[ Comentários ]

Lua De Mel, Amor E Desejo Sem Fim... escrita por Daiandra Castro


Capítulo 2
A noite de... vergonha


Notas iniciais do capítulo

espero que gostem!




Enfim a recepcionista concluiu a papelada da reserva e entregou as chaves a Carlos Daniel.

–Vamos meu amor? -Pergunta Carlos Daniel sorridente

–Va-mo-s. –responde Paulina ainda sentindo muito frio...

Ao Entrar no Elevador, Carlos Daniel abraça a amada com a intensão de aquece-la e demonstrar seu afeto.

O Elevador para. Carlos Daniel leva a amada até o quarto.

A Noite esta congelante. Carlos Daniel abre a porta com pressa, escutando o bater dos dentes de Paulina de frio.

–Calma meu amor, já vou entrar e acender a lareira. –diz CD

–perfeito, estou quase congelando- ri Paulina

Ao entrarem no quarto, Paulina observa tudo enquanto Carlos Daniel acende a lareira. Ela esta com tanto frio que mal se move ao entrar no quarto.

O quarto é imenso, a Cama está com um lindo lençol de seda branco, e sobre ele, pétalas de rosa exalam um perfume maravilhoso. A Vista do quarto é linda. De frente para a cama, enormes janelas de vidro mostram o quão bela é a cidade. As luzes indiretas levam ao quarto um enorme clima romântico e aconchegante.

Carlos Daniel vai até Paulina e a pega no colo.

–Carlos Daniel!

–Que foi amor?

–Que é isso?

–Estamos no início da nossa lua de mel, e é isso que os maridos fazem ao entrarem no quarto com suas esposas meu amor. –CD ri e fecha a porta com o pé.

Paulina rí e o abraça

–Mas amor...

–shiii... – Carlos Daniel a cala com um beijo terno e a leva em direção a cama.

Com toda a delicadeza do mundo e todo o amor que poderia ser demonstrado na face da terra, Carlos Daniel a deita suavemente na cama, deitando-se sobre ela.

Ele a beija com amor, paixão, desejo... Sua vontade de ama-la aumenta a cada milésimo de segundo.

Paulina ainda com um pouco de frio, vai se aquecendo nas caricias do amado, deixando o amor conduzirem sua mente. Carlos Daniel alisa seu pescoço dando leves beijos. Beijos que estão fazendo paulina começar a suar depressa.

As Carícias se intensificam, e CD com toda a delicadeza, começa a soltar os botões do vestido da amada.

Paulina, suspira e começa a ficar ofegante. Seu corpo esta desejando cada vez mais as carícias do esposo. Suas mãos viajam pelos cabelos e costas de Carlos Daniel. Ela a puxa com força para mais próximo de sua boca, o beija forte, pressionando sua boca com intensidade contra a dele, deixando-os sem ar.

Carlos Daniel vai a loucura, ele nunca imaginou que a amaria tanto assim. Só de tê-la em seus braços, já se sentia satisfeito, mas com o andar das carícias e beijos, ele a desejava mais a cada segundo. Ele não se conteve, começou a beija-la com força, enfiando as mãos por baixo do corpo dela para sentir suas costas, ela estava quente, e isso fazia com que ele ainda a desejasse mais.

Quando Carlos Daniel começou a beija-la com força, e terminava de desabotoar o vestido, começou a puxa-lo para baixo com a intensão de despi-la.

Paulina intencionalmente soltou um gemido sussurrado e entrelaçou as mãos no cabelo de CD.

–Carlos Daniel, espera... –Pede Paulina sussurrando.

–Que foi meu amor? –Carlos Daniel pergunta com medo de que tivesse machucando a amada- te machuquei? O que foi?

– Não, é... é que... –Paulina fica envergonhada e começa a Gaguejar – é que, eu...

–Que foi meu amor? Diga... –Carlos Daniel diz alisando o rosto da amada que fica vermelho.

–Eu nunca tive ninguém.. você sabe, e... e...

–Eu sei amor, mas o que tem isso?

–Eu estou com um pouco de medo. –Paulina diz baixinho

–Medo meu amor?

–sim, eu te amo tanto, esperei tanto por isso, mas sim, estou com medo... –diz paulina enchendo os olhos de lágrimas...

–oh meu amor, -Carlos Daniel a abraça- desculpe, eu prometo cuidar de você, vou te amar sempre, e prometo te fazer feliz sempre, eu juro. –Diz Carlos Daniel rolando para o lado de Paulina.

–Eu te amo tanto... –diz paulina quase chorando.

–Eu também te amo meu amor, minha vida.

Carlos Daniel a abraça e a coloca sobre seu peito.

Paulina esta com um pouco de vergonha por ter falado tudo aquilo para o marido. Ela estava com medo de decepciona-lo e então começou a chorar...

–O que foi minha vida? – pergunta CD puxando seu rosto para vê-la enquanto sentia a lagrima cair em seu peito.

–Desculpa... diz Paulina.

–Desculpa de que amor meu?

–por ter te falado isso... sei que você...- Carlos Daniel a interrompe.

–Amor meu, eu te amo mais que tudo, e irei esperar o tempo que for pra te amar... diz CD a beijando com ternura.

–Eu Te amo. –Paulina levanta e o beija, fazendo CD ficar excitado e desejando-a como nunca..

Carlos Daniel a beija e as carícias começam a se intensificar tanto por ela quanto por ele.

Ela desabotoa o restante da camisa dele, o fazendo delirar. Ela o beija como quem pede suas carícias...

Mesmo estando louco de desejo e querendo ama-la, CD decide acalmar as carícias e tranquiliza-la. Não queria que Paulina se entregasse a ele com medo. Ele a desejava, mas queria que ela fosse sua por completo, sem medo...

–Amor, esta tarde, e frio. Vou tomar um banho para relaxar, vc vai querer também? Encho a banheira pra você caso queira... - Pergunta CD interrompendo os beijos e acalmando o fogo que havia entre os corpos.

–vá meu amor, eu vou ficar aqui. –Responde Paulina puxando o lençol para si, demonstrando estar encabulada.

CD a beijou e foi para o banheiro. Paulina deitou e ficou pensando o quão envergonhada e com medo estava, mas não sabia o porque disso, pois o que ela mais queria era se entregar a Carlos Daniel, ser amada por ele, deixar que ele fizesse dela sua esposa.



Notas finais do capítulo

Não me matem ainda! kkkkkk
Comentem!
ah e o próximo cap, vai estar apaixonante e..e... deixo na curiosidade! =P



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Lua De Mel, Amor E Desejo Sem Fim..." morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.