[ Comentários ]

A Culpa é das estrelas- A continuação escrita por Gisc


Capítulo 2
Junto ao Gus.


Notas iniciais do capítulo

Espero que gostem.




Augustus Waters, é, parece que vamos nos reencontrar, finalmente poderei olhar novamente seus olhos azuis, poderei flertar com ele novamente, isso me faz feliz e triste, feliz porque irei encontrar Augustus, triste porque magoarei a todos, finalmente como tinha dito a Gus, explodirei.Prefiro ficar lendo UAI a companhia de pessoas, afinal se irei explodir, esse é o melhor a fazer, ficar em casa, lendo Uma Aflição Imperial ou vendo V de vingança, que me faz lembrar o Gus, mas logo Augustus Waters estará perto de mim novamente, quero ouvir pelo menos mais um "Okay" dele, é, Gus, o Okay é o nosso sempre...Ficaremos juntos Gus.Fui ver o e-mail de Lidewij e refletir sobre ele. Eu ainda me lembrava que no fim Gus dizia "Eu aceito minhas escolhas, espero que Hazel aceite as delas." É, Gus, eu aceitei...Mas tudo que pensei é me juntar a você ver seus lindos olhos azuis, ver o Gus falando sobre metáforas.Agora finalmente compreendo o que Gus disse quando "A dor precisa ser sentida." É, isso que é a dor, estou sentindo ela nesse exato momento, penso em retirar o tubo de oxigênio e esperar a escuridão, afinal de uma maneira ou outra estarei junto a Gus, mas penso em minha mãe, se fizer isso agora, talvez nunca mais possa vê-la, então gostaria de ficar com ela.Vou mexer no meu laptop e vejo que um e-mail chegou, é de Lidewij.

Querida Hazel,

O Peter descobriu a cura para seu câncer, não sei se você já sabe, porém gostaria muito de avisá-la caso não saiba, Peter tem andado muito ocupado desde que ele fez essa incrível descoberta, infelizmente não podemos sair distribuindo de graça, Hazel, lamento...

Com carinho, sua amiga, Lidewij.

É, agora está comprovado, vou me juntar ao Gus.

–Querida saia um pouco.-disse minha mãe.

–Ah, mãe...

–Vai te ajudar, querida.

–Ah...tudo bem.

Tudo que faço é ir visitar o Augustus Waters ou seja visitar o Cemitério Crown Hill, minha mãe me leva até lá, o túmulo de Gus ainda estava novo, foi assim que identifiquei o túmulo de Gus.

–Augustus só quero que saiba que estaremos juntos, okay ?-sussurrei.

Ai me lembrei que Gus não estava mais lá, para responder "Okay" e eu flertar com ele.



Notas finais do capítulo

O capítulo ficou curto mesmo, foi mal gente.



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "A Culpa é das estrelas- A continuação" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.