Living Only For Love escrita por letstrabach, lissayay


Capítulo 1
Capítulo 2


Notas iniciais do capítulo

gente, decidir adiantar os posts.

aqui vai um, curtinho D:



Infelizmente o verão acabou e a sensação de volta às aulas me deixava cada vez mais deprimida. Não que eu não goste de estudar, mas existiam algumas pessoas no High School San Francisco que realmente me davam o desprazer de pisar naquele colégio.

Christopher Rodriguez é uma dessas pessoas. O idiota, egocêntrico, metido a besta e mimado jogador de futebol e o orgulho desse colégio. Ele realmente se acha por isso.

Eu e Christopher nunca trocamos uma palavra sequer, mas no mundinho em que ele vive me enoja tanto que eu prefiro não falar com ele nunca.

Meus pensamentos foram interrompidos pelo sinal estridente indicando que havia começado oficialmente o inferno escolar. Fui em direção ao meu armário pegar meu material e perdi algum tempo tentando expulsar um casal que estava se beijando (lê-se: se comendo) em frente ao meu armário. Não sei por que essa galera insiste em fazer isso justo aqui.

As duas primeiras aulas não foram de todo ruim, Alex e eu passamos a maior parte do tempo conversando sobre coisas bobas enquanto o senhor Harris tentava controlar a sala de aula.

- Silêncio, turma! – Gritava ele.

Aquilo já era uma rotina. Todos os dias, o senhor Harris nos mandava ficar quietos. Mas, você deve estar se perguntando o porquê dessa bagunça. Simples. O senhor Christopher Rodriguez. Era ele chegar na sala, que o alvoroço começava. Eram meninas cochichando sobre o cabelo dele, outras pedindo o telefone dele, que por sinal, dava o errado, outras flertando totalmente com ele.

Eu morria de vontade de rir. Elas flertavam e ele só dizia “ah, nossa”. Parecia que todas elas não viam que não tinham chance. Era impressionante o que elas faziam pra conseguir um segundo sequer de atenção. Pra mim, aquilo era ridículo.

- Ágata? Você está ai? – Alex perguntou, me tirando do meu blábláblá mental.

Alex era a minha melhor amiga. Desde que me conheço por gente, ela é minha amiga. Ela tinha um rosto em forma de coração, feições suaves, olhos verdes e cabelos loiros cacheados.

- Me desculpe. Estava pensando em.. alguma coisa. – respondi.

- É, eu sei. Odeio quando você fica alienada por muito tempo. Parece que eu falo sozinha. Mas, enfim, vamos falar sobre o orgulho da nossa escola.

- Orgulho da nossa escola? De quem estamos falando, exatamente? – perguntei.

- Ora, do senhor mais lindo do universo: Christopher Rodriguez.

Olhei para ela como uma cara de “WTF”. Tudo bem, eu tinha que admitir. Christopher era mesmo bonito. Mas só a sua personalidade me dava nojo. Ele se achava. Tinha tudo: garotas, dinheiro e poder. A escola era sua. Só para não exagerar, digamos que quase o diretor era submisso a ele.

Mas, o que dizer sobre um caso desse? Na verdade, nada. A única coisa que se pode pensar sobre essas pessoas, eram que elas vissem o seu próprio erro e o consertassem. Mas, estávamos falando sobre Christopher Rodriguez. Ele não era do tipo que largava tudo. Ainda mais, quando ele demorou pra conseguir tudo aquilo.

Todos da escola sabiam da sua história: garoto rico que vem para a escola sem nenhum talento. Ganhou espaço por unanimidade da sua beleza. Acabou sendo visto pelo técnico do time, como ótimo armador para jogadas, e acabou onde está.

Era relevante pensar nele como um garoto sensível. Ele era agressivo no campo. Era agressivo na escola, e eu apostaria tudo o que eu tenho que ele era assim em casa.

- Alex, coloque na sua cabeça: aqui ninguém é o tipo dele. Ele só se diverte, e depois joga fora. Pare de sonhar com ele. Ele me enoja.

- Ágata, você só está dizendo isso por que ele nunca te deu bola. Ou melhor, atenção.

- Calem a boca! – gritou o senhor Harris.

Decidir esquecer aquilo. A aula estava para começar. As atenções voltadas para Christopher, agora estavam no professor.

Eu só sabia que Christopher era um idiota. E aposto que metade da escola não sabia disso. Era só eu, e eu mesma. Afinal, eu era a única que não via Christopher como um garoto maravilhoso. Pra mim, ele era só mais um jogar de futebol egocêntrico e metido.



Notas finais do capítulo

e ai?
gostaram ?