Caminho do Ninja Amador: missão especial. Meta 01: crase (FIM!)
Postado por NR

Olá queridos ninja noob! Que saudades!!!! Como estão? Estão gostando das aulas? Esperamos que sim. Então, hoje estamos aqui com a última parte da aula sobre a crase. Depois de tanto estudo vocês viram como é fácil? Basta prestar atenção nos usos e colocá-los em prática. Com o tempo torna-se automático saber quando ou não usar. Antes de iniciarmos a aula,  só uma coisinha muito importante: queremos ver muitos comentários ao final da aula, sim? Precisamos saber como está sendo o nosso desempenho e se as aulas estão indo de acordo com as expectativas e as necessidades de vocês. Sem mais delongas, vamos lá:



Missão especial
Meta 01: Dominar a crase (parte IV)



Nas últimas aulas aprendemos e observamos basicamente todas as regras para o uso correto da crase, e convenhamos, é muita coisa pra decorar, né? E é exatamente isso o que queremos dizer, o caso aqui não é decorar todas as regras, mas sim sistematizar seus usos. Mas como fazer isto, mestras? Com muita leitura e escrita, meus queridos! Sem leitura não há como se aprender a gramática. Lembrem-se, ler é um exercício de internalização de todas as regras gramaticais que existem, lendo vocês aprenderão a escrita correta das palavras, a construção das frases e os sentidos e até a pontuação, além da crase, claro. E ao escrever vocês estarão colocando em prática tudo que, embora vocês não saibam, já está internalizado na cabecinha de vocês. Façam isto e vejam que dá resultado!

 

Vamos lá! Nesta última aula sobre crase aprenderemos os casos em que o uso da crase é FACULTATIVO. Até aqui tudo bem, mas o que significa facultativo mesmo? Certo, quando dizemos que uma coisa é facultativa é que existe uma escolha. Por exemplo: se o voto é facultativo é porque você só vota se quiser, a escolha é sua, não existe uma obrigação. O mesmo acontece com a crase, nos casos que veremos agora, você decide se quer usar a crase ou não, basicamente isto.

Casos em que a ocorrência da crase é FACULTATIVA:


Não existem muitos casos deste tipo, mas é interessante conhecê-los:

 

A crase é FACULTATIVA:

diante de nomes próprios femininos:

Entreguei a esfera do dragão a Bulma
Entreguei a esfera do dragão à Bulma
 



Observação: o uso da crase é facultativo diante de nomes próprios femininos porque o uso do artigo também é facultativo, observem:



Bulma é muito bonita. A Bulma é muito bonita.
Chi Chi é minha amiga A Chi Chi é minha amiga.

 

Como podemos constatar, o uso do artigo é facultativo diante de nomes própior femininos, como nos exemplos acima. Vocês viram que o sentido da frase não muda? Pois é, então o uso ou não da crase ou do artigo é uma opção.

Agora observem:

 

Entreguei a esfera do Dragão a Bulma Entreguei a esfera do dragão a Goku
Entreguei a esfera do Dragão à Bulma Entreguei a esfera do Dragão ao Goku

Crase: PODE                                            Crase: NÃO PODE
(nome próprio feminino)                            (nome próprio masculino)

 


- diante de pronomes possessivos femininos no singular (minha, sua, tua, nossa, vossa):


Cedi o lugar a minha avó.
Cedi o lugar à minha avó.

 

 

Observação: o uso da crase é facultativo diante de prononomes possessivos femininos no singular porque é facultativo o uso do artigo, observe:

Minha avó tem setenta anos. A minha avó tem setenta anos.
Minha irmã está esperando por você. A minha irmã está esperando por você.

 

 

Sendo facultativo o uso do artigo diante de pronomes possessivos femininos, então podemos escrever as frases abaixo das seguintes formas:

 

Diga à Chi que estou esperando por ela.
Diga a Chi que estou esperando por ela.

