[ Comentários ]

Uma Outra Versão De A Usurpadora escrita por May Rodrigues


Capítulo 40
Capítulo 40"Onde você estiver quero que seja feliz


Notas iniciais do capítulo

Como prometido ,postei mais um capítulo ,este foi o capítulo mais rápido que eu já fiz ,e o escrevi e ao mesmo tempo estudei para uma prova ....mas agora bora ler o capítulo que guarda surpresas .....


Boa leitura




- Paulina eu precisava falar com você ,antes que ...você sabe ..- diz Carlos Daniel se aproximando de Paulina

– Sim ,eu...já estou arrumando minhas coisas ...vou embora hoje mesmo - dizia Paulina um pouco abatida ,e ausente e indo em direção ao seu quarto

Carlos Daniel no mesmo momento que ao ver que Paulina estava evitando puxa o seu braço dizendo :

– Espere Paulina ... quero conversar contigo sobre Carlinhos e Lisete vamos para sala .- diz ele ,a levando para sala .

Desceram as escadas em silêncio.Foram para a sala de estar .Paulina entrou primeiramente ,e se sentou no sofá .Carlos Daniel ficou por um momento na porta ,alisando as madeichas de seus cabelos,como fazia toda vez que estava muito nervoso ,depois começou a andar de um lado para o outro ,não sabia como começar ...até que foi até ela e disse:

– Por que as coisas tem que ser assim Paulina ?...as vezes tenho a certeza que o destino quer nos unir ,outras vezes penso que não nos quer juntos - dizia Carlos Daniel se aproximando de Paulina.

Paulina ouvia tudo digerindo atentamente ,aquelas palavras de Carlos Daniel ,corfirmavam que ele também não queria aquela tão repentina separação ,mas era o melhor que teria que ser feito ,ela já não aguentava mais ficar em uma casa onde ela era uma intrusa ,uma usurpadora ,ela precisava ter sua vida novamente .

Carlos Daniel tinha conciência que Paulina teria que se afastar da vida dos Brachos por um tempo ,mas tinha medo ,temor ,que este tempo durasse tanto tempo ,que fosse para sempre.Então seguiu falando com Paulina ,muito triste e olhando profundamente nos olhos dela.

– Você sabe muito que te amo ,e o por que desta separação - dizia Carlos Daniel ,sentindo que enfiava uma faca em seu coração.

Então Paulina se levantou e se aproximou mais dele e lhe disse:

– Sim ,quando vim para sua casa sabia que um dia iria embora ,por isso tudo o que você me disser ,eu irei saber compreender e aceitarei sem pestanejar.- disse Paulina disfarçando com um leve sorriso ,as lágrimas que caiam serenamente em seu rosto angelical .

Para ambos os dois estava sendo duro ,aquela separação ,iriam romper laços que pareciam indestrutíveis...estariam ferindo seus corações e um dia tinham descoberto o quão forte era o poder do amor .

Carlos Daniel então se aproximou mais de Paulina ,ao ponto de estarem tão perto ,acaricio suas bochechas delicadamente ,ele ,contornava toda a face de Paulina,fazia sempre os mesmos movimentos,parecia que estava decorando contornos da face dela .Algumas lágrimas caiam do rosto de Paulina e Carlos Daniel também derramava lágrimas ,tentava demonstrar firmeza ,mas não conseguia .Ele apenas a olhava tentando gravar o rosto da amada Paulina ,como se o seu cérebro tirasse várias fotagrafias de Paulina ,para nunca mais esquecer como era o rosto dela.

Paulina o olhava como se visse o desespero dele ,de perde-la ,de nunca mais a ver ,de nunca a mais tocar seu rosto ,suas mãos ,de nunca mais ouvir sua voz.Ela estava sofrendo também ,já o amava tanto ,não saberia mais viver sem ele,ele já era parte de seus sonhos ,de seus pensamentos,cada coisa o lembrava ,e não queria imaginar como seria sua vida sem ele por perto.

Carlos Daniel então pegou as mãos de Paulina e a beijou e disse em seguida ,com a voz falha por consequência do choro .

–... Estou... com medo... de te perder Paulina ,eu te amo tanto ,não sem viver sem ti - diz Carlos Daniel alisando as mãos de Paulina como fazia sempre quando as pegava nas mãos dela.

Ao ouvir que Carlos Daniel tinha acabado de dizer ,sentiu alguma coisa se despedaçar dentro de si,ela o amava tanto e sabia que ele o amava também .Lágrimas grossas começaram a correr lentamente sobre seu rosto ,não daria para ser forte neste momento ,apenas o abraçou .

