Caminho do Ninja Amador: missão especial. Meta 01: crase (parte III)
Postado por Lady Salieri

Olá, queridos ninjas noob!

 

Como estão? Aproveitando o Hanashi? Meu Deus, nem podemos falar do quanto estamos viciadas naquele site. Mas queremos que vocês saibam que nem todo o vício do mundo fará com que abandonemos nosso dojo aqui. Nunca!

Mas aproveitando o assunto do Hanashi - quem não entrou, entra logo! -, temos duas notícias:

1 - Vocês se lembram de que dissemos na nossa primeira postagem que, ao final de cada tópico, abriríamos um espaço para dúvidas? Pois esse espaço agora será no Hanashi! (Joga confetes, todo mundo pulando de alegria!) . Digamos que fizemos um puxadinho no nosso dojo, o quartinho das dúvidas, que funcionará como um instrumento de comunicação direta entre nós, ok? Todavia, dissemos lá e vamos dizer aqui também, os comentários sobre as aulas, críticas e sugestões deverão ser feitas no espaço dedicado aos comentários, ao final de cada meta, aqui mesmo no Nyah!, como tem sido feito desde os tempos remotos! As dúvidas com relação ao português em geral (não somente aquelas referentes às metas - usamos crase *_*) poderão ser resolvidas lá mais rapidamente.

Este é o caminho para o nosso quartinho: http://www.hanashi.com.br/aulaspt/

2 - A segunda notícia é para os betas. Estamos com um grupo só para reunir os betas readers do Nyah!, onde estamos tentando nos consolidar e atender melhor aos nossos escritores amados. Se você se considera um beta reader, e SÓ SE VOCÊ SE CONSIDERAR, porque este é um grupo muito muito específico mesmo, entrá lá, ok? O endereço: http://www.hanashi.com.br/betas/

Bom, é isso! Agora vamos voltar a acender as tochas, caminhar em silêncio e pegar o Big Boss da crase de surpresa.


Missão especial
Meta 01: Dominar  a crase (parte III)



Na aula passada terminamos de mostrar os casos em que ocorre a crase. Agora, por via das dúvidas, vamos ver os casos em que esse fenômeno não ocorre. É como se fosse uma espécie de armadura para a missão, para proteger mesmo.

Se dissemos, nas aulas anteriores, que a crase ocorria com fusão do Goten com a preposição "a" na camisa e do Trunks com o artigo "a" na camisa, isso significa que pelo menos um dos termos tem que ser feminino, certo?
Por exclusão já temos o primeiro caso, ou seja, não pode haver crase diante de substantivos masculinos. Vamos pensar na seguinte frase:


Estou a serviço.

 
A palavrinha serviço é masculina ou feminina? "O" serviço. É masculina, não é? Portanto, sem crase.


Mais alguns exemplos para esclarecer:


Ela gosta de andar a cavalo. o cavalo não há crase
Eu vou para a escola a pé. o pé não há crase
Não se deve fazer a prova a lápis o lápis não há crase
Não compro móveis a prazo. o prazo não há crase
Passou a camisa a ferro. o ferro não há crase
     




A crase também não ocorrerá diante de verbos no infinitivo, afinal de contas, um dos membros necessários para a fusão, o artigo feminino, não está presente, tendo em vista que não se usa artigo antes do verbo no infinitivo.



Ah, mestras, esperem um pouco! Eu falo, sim, verbo no infinitivo com artigo! Olhem esta frase: Ele começou a correr!



Estava demorando a surgir as perguntas de vocês hoje... Mas, queridos ninjas, chamados de noob exatamente por colocações como essas: esse "a" que vocês mencionam não é artigo, ele não está aí por causa da palavra "correr" mas ele pertence ao verbo "começar". Então o exemplo de vocês não invalida o que estamos dizendo, certo? O que estamos dizendo mesmo? Não se usa artigo antes de verbo no infinitivo. E se não se usa artigo, não tem crase.



Exemplo: Joãozinho está apto a participar do concurso.  
 
  
  Goten ( prep. a) Trunks ( art. a)  
Joãozinho está apto a   participar do concurso


Só temos o Goten de novo, não é? O Trunks anda muito folgado nesta meta de hoje...