 

Agora observem:

 

Cedi meu lugar a minha avó.
Cedi meu lugar a meu avô.
Cedi meu lugar à minha avó.  Cedi meu lugar ao meu avô. 

Crase: PODE                                            Crase: NÃO PODE
(nome próprio feminino)                            (nome próprio masculino)

 

 

- diante da preposição ATÉ:


Mais uma vez aqui, crase facultativa, observem: 

Fui até a praia. Acompanhe-o atá a porta.
Fui até à praia. Acompanhe-o até à porta.

 

 

- antes das palavras dona, senhora ou senhorita (formas de tratamento):

 

Agradeci a Dona Norma pela ajuda.
Agradeci à Dona Norma pela ajuda.


OBSERVAÇÃO: as palavras dona, senhora ou senhorita são pronomes de tratamento que tornam facultativo o uso da crase por admitirem o uso do artigo. Entretanto, diante dos demais pronomes de tratamento o uso da crase é PROIBIDO.

 

 

RESUMINDO:

O USO DA CRASE É FACULTATIVO:

Diante de nomes próprios femininos, quando o uso do artigo também for facultativo. Entreguei  a  esfera do dragão à Bulma. Entreguei a esfera do dragão a Bulma.
Diante de pronomes possessivos femininos no singular: minha, sua, tua, nossa, vossa, quando o uso do artigo também for facultativo. Cedi o lugar à minha avó. Cedi o lugar aminha avó.
Diante da preposição ATÉ: Fui até à praia. Fui até a praia.
Diante da palavra DONA, SENHORA,SENHORITA: Agradeci à dona Norma pela ajuda. Agradeci a dona Norma pela ajuda.



Bom, por hoje é só pessoal, o vilão da crase se revelou um perfeito de um fracote foi derrotado! Assim sendo, nossa missão especial foi devidamente CUMPRIDA! Lembrem-se, qualquer dúvida, sugestão, críticas ou elogios devem ser escritos aqui no espaço dos comentários. Ah, relembrando: todas as aulas já estão feitas de acordo com as novas regras ortográficas, certo?


Super beijo. 


                                                                                                             Lady Salieri e Nah Rangel.

 





Comentários

Gabriella Jackson

06/10/2015 às 15:21

"Oi, mãe. Fiz uma nova amiga" "Sério? Que legal! Qual o nome dela?" "É Crase" :v



22/09/2015 às 03:39

Missão especial.... Comprida :))



LRB1805

09/07/2015 às 10:41

Aprendi finalmente como se usa esse acento que não é mais maldito pra mim! Obrigada :)



amanda

09/05/2015 às 18:06

Muito obrigado as aulas estão me ajudando muito



André Chris

30/04/2015 às 22:17

No questions ^ ^



Saky Mangekyo

15/03/2015 às 11:10

Posso ser noob, mas ao menos não falo : propiór invés de próprio!

Nem falo atá invés de até ;)

Enfim, aprendendo muito aqui.

Obrigado. ☝



Arabella McGrath

04/03/2015 às 20:44

Muito amor com essa aula. ♥



Kichanny

27/12/2014 às 22:09

Você escreveu a palavra próprios errado, esta escrito propior e também tem uma tabela que está escrito atá no lugar de até. Espero ter ajudado, sou meio... Perfeccionista às vezes (viu? Já aprendi!).

Beijos, amei a aula, já faz um tempo desde a última vez que li a aula ||| da crase, na versão mobile não tem isso. Tchau!



Thefy Bocelli

17/12/2014 às 00:49

Ebaa! Eu sempre achei um mistério para colocar esse acento, hoje aprendi muito bem! O trabalho de vocês é maravilhoso! bjss



Peegakat

20/06/2014 às 03:50

Ninja noob não ser mais noob quando o assunto é crase >.< Ninja noob agradece pelo trabalho que vocês tiveram com essas aulas =D