[ Comentários ]

A Noiva das Bestas Sagradas escrita por LadySanguinex


Capítulo 1
O Primeiro Encontro


Notas iniciais do capítulo

Agora sim, 'apresento-lhes' ao primeiro capítulo da fanfic. Espero que curtam bastante a história que fiz deste anime que tanto amo *-*
E por favor, não se esqueçam de comentar. Caso queiram me dar idéias, opiniões, fiquem a vontade. ♥




Em uma das cidades japonesas, há algumas horas do centro de Tóquio, 4 jovens caminhavam sem direção. Andavam razoavelmente afastados um do outro, pareciam procurar por alguém ou por algo, com seus olhos curiosos, fitando o ir e vir das pessoas, suas ações e seus hábitos. Quando se cansaram, sentaram-se num banquinho e perderam-se em seus pensamentos, até que um deles interrompe o silêncio que surgira entre eles, ao reclamar com os demais.

Gai - AAHH! Eles não estão por aqui! - resmungava o rapaz de cabelos loiros, que aparentava ser o mais novo dos quatro, com as mãos em sua cabeça - Como vamos achá-los?
Rei - Temos que descobrir uma maneira de encontrá-los, sem ter que descermos ao Submundo.
Shin - Fico pensando como estarão os anjos guardiões que foram levados ao Submundo por eles. Se ao menos eles nos ouvissem... - lamentava-se o rapaz de cabelos azuis, com sua cabeça baixa -

Goh, o líder do grupo, se quer se pronunciou. Não que não ligasse para a atual situação, muito pelo contrário. Seu silêncio era uma consequência de seus pensamentos profundos. Assim como seus amigos, estava revoltado por não ter conseguido achar uma pista que os levasse para 'eles'. Ele, mais do que qualquer outro, queria reencontrar-se com seus velhos amigos, apesar de ainda não tê-los perdoado pelo que fizeram com os anjos guardiões. Olhando para o céu, fitando-o com um olhar sereno, teve seus pensamentos interrompidos pela voz de Shin, que chamava por seu nome.

Shin - Goh! Goh! - repetia, seguidas vezes, tentando chamar a sua atenção -
Goh - Anh? O que houve, Shin?
Shin - Aquela não é a Pinky? - interrogava-o, enquanto apontava para frente -

Seguindo a direção para qual Shin apontava, os olhos de Goh passaram a fitar um poste que estava há alguns metros dali. Logo, a imagem de uma garotinha de cabelos róseos, com duas pequenas assinhas em suas costas, surgira por detrás dele, chamando-o a atenção.

Goh- Pinky? - perguntava-se, após reconhecê-la -

Os quatro se levantam e vão de encontro a garotinha, que informa-os sobre algo surpreendente.

Goh - A descendente da Imperadora? Então, ela está por aqui? - questionava-a com espanto -
Gai - Quem é essa Imperadora? - perguntava para Goh, voltando o seu olhar para ele -
Shin - Não se lembra, Gai? Da história que Lucifer nos contou quando ainda éramos anjos jovens?

~ Flash Back ~

No passado, o Paraíso era um lugar tranquilo onde os jovens anjos treinavam, se divertiam, viviam cada dia com alegria, sonhando com o Dia da Benção, em que se transformariam em anjos adultos. Em um dos campos do Paraíso, cujo seu verde, tão vivo, parecia ter sido abençoado pela mãe natureza, um grupo de jovens anjos estavam sentados sobre a grama fofa, perante a figura de um belo anjo de cabelos negros compridos; este era Lucifer, o braço direito de Zeus na época. Os jovens anjos imploravam para que ele lhes contasse uma história, e assim, Lucifer decide contar-lhes sobre a jovem Imperadora.

Lucifer - Há muitos e muitos anos atrás, entre os humanos, uma guerra envolvendo 3 poderosos reinos parou o mundo. Os reinos de Shu, Wei e Wu, entraram em colapso entre si. Um batalha que decidiria o futuro dos três reinos, havia começado. Os reinos que perdessem, teriam seus territórios tomados, seu exército executado e seus habitantes e membros da realeza escravizados. Contudo, os líderes do Reino do Shu não suportaram a doença que carregavam e faleceram, e a sua única filha, a jovem Ryuubi Gentoku, foi nomeada Imperadora e obrigada a comandar o reino, sem ter experiência em combates. Desesperada, sonhando encontrar um meio de levar seu povo para a vitória, ela pede ajuda à Deus, para concretizar seu objetivo: salvar o seu povo. As seis Bestas Sagradas, comovidas com a história da menina, resolveram ajudá-la.

Yuda - As bestas sagradas, Lucifer-sama? - interrompeu o anjo, questionando-o sobre o fato -

Lucifer - Sim, Yuda. - afirma com um sorriso nos lábios - As Seis Bestas Sagradas desceram à Terra, ensinaram a Imperadora Ryuubi a lutar e lhe entregaram a espada 'Dragon God', e assim, Ryuubi e o Reino de Shu venceram a guerra dos três reinos. Como agradecimento pela ajuda que recebeu, a Imperadora passou a pregar os ensinamentos das seis bestas sagradas entre os seus subordinados e o seu povo, criando uma 'harmonia' entre o Reino de Shu e o Paraíso. É por isso que, até hoje, a descendente da Imperadora é considerada a 'noiva' das Bestas Sagradas.

