[ Comentários ]

The Blood Of Olympus escrita por Jhey Lopes


Capítulo 3
Todos os Meus Amigos Morrem


Notas iniciais do capítulo

Hey, Não aguentei de ansiedade e postei o capitulo :P




–Olá, Quanto tempo em Luke? –eu disse olhando para o garoto parado na porta, eu estava desesperado, com medo, minha cabeça girando e tudo parecia meio esverdeado, o que ele estava fazendo ali? Ele estava morto não estava? Ele fazia parte dos planos de Gaia? Ela o passou pelas Portas da Morte antes que eu e Annabeth as fechássemos? E Por que Quíron o deixou ficar no acampamento? As perguntas faziam minha cabeça girar mais ainda parecia que eu ia desmaiar mais precisava ser forte, por Annabeth.

–Ola Percy, Annabeth, vocês cresceram –Luke respondeu, ele parecia ansioso, com as mãos nos bolsos parado na porta, como se estivesse impedindo alguém de entrar, ou apenas a mantendo como rota de fuga caso algo desse errado. Mas na verdade o que mais me incomodava eram os olhos, como se a qualquer momento eles pudessem mudar do azul para o ouro, mais a única coisa que tinha em seus olhos era, orgulho? Amizade? Saudades? Não sei dizer, isso é tão confuso.

–Então, er... Você é o famoso Luke? O cara que se refrescou no Estige, pegou o raio de Zeus emprestado pra uma festinha, deixou um titã possuir seu corpo, tentou destruir os deuses e morreu como herói? Prazer sou Leo Valdez o Garoto em Chamas.

–Prazer garoto em chamas, mais o verdadeiro herói aqui é Percy. –disse Luke entrando no chalé, ainda perto da porta suficiente para mim não enxergar o que tinha do outro lado,com um sorrisinho ele apertou a mão de Leo e recuou como se tivesse sido queimado.

–Lógico que o verdadeiro herói aqui é o Percy, Luke. –disse Hydlav chegando mais perto empurrando Luke quando passou por ele, ele parou na minha frente. –Artemis e Zöe me contaram quase todas as suas aventuras, algumas eu vi no filme de inicialização do acampamento, outras os deuses me contaram, Hades me contou sobre a espada, Zeus sobre como recuperou o raio, Ares como venceu ele em uma luta –enquanto ele falava ele ia representando as coisas, pulando pra cá e pra lá, dando socos e chutes no ar, empurrando Luke pra perto de Nico para que tivesse mais espaço, então ele parou perto da porta, onde Luke estava a alguns minutos –Atena me contou como você recusou a imortalidade por amor. –ele disse olhando para Annabeth com um olhar de irmão orgulhoso e, por alguns segundos seus olhos azuis derreteram até chegar ao cinza, Annabeth afrouxou o aperto do meu braço, como se seus medos tivessem ido embora junto com o azul dos olhos do menino.

–Cale a boca projeto de deus –eu só vi na hora que o menino foi jogado de lado fracamente e alguém entrou no meu chalé, alguém que eu me recusei a acreditar que estava ali. –Você fala de mais e deixa as pessoas escutarem de menos. Parece que a cabeça de Percy vai explodir, então acho melhor eu acionar o detonador logo de uma vez, Percy, Gaia forçou Hades a nos trazer de volta do mundo dos mortos para participarmos dos Jogos, para que quando morrermos novamente causar ainda mais dor nos deuses e em vocês. –disse Zöe entrando totalmente no meu campo de visão, ela parecia à mesma, assim como Luke não mudou nada. Isso era tão confuso.

Senti uma enorme pontada em minha cabeça e minha visão ficou totalmente esverdeada a dor era imensa, eu não podia suportar, a única coisa da que me lembro antes de desmaiar era de Quíron aparecendo na porta e gritando um “segurem ele!” e de uma dúzia de mãos me amparado para que não batesse com a cabeça no chão.

No sonho minha cabeça ainda doía um pouco, eu estava em um verdadeiro campo de batalha, meus amigos tentando matar uns aos outros, e no centro de tudo estava Annabeth com sua adaga e Luke com Mordecostas tentando proteger o pequeno Hydlav que empunhava uma espada de ferro Estigio como a de Nico, a única diferença era que a dele tinha pequenos pontos de luz, como estrelas, de uma dúzia ou mais de dracaenaes. Eu tinha que mandar os outros pararem de tentar se matar e ajudar Annabeth, mais minha voz não saia, tentei correr mais era como quando lutei contra Cronos (no corpo de Luke) no Princesa Andrômeda, meus movimentos eram lentos de mais, pesados de mais, enquanto eu lutava para me mover até meus amigos eu vi cada um deles cair, Thalia, Jason, Dakota, Nico, Clarisse, Piper, Leo, Hazel, Frank, Octavian. Até que sobrou apenas Annabeth, Luke e o garotinho no meio de todos aqueles corpos, eu estava chorando, gritando sem ter voz, correndo sem sair do lugar, o primeiro a cair foi Luke, em seguida Annabeth, o garotinho quando percebeu que estava sozinho começou a lutar contra os monstros, pulverizou seis das mulheres mais a lança de uma delas acertou seu braço da espada, icor dourado meio avermelhado escorreu por seu ombro, eu quis gritar pra ele correr, fugir, sair dali, mais já era tarde de mais, ele mudou a espada de mão e matou mais três mais sua retaguarda estava desprotegida. O olhar de dor e medo nos olhos do menino fez a terra rir. “Isso não é melhor que dominar o mundo? Vocês destruindo a própria espécie? Esse é o seu futuro pequeno herói, só você voltara vivo, causando a ira dos deuses que eles mesmos iram matar você. Agora acorde que a morte lhe espera.” Gargalhou Gaia.