Ficaram abraçados por minutos ,não queriam se soltar um dos braços do outro ,não queriam a despedida agora ,queriam acordar daquele pesadelo e ver que era só um sonho ruim e que ainda estavam juntos ou até sonhar com o futuro esperado ...verem eles casados e felizes .Mas essa não era a realidade .Se soltaram e então permaneceram em silêncio ,apenas os olhares falavam por si próprio.

– Também estou com medo - dizia Paulina ,tentava prosseguiur ,mas não conseguia - Te amo muito meu amor ,e te amarei para toda vida ...não duvide disso nunca .

Carlos Daniel apenas se deixou seguiur pelo seu coração ,não importava as circunstâncias ,ele tinha que beija-la naquele momento .Precisava de um beijo de Paulina ,mesmo que fosse o último .

Então seus lábios se aproximaram lentamente dos de Paulina,antes de se beijarem,o olharam incessantemente ,e então Carlos Daniel acaricio o queixo da amada na procura de guardar em seu coração a maciez de sua pele.Até que os lábios de Carlos Daniel encontraram e se tocaram com os de Paulina ,o beijo era suave ,delicado ...parecia que o beijo transparecia que tudo iria ficar bem ,que a tempestade iria acabar e que viveriam felizes novamente .Uma luz de esperança ascendia no peito de cada um .

Continuaram se beijando por alguns minutos...queriam eternizar este beijo ,desejavam o máximo possivel ,continuarem se beijando .Se beijaram até seus pulmões emplorarem por ar,mas mesmo assim continuaram com seus rostos juntos , em meio de respirações .O silêncio prevalecia naquela sala.Até que Paulina disse:

– Já está ficando muito tarde ,e tenho que chamar um taxi - dizia Paulina tentando não enrolar mais ,ambos os dois sabiam que estava chegando o momento do Adeus .

–Sim Paulina - diz Carlos Daniel se afastando de Paulina .- Quero seja feliz ,e que saiba...que te amo muito ,meu amor por você é imenso...e onde você estiver quero que seja muito feliz,porque estarei feliz também - diz deixando lágrimas cairem sobre seu rosto .

Paulina abriu um leve sorriso ,afirmando que sim,enquanto secava as lágrimas que a cada palavra dita por Carlos Daniel não deixavam de correr sobre seu rosto.

–Desejo apenas sua felicidade ,você merece ser feliz ...e ...Adeus ...eu..te amo muito também - dizia Paulina ,pausadamente pois ,não conseguia dizer adeus a tudo o que passou ,os momentos que viveu ao lado de Carlos Daniel ,adeus ao amor que sentia .

E antes que Carlos Daniel dizer adeus ,Paulina saiu daquela sala quase que correndo ,subiu as escadas ,como se alguma força a tivesse levando para o quarto .Depois entrou no quarto,e dsabou em lágrimas ,se encostou se na porta e chorou ...estava sofrendo tanto ,pela separação daquela família que tanto amava ,em tão pouco tempo .

Carlos Daniel permaneceu por pouco tempo na sala ,depois saiu de lá e foi para o escritório ,não queria ver Paulina indo embora ,porque sabia que não a deixaria ir ...e ela precisava ir ,se não iria para a cadeia .Se trancou no escritório e começou a reviver todos aqueles momentos que passou com Paulina .Em sua cabeça passava um flash back ,passava aquele tão linda história de amor que superou as tristezas de uma vida ,para terem momentos felizes .Era tão difícil saber que aquela história terminaria e não teria um final feliz,que só restaria lembraças de uma época momentânea feliz.

Paulina terminou de arrumar suas coisas ,mas sempre escorria uma lágrima em seu rosto ,ao recordar dos momentos felizes passados com Carlos Daniel .Ligou para um taxi ,esperou um tempo ,e depois saiu do seu quarto .Desceu as escadas cuidadosamente e silenciosamente ,seus passos até a porta eram calmos ,a cada passo ,lembrava dos momentos que esteve com as crianças ,com Vovó Piedade ,com Carlos Daniel ,mas seguia firmemente seu caminho .Quando chegou bem perto do portão onde já dava acesso a saída da mansão dos Brachos ,se despediu apenas com olhares ,levando consigo apenas lembraças dos momentos bons e ruins .Deixou as chaves do lado de dentro da casa e saiu ,um táxi já a esperava e em seguida entrou nele e partiu ...partiu para um lugar longe de lá...partiu sem rumo ...a única certeza que tinha era que o lugar que a esperava era longe dos Brachos...



Notas finais do capítulo

Ps:Não fiz uma revisão no capítulo ,por isso deve ter uns erros de português.

Tentarei postar o próximo capítulo em breve ,não vai demorar muito ,mas vou continuar a história não se preocupem .

e digam o que acharam deste capítulo ..porque faz tempo que não escrevo um ....beijos até o próximo



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Uma Outra Versão De A Usurpadora" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.