Goh - Por que noiva, Lucifer-sama? - interrogou-o -
Lucifer - Porque ela é a representante das Bestas Sagradas na Terra, fiel aos seus ensinamentos. Sendo assim, é 'comprometida' com eles.
Ruka - Uma mulher... comprometida com as Bestas Sagradas? - repetia o rapaz, fascinado com a história -

~ Fim do Flash Back -

Gai - Então... essa garota é a nossa 'noiva'? - perguntava-se com um ar pensativo, segurando em seu próprio queixo com a mão direita -
Shin - E aonde ela está? - perguntou para a pequena anjinha -
Pinky - No momento não sabemos, mas a Deusa disse que ela está por aq-

Um grito feminino, vindo de não muito longe dali, interrompe a conversa entre os anjos.

Rei - Isso é..
Gai - Tem alguém em perigo! - sem esperar os amigos, o rapaz corre à procura da pessoa que havia gritado. Atrás dele foram Rei e Shin -
Goh - Pinky, avise a Deusa que vamos procurar a Imperadora depois! - disse o belo anjo moreno, antes de seguir seus amigos -
Pinky - Está bem! Tomem cuidado! - grita a garotinha que acenava para Goh, antes que a sua imagem desaparecesse no meio da multidão. -

Os quatro correm pelas calçadas da rua, procurano pela pessoa que gritava, pedindo por ajuda. Até que Gai, consegue reconhecer os gritos vindos de um beco. Ao pararem diante deste, eles vêem um grupo de 3 homens, de calças parcialmente rasgadas, faixas enroladas em seus braços e mãos e o mais alto, aparentemente o líder do grupo, tinha sua jaqueta aberta, deixando a mostra o seu peitoral, e carregava uma faca em sua mão esquerda. Os três, com um sorriso malicioso nos lábios, encaravam uma linda menina, de longos cabelos róseos, que estava caída no chão. Ela vestia um uniforme escolar. Meias 3/4 brancas, com detalhes rosas na rendinha de sua ponta, uma saia rosa e botas também brancas. Contudo, a parte de cima de seu uniforme estava parcialmente rasgado. O líder do grupo olhou para os dois comparças. Estes, entenderam o seu 'sinal' e levantaram a garota, cada um, agarrando um braço dela. Com parte dos seus fartos seios a mostra, a garota encarava o marginal com uma expressão de medo, e com lágrimas nos olhos. Aquela expressão era tudo que o 'marginal-líder' queria. Ele segurou no queixo dela e disse num tom ameaçador.

Marginal - Hora do 'prato principal', princesa...

Ao ver aquela cena, Gai se enfureceu e partiu para cima deles, 'cumprimentando' o líder com um soco em sua face, que o derrubou. Logo em seguida, Goh, Rei e Shin também se meteram na luta, ajudando o seu amigo a enfrentar os marginais, sem que tivessem que recorrer aos seus poderes. A força física dos quatro foi o suficiente para abater os marginais que decidiram fugir.

Gai - COVARDES! Nunca mais cheguem perto dela! - bradava o rapaz, indignado com a atitude deles -
Rei - Já chega, Gai. Eles já foram embora! - tentava acalmar o amigo -
Goh - Você está bem? - perguntava para a garota, enquanto estendia a sua mão para ela -
? - S-Sim... obrigada. - se levanta com a ajuda dele -
Shin - Você está ferida? - perguntava o rapaz com uma expressão de preocupação -
? - N-Não! Estou bem, muito obrigada! Er.. seus nomes são..?
Goh - Meu nome é Goh. Estes são Shin, Rei e Gai. - apresentava cada um dos amigos -
Shin e Rei - Muito prazer!
Gai - Que bom que não se machucou!

Disseram os quatro, cumprimentando-a com um sorriso em seus lábios, que a jovem logo tratou de retribuir da mesma forma, enquanto se apresentava.

? - Muito prazer! Eu me chamo Ryuubi Gentoku. Mais uma vez, obrigada por me salvarem!

A apresentação da jovem deixou os quatro chocados.

Gai - Ryuubi...
Rei - ... Gentoku?
Shin - Então, a senhorita é ..
Goh - dizendo em pensamento - " A Imperadora ... a noiva das Bestas Sagradas! "

Ryuubi observava a expressão de espanto deles com uma certa curiosidade no olhar.

~ Fim do Primeiro Capítulo ~



Notas finais do capítulo

Acompanhem a história com o próximo capítulo, o " Capítulo 2 - Ryuubi, a Imperadora ". Aliás, um pequeno detalhe.. a partir do capítulo 2, cada personagem irá narrar a história. Isso pode ajudar na compreensão dos seus pensamentos e no que eles sentem, vivendo com a Ryuubi. E como o segundo cap tem o nome dela, obviamente, o segundo cap será narrado por ela.



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "A Noiva das Bestas Sagradas" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.