Eu acordei com tapas em meu rosto e logo em seguida uma cascata de água super gelada, abri meus olhos e tinha mais vinte e quatro me olhando.

–Ah! Finalmente Percy! –disse Annabeth pulando em cima de mim e me beijando, eu estava deitado em algo macio e quente, minha cama, quanto tempo. –O que aconteceu? Você apagou do nada, e depois ficou gritando “Eu preciso salvar eles”, “corram”, “parem com isso seus idiotas” e ai você começou a chorar, digo chorar mesmo Percy, chorar como eu nunca vi alguém chorando na vida.

–Tentamos te acordar de tudo quanto é maneira, desculpe pela água –disse Nico ao meu lado levantando o copo no meu campo de visão.

Olhei em volta, estavam realmente todos ali, Jason abraçado com Piper, Leo rodando uma chave de fenda entre os dedos, Frank com Hazel, Nico, não vi Quíron em lugar algum, mais o que fez minha cabeça realmente doer foram as quatro pessoas no canto do chalé, Clarisse, Luke e Zöe, tentando acalmar o menino que estava sentado em uma das cadeiras tomando um grande copo de água com açúcar, os olhos dele estavam de um azul tão claro que quase parecia branco, suas pupilas uma fenda, o olhar de puro medo. Isso trouxe meu sonho para a realidade, eu estremeci.

–Como está se sentindo ? –perguntou Nico, vi Jason sorrindo pra ele e o pobre do menino ficando vermelho, o que aconteceu que eu não tava sabendo?

–Me sinto molhado, e como se os pôneis de festa tivessem passado por cima de mim. –eu disse me levantando.

–Sim Percy está bem. –disse Quíron entrando no chalé em sua cadeira de rodas. –Então criança, quer me contar o que aconteceu?

Eu estremeci eu queria mesmo contar aquilo para todos eles? Contar em como eu vi cada um deles morrer, e não fiz nada para salvá-los? Eu olhei para o garoto no canto do meu quarto, agora com o mínimo sorrisinho no rosto, eu podia ouvir Zöe e Luke contando coisas engraçadas para ele, nossos olhos se encontraram e nesse exato momento eu sabia que ele tinha visto a mesma coisa que eu.

–Sim eu quero Quíron, mais primeiro, de quem o menino é filho mesmo? –eu perguntei.

–Apolo –respondeu Clarisse ao mesmo tempo que Nico dizia –Atena –eles trocaram um rápido olhar e responderam novamente juntos. –Uma longa e complicada historia.

–Sim, mais a única longa e complicada historia que será contada essa noite, será a do sonho de Percy, não é? –disse Quíron.

Eu resmunguei um “Sim” e comecei a contar, poupando alguns detalhes, os piores deles, de vez em quando o garoto me interrompia e contava mais detalhes da parte do ponto de vista dele. Quando terminei de contar todos estavam olhando para mim. Annabeth me abraçou Nico colocou uma de suas mãos em minhas costas e deu alguns tapinhas. Eu olhei pra ele e sorri, ele retribuiu. Era uma visão assustadoramente assustadora a de Nico Di Angelo sorrindo.

–Então –Quíron pigarreou para chamar nossa atenção –Então crianças, vamos conversar sobre isso semana que vem quando os deuses estiverem calmos o suficiente sobre a volta de Luke e Zöe , enquanto isso, daqui a pouco é o jantar então cada um para o seu chalé, acho que Percy quer descansar um pouco. –ele sorriu pra mim e continuou falando. –Clarisse acompanhe Frank e apresente-o para seus irmãos como filho de Marte, e também leve Hazel até o chalé de Hades. Hã, Jason, sua irmã está ai com o resto das caçadoras, mais ela esta no chalé de Zeus, bom que vocês podem conversar um pouco. Leo pro chalé nove, Piper para o dez, Luke pro onze, Annabeth acompanhe Hydlav e Zöe até o chalé de Artemis e depois siga para o seis, Nico você vem comigo. Bom Percy, você já esta aqui, então vou indo, vejo todos vocês na hora do jantar.

Quíron falava como se no tempo em que ficamos fora tivéssemos esquecido em que chalé ficávamos, fazendo a gente rir mesmo depois desse drama todo. Depois que todos tinham ido cumprir as ordens de Quíron eu fiquei sozinho, dei uma volta pelo chalé e descobri que agora eu tinha um banheiro, não estava ali há alguns meses. Cara pareciam anos desde a última vez em que estive ali. Tomei um rápido banho, vesti uma bermuda jeans e uma camisa do Acampamento laranja, que por sinal era de Tyson pelo tamanho em que ela ficou em mim, penteei meus cabelos, precisava de um corte, minha franja já estava batendo quase abaixo dos olhos. Eu vi o som da concha.



Notas finais do capítulo

Muito Dramático? Gostaram o não? A Fic fica ainda melhor quando vocês comentam ou incentivam ^-^



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "The Blood Of Olympus" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.