Mais exemplos:


Voltamos a contemplar o céu. contemplar não há crase
Ela não tem nada a dizer. dizer não há crase
Estavam a correr pelo parque. correr não há crase
Continuamos a observar as plantas. observar não há crase
     


Exemplos suficientes, passemos ao seguinte caso. Muito fácil: não há crase antes de números cardinais.



Nossa, mestras, que nome engraçado, "cardinal"... Mas o que é isso?

 

É aquele número que expressa quantidade absoluta (1, 2, 3, 200...). E não iremos mais além disso porque, definitivamente, não se trata da nossa jurisdição.
 
Tendo em conta que até agora a crase não ocorreu em nenhum dos casos pelo mesmo motivo, por que vocês acham que não há crase diante de números cardinais?


*Baixando os olhos, deitando a cabeça no chão da caverna... Não fazer contato visual...*
 
 
 

 Que lindo, ninjas noob, que lindo... Todo esse esforço para não responder uma pergunta. Então, o motivo "inédito" (ironia) pelo qual não existe crase antes de números cardinais é porque antes de números cardinais não existe artigo! Ou seja, maldito Trunks, mal consigo ver seus movimentos!



Exemplo: Chegou a duzentos o número de feridos.
   
  Goten ( prep. a) Trunks ( art. a)  
Chegou a   duzentos o número de feridos


Lembrando que essa regra não serve para as horas, ok? Sobre as horas falamos lá na primeira meta desta missão especial. Se vocês perderam alguma coisa por lá, compensa voltar e rever!


Passemos a outro caso,  já estamos chegando ao fim desta meta de hoje. Até agora todos vivos, inteiros? Ah, vejo que sim, muito bom!


Não ocorrerá crase diante da maioria dos pronomes e das expressões de tratamento, com exceção das formas "senhora", "senhorita" e "dona".  Será que desta vez alguém pode me responder por quê?


...
 
 ...
 
 mmm...
 
 ahmmmm...

Por que antes da maioria dos pronomes não existe artigos, mas antes de "senhora" (a senhora), "senhorita"(a senhorita) e "dona"(a dona) existe artigo?

 
*Saltita pela caverna, dança o moonwalk, quase queima todo mundo com a tocha* Isso, meus queridos! Isso mesmo! O motivo "inédito" da meta de hoje, não é mesmo?


Vamos ao quadro para comparar o pronome "ela" com a forma de tratamento "senhora":


Exemplos: Eu disse a ela que você viria
                             Ela não queria fazer isso à senhora.

    Goten ( prep. a) Trunks ( art. a)  
Frase 1 Eu disse a   ela que você viria
O espaço onde deveria estar o "a" referente ao artigo está vazio, correto? Então, sem crase.
Frase 2 Eu disse a a senhora que ela viria
Já nessa frase 2, o espaço referente ao artigo está preenchido pelo "a". Como não podemos escrever  "a a senhora", vamos fazer o quê? Usar a crase!


Muito simples! Nosso terreno está tão firme que podemos até andar mais rápido! Continuemos, ninjas, já estamos alcançando o fundo da caverna!


Não haverá crase também em expressões formadas por palavras repetidas (cara a cara, frente a frente, gota a gota, etc.):



 Preciso falar com o Antônio cara a cara.



Não haverá crase quando o "a" estiver no singular diante de uma palavra no plural:



As mulheres não resistem a homens educados.



Não se usa crase diante do artigo indefinido uma:



Diante dos fatos posso chegar a uma conclusão.
a (preposição) + uma (artigo) não pode fazer  fusão e se tornar "à". No máximo seria um "auma", mas aí fica parecendo que eu escrevi a palavra "alma" errado...




Também não se usa crase diante da palavra "terra", quando a palavra significar "terra firme", funcionando como o contrário de "mar" ou "ar", sem estar especificada.



                    Nossa, esperem, mestres, acho que caímos em uma armadilha! Help, please!


Deveríamos deixar vocês aí só por causa do "help, please!" Isso é uma caminhada em português, apesar de ser iniciada em um dojo e formarem ninjas...


