[ Comentários ]

Lua De Mel, Amor E Desejo Sem Fim... escrita por Daiandra Castro


Capítulo 57
Necessitamos apenas de: Amor Intenso.


Notas iniciais do capítulo

Oi gente! descupem ai a demora pra postar, mas minha criatividade tinha fugido atras do Colunga... só pode, pq tinha desaparecido... rsrrss
Bom, deixo aki um super beijo pra amada Julia Andrade que recomendou a fic! Muito obeigado hermosa!
Fiquem com o 57, e como hj a inspiração voltou, postarei ainda hj o 58.
bj bj bj




Com aquele simples movimento com a cabeça, Paulina sabia que seria o seu fim, ou melhor, o começo de um prazer sem fim. Sua pele estava úmida de caldo de manga e ao mesmo tempo suada e fria, esperando que Carlos Daniel a aquecesse da melhor maneira possível.

Carlos Daniel cuidadoso como sempre, afastou ainda mais as pernas da amada, de uma maneira que ele pudesse adentrar o corpo da esposa totalmente. Levemente, deitou seu corpo entre as pernas de Paulina, beijando ainda suas coxas.

Paulina respirava com força, pressa. Era possível sentir em sua respiração o desejo que a consumia. Quanto mais a boca de Carlos Daniel aproximava-se de suas partes íntimas, mais ofegante Paulina ficava. Além do toque do amado, sentir sua respiração quente tocando sua pele, a deixava louca.

Carlos Daniel levemente tocou as partes íntimas da amada com os lábios. Sua boca estava quente e úmida com todo aquele caldo de manga. Paulina ao sentir o toque do amado seu corpo se contraiu por completo. Com toda a força que conseguiu transmitir naquele momento, Paulina apertou sua mão que estava entrelaçada com a de Carlos Daniel, mostrando a ele o quanto tinha sentido sua carícia.

Paulina com a intensão de descarregar o desejo, jogou a cabeça para trás e começou a morder os lábios. Logo a boca de Carlos Daniel se perdia nas intimidades da amada. Paulina que não aguentava tamanha tortura, delirava em meio as caricias do esposo. Seu corpo tremia e ao mesmo tempo suava. Sua mão estava se perdendo em meio aos cabelos do amado e logo estava no ombro de Carlos Daniel. Ela o apertava com força, transmitindo a ele o quanto ela o sentia.

Carlos Daniel, que até o momento acariciava a amada apenas com os lábios, levemente tocou com a língua o clitóris da amada. Paulina gemeu, e com firmeza apertou suas unhas nas costas do esposo, fazendo levemente a pele de Carlos Daniel escamar.

Carlos Daniel sabia que daquela forma a levaria ao delírio. E isso já não estava a tardar. No momento que Paulina gemeu, Carlos Daniel realmente perdeu o controle. Ele não podia escutar nenhum som da amada demonstrando prazer, que seu corpo se perdia em meio ao dela. Era quase algo inacreditável.

Sua boca rapidamente começou a se perder em meio as intimidades de Paulina. O corpo dela pedia carícias cada vez mais, em silêncio. E o corpo dele, entregava tudo o que ela desejava com movimentos intensos e prazerosos.

As mãos de Paulina firmemente seguravam o corpo de Carlos Daniel contra o dela. Aquele prazer todo estava levando-a a loucura. Ela sabia que não aguentaria ali muito tempo. Seu corpo queria mais. Mesmo delirando, ela precisava de mais. Ela queria muito mais de Carlos Daniel. Ama-lo era algo inexplicável, uma sensação única a cada instante, e era disso que ela necessitava: amor intenso.

Levemente Paulina soltou algumas palavras de seus lábios, pedindo a Carlos Daniel aquilo que ele também queria.

–Vem amor... –Paulina sussurra baixinho – vem amor, vem minha vida.

O som das palavras foi mínimo, mas para eles era reconhecível a quilômetros. Carlos Daniel afastou seus lábios da amada com calma, deixando ali, marcas de amor. Suavemente tocando todo seu corpo ao dela, deslizou-se ao encontro de sua boca. Passando em seus seios, foi inevitável o contato, e uma leve mordida surgiu, deixando Paulina mais arrepiada ainda.

Seus lábios deslizaram pelo pescoço de Paulina até encontrarem os lábios dela. Foi mágico. O toque foi leve e o amor fluiu intensamente como sempre. O beijo começou leve, procurando o encaixe perfeito. Quando aqueles lábios feitos um para o outro se completaram o beijo tomou forma, e logo ficou quente e apaixonado.

As mãos de Paulina puxaram com leveza o corpo de Carlos Daniel totalmente ao encontro dela. Aquelas mãos claras, que suavam demasiadamente ao entrar em contato com todo aquele prazer que o amado a proporcionava, deslizavam no corpo másculo do esposo, deixando apenas o sentimento comandar.

Os beijos eram firmes, apaixonados. Seus lábios estavam vermelhos e levemente inchados. Com tanto amor a trocar, isso era apenas o começo.



Notas finais do capítulo

Gostaram meus amores?
O que será que ainda pode acontecer com esse amor intenso?
aguardem o 58!
e comentem ai amores!
Ah e quem puder, deixe sua ideia, crítica, opnião, ok?
bj bj bj
ah, e #FelizCumplePrincipeGabo rsrsrsr



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Lua De Mel, Amor E Desejo Sem Fim..." morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.