Caminho do Ninja Amador (nível II): missão 06. Meta 01: verbos (I): aspectos gerais e emprego do presente do indicativo
Postado por Lady Salieri

Olá, queridos nossos!

 
Chegamos um pouco atrasadinhas, mas chegamos! É que estamos trabalhando, juntamente com a Liga dos Betas, em algumas novidades para vocês, que fazemos questão de trazer agora, em fase de pré-inauguração. A primeira delas, nosso BLOG! Isso mesmo: na tentativa de abarcar uma gama maior de assuntos e sair um pouco da gramática, resolvemos criar nosso bloguinho. Vocês podem acessá-lo aqui: www.ligadosbetas.blogspot.com

 Esperamos que gostem, assim como esperamos as sugestões de vocês por lá também.

A segunda é nosso SITE. Esse é mais para quem não conhece o trabalho do beta reader. Vale a pena olhar: www.ligadosbetas.webs.com

Outra notícia boa é que estamos com os "classificados beta" novinhos em folha, acesse AQUI para ver quem está disponível para acompanhar sua história. Aqui os classificados estão mais fáceis de visualizar e mais organizados, esperamos que agrade. 

Com essas duas novas ferramentas, queremos que vocês se sintam mais amparados na hora de escrever.

Vamos, agora, à missão de hoje?
 
 
 
Caminho do Ninja Amador (nível II). Missão 06. Meta 01: Verbos (I):
Aspectos gerais e emprego do presente do indicativo


Marcando a nossa jornada de hoje no mapa, nosso percurso será: 

1. Saber o que é um verbo
2. Ver as flexões do verbo
3. Conhecer um pouquinho os modos do verbo
4. Conhecer as terminações do presente do indicativo

5. Saber como se emprega adequadamente o presente do indicativo

É uma jornada bastante tranquila, mas muito útil. 


 
I. O que é um verbo?



Verbo é uma classe de palavra que se flexiona em pessoa, número, tempo, modo e voz. Um verbo pode indicar uma ação (como, por exemplo, cantar), um estado (por exemplo, ficar), um acontecimento (como em crescer), um fenômeno (como em ventar), um desejo (por exemplo, almejar), etc.  


 
                                                       II. Flexões do verbo


Detalhando as flexões do verbo citadas acima, temos:

 
Pessoa Número Tempo Voz Modo
Eu Singular Presente Ativa Indicativo
Tu Plural Passado ou
pretérito
Passiva Subjuntivo
Ele(a) x Futuro x x
Nós x x x x
Vós x x x x
Eles(as) x x x x


Quando dizemos "flexão", queremos dizer que o verbo "concorda" com as categorias citadas acima, que ele varia de acordo com essas categorias, trocando suas terminações para se adaptar a cada uma delas. Ficou claro?

 
                                                       III. Os modos verbais

 
Para começar, é necessário saber o que significa falar de "modos verbais", certo, ninjas? Quando a gente entende aquilo que se está falando, fica bem mais fácil recordar. E a questão dos modos, mesmo que nem sempre fique muito clara, é muito simples: trata-se de classificações para as formas de usarmos o verbo e que têm a ver com a nossa intenção ao usá-lo, ou seja, eu quero falar ou escrever sobre um fato, quero falar de uma possibilidade ou quero dar uma ordem? Para cada uma dessas intenções, há um modo verbal. 

 
Ai, ti...mestras, achei difícil essa...
 

Então iremos colocar uns exemplos:


Vamos usar o verbo "correr". 


a) Se eu quero falar de um fato, algo de que eu tenho certeza, eu vou dizer:


 
                          Marquinhos correu atrás da ex ontem, coitado.

b) Se eu quero narrar uma possibilidade, ou algo de que eu não tenho certeza, tenho certas dúvidas de que pode acontecer ou não, vou dizer:

 
        Eu não gostaria que o Marquinhos corresse atrás da ex dele.


c) Se eu quero proibir o Marquinhos de fazer uma bobagem correndo atrás da ex, vou dizer:

 
                              Marquinhos, não corra atrás da sua ex!


Dessa forma:

na frase A, eu utilizei um verbo no modo indicativo (usei o pretérito perfeito);

na frase B, eu utilizei um verbo no modo subjuntivo (usei o pretérito imperfeito);

e, na frase C, eu utilizei um verbo no modo imperativo (usei o imperativo negativo).

E esses são os três modos verbais: indicativo, subjuntivo (ou conjuntivo em Portugal) e imperativo.

Muito fácil, não é? 