Não se acentua a palavra terra, amores de nossa vida, quando ela é o contrário de mar ou ar, simplesmente porque, nesse caso, ela significa "chão firme", "solo", e não está especificada. Vamos a uns exemplos para desanuviar a mente:


1. Os marinheiros voltaram a terra. terra = terra firme (a gente sabe especificamente que terra é essa? Não). Não há crase.
2. Os astronautas voltaram à Terra. Terra = planeta Terra (é um planeta específico? É! Terra é o nome próprio do planeta). Há crase.
3. Irei à terra de meus avós. terra = terra firme (a gente sabe que terra é essa? Sabe, ué, está na frase, é a terra dos meus avós). Há crase.

Saíram todos da armadilha?

Perfeitamente, mestras!


Continuando. Mas não andem! Fiquem aí! Esperem que vamos desarmar mais uma armadilha! Nem sequer respirem por agora:

Algo semelhante ao que aconteceu com a palavra terra vai acontecer com a palavra casa, no sentido de "lar", "moradia". Quando ela não estiver especificada, não haverá crase:

Exemplo:

Vou a casa dormir.


De quem é essa casa da frase? Infere-se que seja da pessoa que está dizendo que vai dormir.

Agora, se ela for uma casa específica, diferente, aí haverá crase:


Vou à casa dos meus avós dormir



Essa casa é de quem? É a casa dos avós.


E se eu morar com meus avós?


Aí seria mais adequado você dizer "vou a casa dormir", fazendo com que retornemos ao primeiro exemplo.

Queridos nossos, agora vamos empunhar nossas armas porque a batalha está chegando ao fim.


Vamos ao resumo da nossa caminhada de hoje:


Resumo - Crase (parte III)
Casos em que NÃO ocorre a crase: Exemplos:
1.Diante de substantivos masculinos. Eu gosto de andar a cavalo.
2.Diante de verbos no infinitivo Ele começou a correr.
3. Diante de números cardinais. Chegou a duzentos o número de feridos
4. Diante da maioria dos pronomes e das expressões de tratamento, com exceção das formas "senhora", "senhorita" e "dona" Ela queria se declarar a ele.
5.Diante de expressões formadas por palavras repetidas. Eu quero falar com o Antônio frente a frente .
6.Quando o "a" estiver no singular diante de uma palavra no plural As mulheres não resistem a homens educados.
7.Diante do artigo indefinido uma: Eu não pude chegar a uma conclusão ainda.
8. Diante da palavra "terra", quando a palavra significar "terra firme", funcionando como o contrário de "mar" ou "ar" e não estiver especificada Os marinheiros ainda não retornaram a terra.
9. Diante da palavra casa, no sentido de lar, moradia, quando não estiver especificada. Vou a casa dormir.




Prontíssimo! Agora todo mundo congelado até a próxima quinzena! Sério mesmo! Só vale descongelar para colocar os ensinamentos em prática!


Um abraço, queridos do nossos corações!

Lady Salieri e Nah Rangel


Comentários

Gabriella Jackson

06/10/2015 às 15:15

Nunca pensei que fosse virar amiguinha da crase



22/09/2015 às 03:27

A maioria que aprendi aqui, foi algo que nunca ouvi falar. Mas que bosta de escola eu estudo, que não me ensinaram isso?? Continuando a Jornada para o Ninja Supremo



LRB1805

09/07/2015 às 10:34

Adorei a aula! Quem me dera que todas as professoras de português fossem assim... Ajudou muito mesmo!



amanda

02/05/2015 às 17:00

como sempre uma ótima aula



André Chris

30/04/2015 às 21:19

Mais explicado que isso é impossível!



Saky Mangekyo

15/03/2015 às 10:46

Kkkkkk você é muito engraçada.. As vezes leio cantando!!



06/08/2014 às 07:12

subi de level :3 quanto XP essas aulas me dão *---*



Peegakat

20/06/2014 às 03:38

Ninja noob subiu de level T^T Ninja noob diz que o site está de parabéns e que merece uma medalha. Ninja noob agradece.



Joy

04/06/2014 às 18:12

Amei essa aula, continuando aqui kk...



Manuella Rosie

19/04/2014 às 11:16

Demais essas aulas! A crase é sempre traz alguma dúvida na hora de escrever um texto, mas agora estou esclarecendo as coisas... Definitivamente, saindo das armadilhas! Essa dica mesmo das palavrasterraecasafoi muito útil, mestras!