[ Comentários ]

Diário De Um Nerd escrita por iLoveShipper Sarawe


Capítulo 2
Capítulo 2


Notas iniciais do capítulo

Meninas valeu pelos reviews... Muito contente...
Bom ai ta a continuação...




Diário,

Tudo continua igual, eu amando a Carly e odiando Sam. O iCarly esta cada vez melhor, e nossa audiência aumentou bastante. Sam esta interessada por um colega meu da aula de Francês, o Jonah. É claro que ela não me disse nada, Carly quem pediu para eu falar com ele sobre ela. No inicio fiquei meio relutante, eu não entendo bem, mas não quero que ela saia com ele. A verdade é que não gosto quando ela fica afim de outros caras. Não é ciúme, pois é super diferente do que sinto quando é a Carly... Não sei, eu só não gosto. De qualquer maneira, amanha falarei dela pra ele

Ler fez lembrar-me do idiota do Jonah. Como posso ter me interessado por aquele garoto? O fato é que o único garoto “normal” que gostei mesmo foi o Freddie. O Nerd mais tapado da face da terra.

Mais paginas desinteressantes, as passei correndo...

Minha coluna começou a incomodar, decidi deitar na cama e continuar com a leitura.

Diário,

A Sam descobriu o maior dos meus segredos, e resolveu contar ao vivo para todo o público do iCarly. Agora eu presencio o verdadeiro inferno no colégio... – o nervosismo começou a dar inicio. Eu sabia o que vinha pela frente. Seriam as respostas que tanto afligiu por anos, ia conhecer o que ele sentiu aquela noite.

(...)

E o que menos esperava aconteceu. Sam admitiu nunca ter beijado ninguém também. Ao vivo no programa. Assim como fez comigo. Com uma pequena ameaça, é claro, o que me fez rir. Em quinze minutos ela apareceu na janela da escada de incêndio. Eu não sabia o que se seguiria pela frente ao deixa-la entrar e conversar comigo- meu coração batia num descompasso agressivo, dentro do meu peito. Será que ele gostou tanto quanto eu? - essa era a questão que martelava na minha mente- Nos beijamos! Entramos em acordo, não envolveu nenhum tipo de sentimento. Como sei, eu amo a Carly– fiquei arrasada com as palavras. Eu me sentia usada. Ele pagaria por isso- Foi meu primeiro beijo, e com a pessoa que odeio, então não tenho muito que falar. Só encostei meus lábios nos seus por uns oito segundos. Eu fiquei com uma vontade enorme de usar a língua, mas não abusei da sorte. Se aprofundasse aquele beijo ela poderia me jogar prédio abaixo”.

A raiva deu lugar a conforto. Esse Nerd me conhecia tão bem. Porque eu o jogaria mesmo. Qual é, era meu primeiro beijo! Já estava assustada demais para me preocupar em como usar minha língua corretamente.

Não tive as respostas que precisava. Fiquei contrariada, afinal, ele não dizia se tinha gostado. Decidi virar para a próxima.

Diário,

Carly está namorando um badboy babaca. Ela e Sam não param de falar nele, e babar. Eu esperava isso da Carly, porém nunca da Sam. Acredita que ela até tirou fotos dele sem camisa?! Por falar nisso, hoje me matriculei na academia escondido da minha mãe e das meninas, porque se a Sam ficar sabendo vai me encher muito”.

Tá explicado agora, da onde surgiu aquele físico gostosinho...

A nova da Sam, inventar que tem uma irmã gêmea. E pior é que a Carly e Spencer a incentivam com o plano contra mim. Mas, dessa vez, eu tô um passo a frente. Vou chamá-la para sair sábado à noite. Eu não gosto dela, gosto da Carly. Só vou chamar porque Sam nunca sairia comigo, ela não vai levar isso pra frente”.

Argh’ Como ele é burro de me confundir com a “encanto”...

Estava completamente enganado! Sam aceitou o pedido. Eu preciso pensar... Nada pode dar errado”.

Estava inteiramente absorvida no diário. Parecia aquelas adolescentes quando lia um romance; ansiedade a cada pagina lida, os risos histéricos, as mordidas nos lábios de expectativa... Carly sempre gostou muito de ler romances, a via fazer isso e não entendia... Até agora.