 
                                             IV. O presente do indicativo: aspectos gerais
 
 

Além do modo, dissemos também que um verbo se adapta de acordo com o tempo, certo? E tempos existem três: passado, presente e futuro. 

 
Ah, não, mestras, agora vou discordar, existem pelo menos uns 9765163509356279465 tempos verbais que só servem pra ferrar com a minha vida!

 
Já falamos para vocês não ficarem bravos com os verbos... Sim, sim, existem mais tempos verbais do que três, mas todos eles ou são derivados do presente, ou do passado, ou do futuro. Ou existe algum outro tempo nessa vida que não esses três? 

Mas vamos ver esses tempos verbais muito aos poucos para vocês irem se acostumando. Hoje falaremos apenas do presente do indicativo, que vocês insistem em ficar usando nas narrações, espcialmente em primeira pessoa...

Para começar, vamos ver como se conjuga verbos regulares nesse tempo:


 
  Cantar
1a conjugação (-ar)
Correr
2a conjugação (-er)
Partir
3a conjugação (-ir)
Eu canto corro parto
Tu cantas corres partes
Ele canta corre parte
Nós cantamos corremos partimos
Vós cantais correis partis
Eles cantam***** correm partem
 

Notem uma coisa, queridos nossos, não é cantÃO, é canTAM. Cantão deve ser um canto grande, só isso que nos vem à mente, sério! Agora vocês sabendo que, no presente, não existem nem CANTÃO, nem MORRÃO, nem FAÇÃO, vamos parar de escrever isso nas nossas fics, certo? E quando vermos algo do tipo na fic do coleguinha, vamos imediatamente mostrar este trecho da missão, ok? Não quero ver ninguém preso em armadilhas nem atolados em areia movediça...

 
Mas, mestras, eu nunca sei quando escrever cantAM ou cantÃO, façAM ou façÃO...

 
É muito fácil, ninja noob da pergunta: façãomorrãocantão, vocês NUNCA vão escrever, simples assim... Mas, no caso de um ser das trevas vier atazanar vocês com a dúvida, pronunciem a palavra em voz alta. Se a penúltima sílaba for a mais forte (por exemplo: CAN - tam), aí vai ser sempre "am" no final. Se a última sílaba for a forte (exemplo: an - da - RÃO), aí será um ÃO. Muito simples. Façam o exercício em casa, pronunciem verbos como andar, falar, namorar, etc. na terceira pessoa do plural (eles...) e vejam qual sílaba é a mais forte. 


 
                                              V. Emprego do presente do indicativo


*** Usos comuns do presente do indicativo: 


Sabendo como escrevemos as terminações do presente do indicativo, de acordo com a pessoa, passemos agora ao emprego desse tempo verbal, ou seja, quando usamos o presente do indicativo.

Geralmente o usamos para:


1. Enunciar um fato momentâneo, ou seja, que acontece no momento em que a gente fala. Também é chamado de presente momentâneo:


 
                                          Enxergo uma bela colina.



2. Expressar um fato que acontece com frequência. Esse aspecto também é denominado  presente habitual ou frequentativo:

 
                                Ela o espera todos os dias depois da aula. 



3. Enunciar fatos permanentes ou verdades universais. Também podemos chamar esse aspecto de presente durativo

 
                                    O Brasil possui muitas praias. 



***Usos especiais do presente do indicativo: 


4. Usamos o presente do indicativo com valor de passado para causar o efeito de atualidade aos fatos ocorridos. Esse aspecto é chamado de presente histórico

 
                    Ele chega e o que vê? Todo seu apartamento revirado.



OBS: Queridos nossos, sabemos da preferência de inúmeros de vocês por esse uso do presente do indicativo em suas fanfics em primeira pessoa. No entanto, não recomendamos, porque a leitura é cansativa e sempre nos dá a impressão de um jogo de RPG de mesa, em que o jogador fica gritando o que vai fazer antes de fazer.  Em um momento ou outro, especialmente em um diálogo de uma personagem com a outra, isso pode até ser um recurso interessante, no entanto, no decorrer da narração, evitem esse uso em fanfics escritas em primeira pessoa... Nas fanfics em terceira pessoa também, mas neste caso é bem mais aceitável, de todos os modos.



5. Usamos também o presente do indicativo com o valor de futuro imediato especialmente para indicar certeza:

 
                    Eu vou ao evento amanhã. Não perco isso por nada!



6. Por fim, utilizamos o presente do indicativo com valor imperativo para expressar uma ação delicada e familiar de pedir ou ordenar algo:

 
                                         Vê se você volta logo, tá?


