesmo tom estridente de voz.

Pisquei algumas vezes, vendo que o segundo rosto que veio me encarar assim que comecei a acordar era Gregory, como eu já sabia, que ria como se estivesse em uma propaganda de pasta de dente. E o outro era... Thomas, que me olhava com um olhar de “foi muito lindo o seu show”.

–Que merda é essa? – Me sentei rapidamente, fazendo os dois se afastarem.

–Você está bem? – Me virei para o lado e lá estava Lukas, me pergunto novamente a mesma coisa. Essa é a frase que ele mais usa comigo. Eu queria que ele dissesse que eu sou especial também, porra!

–EU QUERIA! – Berrei sem querer, fazendo todos olharem para mim. – Ai, minha cabeça. – Disfarçando com Emily Evans, oi. – O que foi que aconteceu, hein?

–Deu uns probleminhas lá e você desmaiou sobre o purê. – Thomas respondeu, rindo muito, e se controlando pra não gargalhar.

–O que foi uma pena porque foi um desperdício de comida. – Anthony choramingou. Só agora percebi que ele estava ali também.

–Olha aqui, vocês tem que ficar quietos! Eu só deixei vocês quatro ficarem porque me prometeram que iam ficar QUIETOS!. – A voz feminina voltou a falar. Era uma enfermeira, que voltou para sua mesa assim que Lukas murmurou um “Desculpa”. Ok. Colocando as coisas em ordem eu tinha desmaiado e vindo parar na enfermaria da escola. E... Mas o quê? Eu desmaiei mesmo?

–Isso nem é um hospital e só tem essa idiota vesga aqui, por que é que a gente tem que ficar quieto, hein? – Thomas perguntou como se tivesse com toda a razão. Espera, o que ele quis dizer com “idiota vesga”?

–Ah, moleque, cala a boca. – Murmurei rangendo os dentes.

–Quietos! Eu odeio o som da voz das pessoas! – A enfermeira mal comida falou. – E vocês já podem ir, foi apenas um desmaio simples por queda de pressão.

–Você quis dizer por aumento de pressão, não é? – Thomas me provocou. Meu Deus! Só agora me dei conta de ele sabe de tudo. Mãe, estou frita!

–Simples desmaio? A vida de um purê foi perdida e você diz simples desmaio? – Anthony murmurava para si mesmo, indignado.

–Eu estou bem, obrigada, Anthony. – Ironia? Você por aqui?

Me voltei para Lukas, que sorriu e me deu a mão para me ajudar a descer da maca. Eu quis dizer me ajudar a cair da maca, né? Porque assim que segurei na sua mão de unhas perfeitas minhas pernas começaram a tremer mais do que aqueles bonecos de ar de posto de gasolina e quando eu tentei ficar de pé quase meti a cara chão. Mas ele me segurou, sorrindo, como sempre.

–Eu te carreguei e o Lukas limpou o purê da sua cara. Nós somos amigos e tanto, hein, Emily?! – Gregory se gabou. Espera... O QUÊ? O LUKAS O QUÊ? Eu quero desmaiar de novo, só que dessa vez pra sempre.

–É, é. – Murmurei, tentando fazer com que minha voz não saísse trêmula.

Depois de algum tempo Lukas soltou a minha mão, vendo que eu já conseguia ficar de pé. Fomos caminhando lentamente de volta para sala de aula. Ai meu Deus, que humilhação. Eu não acredito nisso. Não acredito nisso e também não acredito que... Que o Lukas disse que a Sam é especial. Especial? Poxa, ele a conheceu hoje e já diz isso?

Mas que merda de all star da sorte esse meu, hein? Ok, vou dar um desconto pra ele só porque ele teve seu “poder” reduzido.

–E hoje, exclusivamente hoje, nós iremos assistir o treino das líderes de torcida de camarote. – Valeu mesmo, Gregory, por piorar mais um pouquinho a situação.

_X_

Eu olhava impaciente para os garotos de frente para nós na arquibancada do ginásio, enquanto esperava o treino começar oficialmente. Todas as macacas já haviam acabado o aquecimento e estavam posicionadas.

Eu estou linda com um pé só do meu all star da sorte. Ironia, você de novo por aqui? Pelo menos o uniforme combina com o meu cabelo abóbora.

Já estava cansada de ver o Thomas mexer aquele piercing enquanto secava a Zooey descaradamente. Ele pode até não ter gostado de se sentar na mesa dela, mas disso ele gosta, não é? E não tem vergonha mesmo! Ele tinha acabado de gritar com ela e ser humilhado por ela e ainda estava ali usando suas técnicas de sedução... com ela? Sem vergonha dos infernos. Ai, que ódio!

Lukas sorria e acenava, e eu tenho certeza de que não era para mim. Era para Samantha, tenho certeza, e isso machucava como... A morte metendo a foice no meu peito. E isso nem foi dramático, ok?

Gregory e Anthony apenas sorriam para mim. Sorriam e tentavam disfarçar que estavam secando as líderes de torcida também, não é? Bando de ingratos, isso sim! Ai, ai, ai. Que ódio! Acho que vou morrer.

Sério, não estou agüentando mais a Zooey se exibindo para o Thomas, Thomas se exibindo para ela; os G’s olhando para as macacas e das macacas para a anta – no caso, eu –, e o Lukas sorrindo para a Samantha. Eu sabia que seria uma tortura esse treino, só não sabia que seria tão tortuoso assim. E essa Zooey não era nossa inimiga?! Pra mim ela sempre vai ser a vilã da história!

