[ Comentários ]

Lua De Mel, Amor E Desejo Sem Fim... escrita por Daiandra Castro


Capítulo 60
O Pensamento distante e as uvas


Notas iniciais do capítulo

o/ meta concluida o/
Parabéns leitores! 300 comentários foram alcançados!
E como prometi, teram surpresas...
Muitos estão me pedindo que faça a continuação da vida de P&CD após a lua de mel...
pois bem, eu não posso, desculpem, não posso mesmo, com meu bb chegando acaberei deixando a história pela metade e não quero isso...
maaaaaaaaaaaaaaaaaaas...
Farei em presente a vcs, pelo carinho e dedicação, o
"1 mês na casa Bracho. Após a lua de mel'
Será uma história com exatos 31 cap, mais o cap extra, que assim como essa fic, a próxima tera tbm.
Será contado desde a chegada, até a descoberta da gravidez de paulina e a felicidade de todos.
Espero que tenham gostado do presente, mas enquanto isso não rola...

Vamos acompanhar a lua de mel???

bj bj bj
Cap 60:




Ali, naquelas almofadas o casal trocou juras de amor eternas e se amaram com a maior intensidade possível. Após adormecerem parecia que aquele ato de amor não cessava.

Paulina estava prendida nos braços de Carlos Daniel, era o lugar mas maravilhoso para estar. Carlos Daniel deitado sobre ela, recostava sua cabeça, entre aqueles seios perfeitos de cor clara. Uma de suas mãos estava atrás do pescoço de Paulina segurando sua nuca, enquanto a outra estava firme na cintura da amada.

Algum tempo depois, Paulina acabou acordando. Seus olhos demoraram a abrir, ela não acreditava que aquilo tudo era realmente verdadeiro, tudo parecia um sonho, um mundo encantado, algo que ela achava que nunca viveria.

Ao dar-se conta de onde estava, começou a recordar de quão maravilhosa havia sido tudo aquilo, o quão intensamente eles haviam feito amor, e quantas juras de amor eternas haviam sido trocadas.

Paulina por alguns segundos observou o corpo de Carlos Daniel sobre ela. Ele a prendia em seus braços como se jamais fosse deixa-la sair de lá. Paulina calmamente se movimentou, com a intensão de tirar Carlos Daniel de seu corpo, mas ela não queria que ele despertasse. Movimentou-se cuidadosamente. Depois de alguns minutos conseguiu remove-lo de seu corpo sem que ele despertasse.

Paulina o admirou por alguns minutos o quão belo estava ali, adormecido depois daquele ato marcante. Ao admira-lo, as palavras de Carlos Daniel corriam por entre a mente de Paulina, fazendo seus olhos brilharem mais ainda com uma pequena lágrima que brotou daquelas lembranças.

Após alguns minutos, Paulina levantou-se das almofadas, e enrolou seu corpo em uma das toalhas. Foi em direção a pequena mala que havia próximo a agua. Ao abri-la retirou um biquíni vermelho que estava entre as roupas, e então o vestiu. A fome começava a adentrar o estômago de Paulina.

Carlos Daniel permanecia adormecido entre aquelas almofadas e edredons.

Paulina foi até a cesta de frutas e alimentos e pegou um grande cacho de uva verde. Ela adora uvas, ainda mais essas verdes. Ela foi em direção a cachoeira, sentou-se em uma das pedras e colocou seus pés dentro d’agua. Ali, saboreando aquelas uvas deliciosas, Paulina relembrava o quão difícil havia sido tudo desde caiu quase de paraquedas na vida da família Bracho. Lembrou a maneira como foi seu primeiro encontro com Carlos Daniel, aquele pequeno beijo quase roubado no aeroporto, como as crianças a admiravam e o quão rapidamente ela se apaixonou por todos, principalmente pelo pai das crianças. Tudo foi muito difícil. Renegar um amor como o que sentia por Carlos Daniel foi terrível. Beija-lo desejando permanecer naqueles braços sem poder se entregar foi uma tortura. Mas graças a Virgem de Guadalupe tudo calmamente se organizou. Aquele amor intenso pode ser trocado. O Casamento aconteceu, e hoje tudo parecia um sonho. Eles, ali, podendo se amar, ficando juntos o resto de suas vidas, era um sonho que se concretizava, fazendo-os o casal mais feliz do mundo.

Paulina com o pensamento tão longe nem percebeu que Carlos Daniel havia despertado.

Carlos Daniel acordou e rapidamente sentiu falta do corpo da amada tocando o dele. Seus olhos rapidamente a buscaram em cada centímetro daquele espaço. Logo, os olhos de Carlos Daniel avistaram Paulina. Ela estava de costas para as almofadas. Ele, ao vê-la ficou admirando-a por alguns instantes. Levantou-se daquela cama improvisada e enrolou a toalha na cintura enquanto ia em direção a ela.

Paulina estava tão distraída pensando em tudo que nem percebeu o amado aproximando-se dela.

Carlos Daniel notou que Paulina não estava percebendo sua presença próximo a ela. Em uma maneira brincalhona, porem carinhosa, Carlos Daniel abaixou-se ao lado de Paulina, dando um rápido beijo em sua bochecha. Paulina deu um salto devido ao susto que havia levado. Seu cacho de uva, voou dentro da agua.

–Carlos Daniel! Você me assustou! –disse Paulina seria devido ao susto imenso.

–Eu sei meu amor. –Carlos Daniel caiu em gargalhadas.

Paulina não conseguiu manter-se firme e logo caiu em risos também.

Carlos Daniel sentou-se atrás de Paulina, colocando suas pernas ao redor dela. Paulina recostou seu corpo no peito de Carlos Daniel, ele a envolveu a cintura com os braços. Ali permaneceram por um longo tempo, admirando a queda d’agua e aproveitando aquele dia mágico.



Notas finais do capítulo

Gostaram do cap e da fic extra?
espero que sim!
Comentem ai o que acharam do cap e tbm da ideia da próxima história.
Aguardo comentários! muitos beijos!



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Lua De Mel, Amor E Desejo Sem Fim..." morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.