Acabei de chegar do encontro com a Sam. E, ela me beijou! Cara, o que a de errado com essa garota?! Me espanca, xinga, e ainda me beija? Ela tá vivendo mesmo o personagem... Ou é mesmo a irmã gêmea dela? Pensando melhor, Spencer nunca mentiria pra mim. E o encontro não foi lá divertido. Quero dizer, ela não me fez rir nem uma vez. Mesmo a odiando, Sam sempre me faz rir. E ainda era simpática e gentil. A Sam, nem se esforçando consegue isso. E quando me beijou parecia ser experiente e ousada. Depois do nosso beijo, ela só saiu com o Pete. E que eu saiba eles não trocaram salivas. Mais a tanta coisa que eu não sei dela, né?! Puckett porque me confundi tanto, hein?!”.

Diário,

Após um ano e meio com o iCarly, a Sam continua a me maltratar. Eu não entendo de onde vem tanto ódio, ela simplesmente decidiu me odiar e o faz. Devo concordar que é muito boa nisso. Semana passada, por exemplo, estávamos voltando da escola e passava um carteiro de bicicleta, ela me empurrou contra ele e minha cabeça bateu em um hidrante. Fiquei três dias surdo”.

Foi quando comecei a gostar dele, ou compreender meus sentimentos. Quando o conheci, realmente o odiei. Era mais um Nerd afim da minha melhor amiga, mas com a convivência do iCarly notei o quanto ele era inteligente, divertido e bobinho. E o tempo também foi muito bonzinho com ele.

Diário,

A Carly descobriu que Sam e eu nos beijamos. Sam acidentalmente contou para ela, e ela ficou toda histérica. Seriam ciúmes?- imaginei a cara do bobão todo felizinho. Argh’ idiota!– Uns presos, que o Spencer ajudava na prisão, nos prenderam juntos na cadeira, e fugiram do apê da Carly. Foi o que precisou para Carly perguntar se havíamos gostado do beijo. Não dissemos nada naquele momento, mas eu penso às vezes sobre isso. E, é. Eu gostei de beijar a Sam. Deus tomara que ela nunca chegue a ler isso, senão sou um homem morto”.

Ria de alegria, relendo a pagina varias vezes. Era maravilhoso saber disso!

Diário,

Acho que estou ficando louco, mas desconfio que a Sam tenha ciúmes de mim. Sempre que elogio uma garota ela parece incomodada com isso. E quando é uma garota que fica afim, ela simplesmente não gosta da menina. Normalmente ela não gosta de pessoas, porém fica mais hostil que o normal com as garotas que gostam de mim”.

(...)

Carly não me convidou para o baile da Garota que Escolhe. Ela chamou o Nathan, e por uma sorte do destino ele já tinha sido convidado. Recebi três convites. No entanto, ainda tenho esperanças da Carly me pedir. E hoje aconteceu uma coisa muito estranha. Quando Carly falava com a Sam sobre quem ela havia convidado, e ela respondia que não achava ninguém interessante e que se alguém quisesse teria que pedir pra ela, eu pensei em chamá-la. Foi uma ideia suicida, eu sei. Contudo, não pude controlar. Quando dei por mim já pensava em como seria nosso encontro”.

Eu não podia acreditar, ele pensou em me chamar. E porque não chamou? Assim ele não iria com a Málica, eu não perdia meu tempo com o Gibsereia, e aquela dança ridícula, que me feriu tanto, nunca teria acontecido.

Mais alguns desabafos sobre sua mãe perturbada, o amor não correspondido da Carly e as ambições de acabar comigo. Não fazia noção de quanto tempo estava presa ali.

A Carly me beijou. Sei que devia vibrar de felicidade, desde a 6°serie quero isso, mas não estou! Eu estou confuso. Pensei que iria gostar de beijá-la. O beijo foi estranho. Não se ajustava com o meu. Diferente com o que troquei com a Sam”.

(...)

Acabei de terminar com a Carly. E mais estranho que o beijo que ela me deu, é que não sinto nada. Sem arrependimento, melancolia, coisa nenhuma. Sam me ajudou a tomar essa decisão, ela abriu meus olhos. Fez-me perceber que a Carly não gosta e nunca gostou de mim- do jeito bom, claro- Eu sou só um bacon

Depois que li sobre o seu fim com a Carly, observei que aos poucos ele não fazia mais declarações de amor para ela. Logo depois, nem mais aparecia no diário. De uma forma obcecada ele descrevia exclusivamente sobre mim.




Notas finais do capítulo

Eu pessoalmente não achei esse tão bom. São muitos episodios para descrever, então fiz a escolha de alguns que achava essencial... O prox. é o final...
Please, continuem a dizer o q acharam, é muito importante a opnião de v'6
Bjus*