Tudo tranquilo até aqui?


 
Olha, tranquilo até está, mas tenho uma coisa muito importante para dizer. No começo da missão, vocês ficaram falando que tem um modo para certeza, outro para a possibilidade, outro para não sei mais o que, depois fala que existe um presente do indicativo, e depois ele pode ser usado como vários outros tempos? Vocês se contradisseram feio!
 


Você tem razão, ninja noob, sobre se usar o presente do indicativo com valor de outros tempos verbais e até modos verbais, conforme vimos no tópico 6. No entanto, tratamos de especificar que se trata de usos especiais do presente do indicativo, ok? Em língua portuguesa, especialmente, toda regra tem sua exceção, e você ainda verá muitas que traremos aqui. Não existe nada fixo no idioma, e nossa tentativa é estabelecer, pelo menos, um ponto de partida para você fazer suas próprias reflexões. A gramática depende do uso da língua, e o uso da língua também depende, em certo grau, da gramática (senão, falaríamos cada um de um jeito e ninguém entenderia nada).

Bom, queridos nossos, vamos montar um acampamento porque está ficando muito escuro. Depois continuamos com o emprego dos verbos. 

Antes de dormirmos, porém, vamos fazer uma recapitulação do percurso?


 
                                               Resumo: Verbo
Definição: Classe de palavra que se flexiona em pessoa, número, tempo, modo e voz. Um verbo pode indicar uma ação, um estado, um acontecimento, um fenômeno, um desejo etc.  
Flexão verbal: Número Pessoa Modo Voz Tempo
Modos verbais: Indicativo Subjuntivo Imperativo x x
***Emprego do presente do indicativo: Usos comuns
1. Enunciar um fato momentâneo. Ex: Vejo televisão.
2. Expressar um fato que acontece com frequência. Ex: Corro todos os dias.
3. Enunciar fatos permanentes ou verdades universais. Ex: A  lua é um satélite da Terra.
***Emprego do presente do indicativo: Usos especiais
4. Com valor de passado para causar o efeito de atualidade. Ex: Em 1500 Pedro Álvares Cabral descobre o Brasil
5. Com valor de futuro imediato, indicando certeza. Ex: Amanhã vou ao evento
6. Com valor imperativo para expressar uma ação delicada e familiar de pedir ou ordenar algo. Ex: Vê se volta logo, tá?


Bom, queridos nossos, agora, sim, vamos descansar da caminhada de hoje! Como sempre, foi uma honra acompanhá-los até aqui!

 


 


Comentários

Camila-chan

09/10/2015 às 17:43

ótima aula como sempre!! *-*

nunca aprendi os verbos direito, agora ou aprendo ou aprendo!! XD

bye~nii



Sakeria

13/08/2014 às 20:04

Amei, aula muito bem explicada! Parabéns!



20/06/2014 às 15:23



Luu Fernandes

22/04/2013 às 15:09

ótima aula, como sempre! To sentindo que o assunto está cada vez mais sério por aqui! -Confesso que ainda estou dependente das aulas passadas, vez ou outra para tirar uma dúvida eu vou lá e leio, mas que fique só entre nós ;D kk 

Bom, eu escrevo pouco em primeira pessoa, geralmente só em oneshot, e não uso esse tempo verbal! Há, me senti muito inteligente quando disseram que não era recomendável HUSAHSAUHSAUHSAUHAS u.u Bom, mestras, eu to quase chegando na última aula dada :/ ... Mas isso também é sinal de que to evoluindo né?! 

Muito obrigada pela aula, Sore ja ♥ !



Leanatic Achele

06/04/2013 às 00:45

Amei a Aula! 



Kisa

05/04/2013 às 20:52

Não vejo a hora da aula dos vícios de linguagem, especialmente cacofonia. Tomara que não demore muito.



Lady Salieri

25/03/2013 às 18:29

Meu querido, muitíssimo obrigada pelo seguimento. Você sabe que, havendo qualquer descuido de nossa parte, temos de ser avisadas JÁ =)

Um beijo grande =D



Tryckster

16/03/2013 às 16:46

Heya :3

Ótima aula; muita gente se perde na parte dos verbos e todo o resto, assim como eu!

Ajudou muito, pena que meu professor da escola não ensina isso pros meus colegas...

Eu aprendi há muito tempo sobre os verbos, porém, quanto mais tempo passa, mais fácil fica de cometer erros(tanto é verdade que eu cometo erros sempre =/)

 

Thnx mestras,

keep up the good work :3