Finalmente Zooey se voltou para nós, mais precisamente para mim.

–VAI LÁ EMILY, VOCÊ É COMO A BATGIRL! – Gregory gritou me incentivando.

–É, Batgirl. – Zooey murmurou de um jeito que deu medo, mas que ninguém saiba disso. – Sabe virar estrela, não é, Evans? – Não sei nem virar cambalhota no colchão vou saber virar estrela? – Ah, esquece. – Ela provavelmente deve ter notado a minha cara de “Mãe de quem?”. – Vamos começar fazendo alguns saltos e você tenta acompanhar, ok?

Uma das macacas saltitantes fez uma série de pulos entre estrelas e mortais. Retiro o que disse sobre elas darem apenas pulinhos com pompons.

–Vai ser fácil imitar isso. – Murmurei baixinho. A ironia é a minha melhor amiga.

Depois de meter a testa muitas vezes no chão, eu estava acabada. ACABADA! Acabada mesmo, como se uma manada de búfalos estivesse passado sobre o meu corpo. Pelo menos eu já consigo ficar em um pé só depois de tanto treino, que orgulho!

Zooey fazia questão me ver acabada, e ria em cada tombo que eu levava. Quando ela nos mandou fazer acrobacias enquanto éramos jogadas para cima e tínhamos que cair em pé nas mãos de quem nos jogou ela dizia que eu não estava fazendo direito e me mandava fazer umas quinhentas flexões. Então sim, eu estava mesmo acabada, já que não acertei nem sequer um movimento, até os mais simples deles.

Essa era a vingança Zooey? Tenho que dizer, pode não parecer uma “vingança muito vingativa”, mas se você estivesse na minha pele concordaria que isso é milhões de vezes pior do que uma vingança comum. Acho que não consigo mais nem levantar o dedo indicador de tanta dor.

–Muito bem, agora vamos fazer a pirâmide. Evans no topo. – Epa, o que Zooey quis dizer com Evans- Ai, meu Deus!

Todas começaram a se mover. Subindo umas por cima das outras. Foi um sacrifício escalar tudo aquilo, mas aproveitei bastante pra pisar na cabeça de todas. Cheguei ao topo. Minhas pernas tremiam. Não vou agüentar por muito tempo, não vou.

Zooey ficou de frente para a pirâmide, admirando. Olhou para mim e sorriu sarcástica. Me desequilibrei e quase cai feito um saco de batata no chão. Droga, está mesmo muito alto aqui.

Zooey-Barbie fez uma atuação barata e insinuou um pequeno sopro com a boca, o que foi o bastante pra fazer minhas pernas tremerem ainda mais e me fazer desequilibrar e...

P*** QUE PARIU! MEU PULSO! MEU PULSO! MEU PULSO! EU CAÍ, ESTOU MORRENDO! MEU PULSO!

Todo mundo caiu, eu cai... Não consigo raciocinar! Tudo aconteceu tão depressa. A dor é insuportável. Espera, tem algo vazando dos meus olhos. São... lágrimas!

–Ela se machucou de verdade, Zooey. – Ouvi a voz preocupada de Samantha e a risada de Zooey.

Nem me dei o trabalho de me levantar, apenas vi os pés das líderes de torcida se retirando do ginásio.

–Emily! – Alguém correu até mim, enquanto eu com muito esforço me deitava de barriga para cima. – Emily. – Era Lukas, que segurava meu rosto, totalmente preocupado. – Emily – Ele sussurrou.

–Meu pulso. Meu pulso. – E mais coisas vazaram dos meus olhos. Acho que as meninas dos meus olhos estão naqueles dias. Ok. Isso foi desnecessário, mas-

–AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH! – Alguém tocou no meu pulso machucado.

–Desculpa, desculpa, desculpa! – Thomas pediu desesperadamente, me encarando preocupadamente assim como Lukas. Acho que nunca mais na vida vou ouvir ele me pedindo desculpas.

–Ah, cara! – Anthony exclamava indignado. – Não devia ter deixado você fazer isso.

–Você está chorando? – Totalmente desnecessário, Gregory.

–Gregory, vou bater muito em você quando meu pulso estiver bom, viu? – Perguntei com a voz chorosa. Merda! Com a voz chorosa!

–Vem! – Thomas que estava ao meu lado falou, me pegando no colo como se eu fosse um bebê. – Vamos te levar pra enfermaria. – Ele disse, já caminhando para a saída.

Olhei por sobre o ombro de Thomas e vi Lukas com os olhos marejados de preocupação enquanto sorria fracamente. Quando drama... E foi nesse drama que eu concluí uma coisa.

Foi quando ele sorriu com os olhos marejados que eu percebi... Eu percebi que estava na merda!

Estou perdidamente, completamente, totalmente e incontestavelmente apaixonada por Lukas Schultz!



Notas finais do capítulo

Que garotos mais sem-vergonhas{?}, hein? Bando de ingratos que ficam olhando para as macacas saltitantes. -q HUAHDJASHDUSADHH'
Mas entendam que eles são humanos, e principalmente, garotos. Eles podem odiar as líderes de torcida, mas elas ainda continuam sendo... líderes de torcida.HAHA'
Enfim... Quero agradecer muuuiitooo pelos maravilhosos reviews! É muito bom saber que tenho leitores fieis e que ainda suportam essa autora chata. o/
Volto semana que vem. E não se esqueça de dizer o que achou do capítulo comentando, hein? *-*
Inté! Bjos&Qjos. :*

E ah, ia me esquecendo: Pobre Emily. RIARIARIARIA (5x)